Destaques

Minhas impressões (MI-09/2018): Mais forte que o sol - Julia Quinn #RomEpocaArqueiro

Por Cinthia FotoseLivros •
21 junho 2018
Ah... como eu amo um bom romance de época... Julia Quinn escreve os romances de época mais engraçados, com casais que se divertem enquanto se apaixonam.

Neste segundo livro da série, dueto, Irmãs Lyndon, vamos reencontrar a irmã de Victoria (a heroína do primeiro livro). Estes dois livros foram os primeiros livros escritos e publicados por Julia Quinn, em 1997.

  1. Mais lindo que a Lua
  2. Mais forte que o Sol

Sinopse

Compre na Amazon Brasil



Minhas impressões

Em 'Mais forte que o Sol' vamos conhecer a história de um casal que se encontram de maneira inusitada e se casam por conveniência... o Conde Billington, Charles Wycombe, tem que se casar até seus 30 anos ou perderá sua fortuna, seu título, está tão desesperado, que ao tomar um grande porre e subir em uma árvore, não se sabe como, cai aos pés, ou nos pés, da Srta Eleanor (Ellie) Lyndon.

"- Não vejo como possa ter caído de tão alto e não ter se machucado.
Ele balançou a cabeça, descartando o comentário dela, e tentou se levantar de novo.
(...)
- É uma mulher dura e cruel, Srta. Seja Lá Qual For o Seu Nome. Parece sentir prazer com minha agonia.
Ellie tossiu para disfarçar uma risada.
- Sr. Seja Lá Quem For, devo protestar e ressaltar que tentei cuidar de seus ferimentos, mas o senhor insistiu em dizer que não tinha nenhum." posição 2%

Quando Ellie ajuda o Conde com a sua torção de tornozelo, após a queda da árvore, e o ajuda a chegar até mais perto de seu coche, eles vão conversando de forma irreverente, se provocando, ele percebe a inteligência e perspicácia da moça... e acaba tendo uma grande ideia.

"Dentro de precisamente quinze dias, ele faria 30 anos. Dentro de precisamente quinze dias, toda a sua herança seria arrancada dele. A menos que...
A Srta Lyndon tossiu e limpou a poeira do olho. Charles olhou-a com renovado interesse.
A menos que... Lentamente a ideia foi tomando forma em seu cérebro ainda grogue, e ele se esforçou para não deixar escapar nenhum detalhe importante... A menos que, em algum momento nos próximos quinze dias, ele conseguisse uma esposa." posição 5%

A proposta de casamento é tão inusitada quanto engraçada... este casal é encantadoramente divertido.

"- Venho adiando o inevitável. Sei disso. Mas então a senhorita cai na minha vida, no momento de maior desespero...
- Perdão, mas creio que o senhor caiu na minha vida.
Ele deu uma risada.
- Cheguei a comentar que a senhorita também é muito divertida? Eu pensei: 'Bem, ela servirá tão bem quanto qualquer outra, e...'
- Se seu objetivo era me cortejar - disse Ellie em tom ácido -, não está conseguindo." posição 6% 

A princípio Ellie acredita que não será capaz de aceitar o pedido do Conde, e diz a ele que irá pensar... mas quando chega em casa e encontra a futura madrasta, a Sra Foxglove, uma viúva, que tem os padrões morais piores do que o de seu pai o Reverendo Lyndon, e a 'megera' a provoca com listas e palavras odientas, e ainda não consegue resgatar o dinheiro de parte de seus investimentos, Ellie começa a repensar a vida.

"E agora estava presa naquela cidade, a 30 quilômetros de uma casa para a qual nem queria voltar. Sem qualquer opção, exceto...
Ellie balançou a cabeça. Não ia considerar o pedido de casamento do conde de Billington.
O rosto de Sally Foxglove surgiu em sua mente. E aquela face hedionda começou a falar de chaminés e de solteironas que deveriam ser gratas por toda e qualquer coisa. A proposta do conde, então, começou a ter uma aparência cada vez melhor." posição 9%

E o casamento acontece, de forma surpreendente e rápida, salvando Charles da perda da herança e Ellie da madrasta nojenta... mas eles não se conhecem direito, e coisas estranhas acontecem na casa dos recém casados, atrapalhando a paz da casa e da família (tia e primas de Charles) e deixando a Ellie tensa e chorosa, mas o marido, apesar de ter a fama de mulherengo é um homem de bom coração que está completamente encantado com a mulher.

" Ellie estava sentada na cama, embrulhada em uma coberta que devia ter trazido da casa do pai. Era uma peça simples - branca com costura azul -, certamente nada que teria se adequado aos gostos exagerados dos antepassados do conde.
- Quer alguma coisa? - perguntou Ellie, sem emoção na voz.
Charles olhou-a atentamente. Seus olhos estavam vermelhos e ela parecisa muito pequena e jovem em meio à colcha volumosa. E segurava algo na mão esquerda.
- O que é isso? - indagou ele.
Ellie olhou para a mão como se estivesse esquecido que segurava algo.
- Ah. É o retrato da minha mãe." posição 43%

O relacionamento de Charles e Ellie vai se tornando uma amizade, a atração é forte, os beijos são intensos e a deixam fraca, mas sempre que estão a ponto de consumar o casamento algo acontece para atrapalhá-los, mas o carinho, cumplicidade vão aumentando e percebo que isso são as coisas que mais unem e mantem um casamento por muitos anos.

"O coração dele se enterneceu ao observá-la. Poucas pessoas eram capazes de rir de suas fraquezas. A cada dia que passava, ele desenvolvia um apreço mais profundo pela esposa. Escolhera apressadamente, mas escolhera bem." posição 54%

Eu realmente me encantei com esta estória simples, sem muitas firulas, senti falta de algumas coisinhas, tipo a presença da irmã de Ellie e seu marido, mas a interação do casal entre si e com a família de primas é muito encantadora, e por ser dos primeiros livros escritos pela autora, demonstra o quão talentosa Julia Quinn é.

Comentários via Facebook

1 comentários:

Postar um comentário

Adoramos saber o que você está achando dos posts e do blog...

Se você conhece o livro, por favor... ao comentar não diga o que acontece... isso é spoiler!

Deixe seu nome e/ou twitter.

Publicidade

iunique studio criativo

Instagram

© Fotos e Livros – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in