Minhas impressões (MI-29/2017): Lady Wistledown contra-ataca - Julia Quinn e outras autoras

Olá pessoal!!!! O ano está acabando... novembro se iniciou e eu venho com um livro do mês passado, já que em outubro li toda uma série de roqueiros em inglês e me atrasei com os meus livros em português.

Sinopse



Minhas impressões

Este livro é um livro diferente, apesar de ter o nome de Julia Quinn no topo, vocês podem perceber que tem outros três nomes junto: Mia RyanSuzanne Enoch e Karen Hawkins... São pequenos contos, quatro casais, que estavam no jantar de Lady Neeley quando o bracelete de rubi da senhora foi roubado, e temos de volta Lady Wistledown falando sobre o que anda acontecendo na Sociedade Londrina de 1816.

Cada um dos contos se inicia na noite do jantar de Lady Neeley e durante um período de aproximadamente duas semanas, e os casais (ou personagens principais) interagem entre si e quando isso acontece as cenas se repetem em cada conto. Adorei esta interação e a forma de escrita do livro.

Os contos são:

O primeiro beijo de Julia Quinn que conta a história de Lady Matilda 'Tillie' Howard e Peter Thompson, ela uma herdeira com um grande dote e ele um ex soldado, recém chegado a Londres após o fim da Guerra, e que está procurando uma esposa, uma esposa com um pequeno dote... mas acaba se tornando amigo de Tillie, por ter sido o melhor amigo do irmão da moça, que morreu na Guerra, e o relacionamento dos dois dificulta que ambos encontrem seus pretendentes, ele não é um caça dotes e não acha que deve se casar com ela, e ela só tem olhos para o lindo Sr Thompson.

"- Não deveria me pressionar, Tillie.
- Não consigo evitar - disse ela.
Nem ele. Seus lábios encontraram os dela, e ele beijou-a.
Ele a beijou embora nunca fosse ser o bastante. Beijou-a ainda que nunca mais fosse tê-la." posição 14%

A ultima tentação de Mia Ryan conta a história de Bella Martin e Anthony Doring, lorde Roxbury, ela a dama de companhia de Lady Neeley e ele o solteirão mais convicto de Londres, mas até que o pai de Roxbury resolve que o filho tem que dar uma festa e quem vai ajudá-lo a organizar é a Srta Martin, que fará 30 anos em breve e já perdeu a esperança de ser pelo menos beijada...

"- Alguns momentos são fáceis. São bons, divertidos e bonitos, e fico feliz com eles. Outros não são tão fáceis. Mas minha decisão é ser feliz durante os tempos difíceis, assim como nos fáceis. Não consigo controlar a maioria das coisas, mas posso controlar meus sentimentos. E quero ser feliz. Então encontro algo em cada momento que eu possa desfrutar." posição 37%

O melhor dos dois mundos de Suzanne Enoch conta a história de Charlotte Birling e Xavier, o conde Matson, ela a segunda filha do Barão e baronesa Birling que autorizaram o insonso Herbert Beltly cortejar a 'pobre' Charlotte que sonha acordada com o maravilhoso Xavier, mas que ela acredita nem ser capaz de percebê-la... mas os sonhos da menina se realizam, porque ele ouve a voz dela no Baile dos Hargreaves e se encanta com tudo que é relacionado a ela... e ele que não estava muito interessado em encontrar uma noiva, não apenas encontra como tem que 'brigar' para convencer os pais da 'noiva' de que é digno da filha deles.

"- Não estou apaixonado por eles, Charlotte - disse ele em voz baixa, observando-a abrir o fecho do colar e colocar dentro da bolsa. Lá estava ela, o retrato da decência novamente. Só que ele conhecia a verdade. - Eu estou apaixonado por você." posição 65%

O único para mim de Karen Hawkins conta a história do casal que é falado desde o primeiro conto, Lady Sophia e Max, Visconde e viscondessa de Easterly, casados, mas separados há 12 anos quando após um escândalo, ele fugiu da esposa e da Inglaterra... vivendo na Itália durante todo este tempo. Agora volta para resolver com a esposa o pedido dela de anulação do casamento, mas despertam mais curiosidade da sociedade, já que ele é um dos suspeitos de roubar o bracelete de Lady Neeley. Sophia se sente culpada por não ter acreditado no marido na época que ele precisou fugir e agora busca provar a inocência do marido quanto ao roubo... mas para isso se vê convivendo com ele e é muito difícil se segurar quando os beijos do marido são irresistíveis.

"Há quanto tempo não se sentia daquele jeito, perguntou-se, ainda desorientada. Doze anos, foi a resposta. Desde a noite anterior à partida de Max. Em meio à delicada teia de paixão que a envolvia, surgiu uma onda de tristeza. Eles tinham tanto, e ainda assim... Sophia fechou os olhos, tentando ouvir o próprio coração, e ficou desapontada por não ouvir nada." posição 94%


Eu gostei bastante do livro, das histórias, algumas mais do que outras, gostaria de ter mais livros das autoras aqui no Brasil e mais livros deste tipo por aqui. Minha classificação vai ser basicamente porque o mistério do bracelete ficou um pouco confuso no final.



Outubro Rosa porque se tocar é importante para prevenir o Câncer de Mama




Ok, o outubro está acabando... mas nunca é tarde para falar da importância do Câncer de mama... e neste ano eu não poderia deixar de vir aqui falar... no final de maio, minha mãe removeu um nódulo de câncer de mama, na mama direita, descoberto tão pequeno e removido logo, que ela não precisou fazer muitos tratamentos, a não ser remover o nódulo, ela não precisou retirar toda a mama e nem quimioterapia, apenas radioterapia e isso graças a alguns fatores, mas principalmente por ter descoberto tão cedo o nódulo e com isso ter sido feita a cirurgia rapidamente também.



Em 2015 fiz um post sobre o Outubro Rosa aqui no blog, tem até imagem de como deve ser feito o auto exame., porque se tocar é importante para prevenir o Câncer de Mama


Mas hoje, vou falar algumas coisinhas que tirei no site Casa Delas, um evento sobre o Câncer de Mamas, que ocorreu neste mês de outubro em Belo Horizonte



CÂNCER DE MAMA


Assim como os tumores em outras partes do corpo, o Câncer de Mama surge quando, por meio de estímulos diversos, uma célula sofre dano em seu DNA e passa a se multiplicar de forma acelerada e desordenada, substituindo o tecido saudável. O tumor tem ainda a capacidade de invadir outros órgãos localmente ou a distância, pela circulação sanguínea ou pela circulação linfática.

O câncer de mama é uma doença heterogênea, ou seja, apresenta diversos subtipos e também características distintas. Alguns tumores expressam receptores hormonais e alguns apresentam hiperexpressão da proteína HER2. Além disso, graças aos estudos científicos, novas informações sobre o câncer ainda estão sendo descobertas.



PREVENÇÃO

Prevenção primária:
Prática de atividade física regular, alimentação saudável com a manutenção do peso corporal ideal e amamentação estão associadas a um menor risco de desenvolvimento do câncer de mama. A abstinência do álcool também é considerado um fator protetor.

Prevenção secundária:
A prevenção secundária ou rastreamento do câncer de mama tem como objetivo diagnosticar a doença em sua fase inicial, quando as chances de cura são muito maiores. Recomenda-se que as mulheres realizem a mamografia anualmente ou a cada dois anos, entre os 50 e os 69 anos. Porém, o médico deve avaliar individualmente cada caso para determinar a necessidade de exames fora dessa faixa etária.


MITOS E VERDADES

Desodorante pode causar câncer de mama?
Não existem células mamárias nas axilas. Não existem pesquisas nem estudos que demonstrem esta relação.

Se eu faço o autoexame de mamas todos os meses não preciso fazer mamografia?
Nem o autoexame, nem o exame clínico, nem a mamografia são eficientes sozinhos. Consulte um médico especialista.

Próteses de silicone podem causar câncer?
Não há relação entre câncer de mama e próteses de silicone.

O consumo de bebidas alcoólicas aumenta a chance de desenvolver câncer de mama?
Sim, a relação entre o abuso do álcool e o aumento da incidência de câncer de mama já foram comprovadas.

A obesidade é fator de risco para o câncer de mama?
Sim, a relação entre a obesidade e aumento da incidência de câncer de mama no período pós menopausa já foi comprovada.

Ter filhos reduz a chance de desenvolver câncer de mama?
Sim, existem dados que relacionam o aumento da incidência de câncer de mama em mulheres que nunca pariram nem amamentaram.

Leia.Seja - Campanha de Incentivo à Leitura @leiaSeja #leiaseja

Olá pessoal... muita correria por aqui, e muita leitura em inglês, por isso a falta de resenhas, mas eu não poderia deixar de vir falar desta campanha de incentivo à leitura do Sindicato Nacional de Editores de Livros (SNEL).


Domingo, 29/10, é o Dia Nacional do Livro... e por isso é um dia especial para falar sobre livros.


Alguns artista: Bernardinho, Bela Gil, Cauã Reymond, Pedro Bial, Washington Olivetto e Baby do Brasil se transformaram em personagens clássicos da literatura nessa campanha...

Minha filha de 13 anos leu Dom Quixote (adaptação de Walcyr Carrasco) e adorou, me perguntou: "Você nunca leu Dom Quixote?" - vergonha... nunca li, vou ler, alguém quer resenha?



Quem já sonhou em ser Dom Quixote, Sherlock Holmes, Capitão Rodrigo, Capitu, Visconde de Sabugosa ou Emília por um dia? Você consegue ser todos eles por um tempo se mergulhar em suas histórias. 

Siga @LeiaSeja nas redes sociais e comemore o Dia Nacional do Livro com a gente.
#leiaseja



Preciso dizer que de todos os clássicos citados acima, o único que eu realmente li foi Monteiro Lobato... mas conheço um pouco de todos. 

Minhas impressões (MI-28/2017): Romance entre rendas - Loretta Chase #Asmodistas04

 Eu amo Romances de época, algumas autoras me conquistaram mais do que outras... gosto dos livros de Loretta Chase, mas neste livro fiquei um pouco confusa... alguns detalhes ou falta deles me deixaram com uma sensação de "Não sei se gostei..."
 

A Série:

  1. Silk Is For Seduction - Sedução da Seda - Marcelline e Duque de Clevedon
  2. Scandal Wears Satin - Escândalo de Cetim - Sophia e Conde de Longmore
  3. Vixen in Velvet - Volúpia de Veludo - Leonie e Marquês de Lisburne
  4. Dukes Prefer Blondes - Romance entre Rendas - Clara e Oliver "Corvo" Radford
Sinopse



Compre na Amazon BR




Minhas impressões

Eu esperei muito pela história de Lady Clara Fairfax que era a cliente mais desejada e VIP das irmãs Noirot, as Modistas, e que deixou de se casar com o Duque de Clevedon, que se casou no primeiro livro com Marcelline Noirot... sofreu alguns 'perrengues' durante os livros anteriores... rejeitou vários pedidos de casamento e após passar a usar os vestidos e chapéus da Maison Noirot se tornou a mulher mais bonita de Londres.

"As moças eram outro assunto. As fundadoras da Sociedade das Costureiras eram as modistas mais famosas de Londres, as proprietárias da Maison Noirot. Elas faziam as roupas de Clara e a haviam ensinado que um vestido era uma forma de arte e manipulação, além de um modo de expressão. Já a haviam salvado duas vezes de possíveis casamentos catastróficos." posição 4%

O livro se passa à partir de 1835, mas o prólogo começa em 1817, para apresentar o apelido "Corvo" do protagonista, Oliver Radford, passando por 1822 quando os protagonistas se encontram no Royal Gardens, Vauxhall, e apesar da pouca idade de ambos, eles se 'admiraram' pela inteligência e perspicácia.

"A irmã do conde de Longmore, lady Clara, tinha agora, conforme anunciara, oito anos e onze meses de idade.
(...)
Então, por motivos desconhecidos, Oliver se ouviu dizer:
- Lady Clara, você já viu o Heptaplasiesoptron?" posiçao 2%

Quando lady Clara vai à procura do famoso advogado 'Corvo' para pedir ajuda em encontrar um menino desaparecido, um menino pobre, se encontra pela segunda vez com o homem que o 'amigo' do irmão se tornou... mas eles só se lembraram (ou parece que se reconheceram) no segundo encontro.

"Ele tivera certeza absoluta de que ela não se lembrara dele em Vauxhall. Ficou profunda e dolorosamente curioso para saber como ela havia descoberto sua identidade e intrigado com o fato de ela ter conseguido disfarçar tão bem." posição 12%

Apesar de ter dito não para a moça, Radford se vê tentado a ajudá-la e acaba se vendo mais e mais encantado pela moça, não apenas por sua beleza. Eles conversam e discutem de igual para igual e apesar de estarmos falando de 1835... Radford é bem moderno, já entende que as mulheres precisam pensar por si mesmas... e incentiva que ela o ajude, usando disfarces.

"Para uma jovem respeitável e solteira, entrar e sair de um disfarce não era fácil. Disfarçada, Clara não atraía muita atenção, como ela mesma, era tão imperceptível quanto uma exibição de fogos de artifício." posição 19%


É claro que quando um casal começa a ficar muito junto, em momentos de stress, aventuras, o sangue esquenta e às vezes esquentam outras coisas...

"Seu rosto estava a centímetros do dele. Ele quase podia provar sua boca. O lado irracional de Radford, seu outro eu, estava se tornando muito teimoso. Ele afastou aquele ser inútil de sua cabeça e procurou se distanciar um pouco dela, de sua pele cheirosa e sedosa, de sua boca macia." posição 30%

Clara e Radford tem conversas e discussões e até mesmo para se casarem eles argumentam e fazem até um pequeno 'Tribunal' para provar que ele e ela podem e devem se casar e que se farão felizes. (Adorei essa parte do convencimento dos pais dela).

"Os olhos dela brilharam, mas ela afastou as lágrimas, engoliu em seco e continuou. - Pensei que um homem assim fosse tudo o que um homem deveria ser. Pensei que esse era o tipo de homem com quem uma mulher poderia ser feliz, sendo ou não duque, independentemente de quantas casas enormes ele possuísse. Como fui tola. Eu queria o tipo de homem que pudesse amar e respeitar, um homem de quem eu sentisse orgulho ao ver progredir em sua profissão... pois, devido à sua total falta de tato e de charme, ele vai precisar de muita ajuda. Eu queria um homem que me visse não como a moça da moda ou como uma dama bem-comportada, mas que me enxergasse como eu sou, e também como amiga e companheira. (...) E parece achar que eu só seria feliz se me casasse com um duque. Portanto, seguirei seu conselho. Vou me casar com Bernard." posição 53%

Bom... não vou falar muito mais sobre a história, mas preciso explicar... eu sei que gostei do livro, mas achei o livro um pouco confuso em determinados momentos, não sei se por causa da autora ou de alguma tradução, edição ou sei lá... um coisa que me incomodou um tiquinho foi o fato de numa conversa na Polícia Metropolitana de Londres um dos policiais diz a Radford:

"-Deixe-me ligar para Sam Stokes - falou o chefe." posição 19%
Pessoal, como assim ligar? Estamos em 1835 e o telefone só foi inventado em 1876...


Outras coisinhas que não sei explicar me deixaram com a sensação, Ah? Por isso a pontuação será menor. Quero Romances de Época, mas acredito que existem outras autoras mais legais do que Loretta Chase... #prontofalei