Um Outro Olhar #14 O cinema em 2011 pelo olhar do Oscar

Oláááá genteeeee...



Entããão, que eu sou bookholic todo mundo já sabe né? rsrsrsrs Pois é, o que poucas pessoas sabem é que eu também sou cinéfila de carteirinha e assumidíssima. Amo cinema desde que vi Mogli o Menino Lobo quando era bem pequenininha * Disney garantindo a infância cinematográfica da pessoa*





E como eu sou uma boa amante do cinema, não perco nenhuma edição dos prêmios da Academia, mais conhecido como Oscar. Sendo assim, a Ci, me chamou aqui hoje para comentar um pouquinho com vocês sobre alguns candidatos nesse ano e eu na hora topei. * até porque a pessoa não vive só de livros cof cof *


Curiosidades: Esse ano ao invés dos tradicionais 10 indicados a melhor filme, a Academia escolheu somente 9 filmes. Não entendi o motivo, até porque não foi dado por nenhum membro da mesma alguma explicação.  Contudo, tal atitude nos levar a crer que não tiveram filmes bons o suficiente esse ano, e eu não concordo com isso.


Vamos começar... ?


  • The Help ( Histórias Cruzadas) -> Esse filme é uma adaptação do livro A Resposta lançado aqui no Brasil pela Editora Bertrand. O filme recebeu, se não me engano, 4 indicações, sendo 3 para atuação e uma de melhor filme. A história é sobre um grupo de empregadas negras, que trabalham para familias "brancas" em um estado onde a maioria das pessoas ainda é muito racista. O que eu amei no filme, além das atuações, foi o fato dele mostrar que as coisas não eram fáceis para essas mulheres. Elas trabalhavam para ganhar menos do que o necessário para sobreviver ou sustentar suas famílias e ainda sofriam com acusações injustas e muitos preconceitos. É somente quando uma jornalista mente aberta chamada Skeeter ( Emma Stone) decide contar as histórias que essas mulheres tem para contar, que o filme começa de verdade. E, gente, as atuações nesse filme são maravilhosas. Viola Davis, indicada a melhor atriz, interpreta Aibileen, uma das empregadas, e devo dizer que ela está maravilhosaa. Uma cena dela me fez chorar e tudo. Porém, a surpresa do filme fica pela Octavia Spencer interpretando mais uma das empregadas, Minny Jackson. A Octavia é responsável por cenas engraçadíssimas e memoráveis durante o filme. Ela é a favorita em sua categoria ( Atriz coadjuvante), já ganhou o Globo de Ouro e eu torço muito pela sua vitória. Para o filme eu dei notá máxima, 5 estrelas.


  • Midnight in Paris (Meia Noite em Paris) -> Eu sou meio suspeita para falar desse filme, porque sou fã do Woody Allen. Fui ver esse filme com a minha amiguinha, Beeta, e adorei. Gente, o filme é muito melhor do que eu imaginava que seria. É Sobre um casal, Gil e Inez, que está noivo e acaba viajando para Paris junto com os pais da noiva. Gil ( Owen Wilson) é um roteirista de Hollywood que está tendo problemas para escrever seu primeiro livro, e assim que chega em Paris acaba se apaixando pela cidade, por seu espírito romântico e a idéia em sua cabeça, de que os anos 1920 em Paris ( The Golden Age), foram os melhores do mundo. Contudo, Inez ( Rachel McAdams) não compartilha suas aspirações românticas e muito menos a idéia de se mudarem para lá depois de casados. E numa dessas noites em Paris, Gil acaba se colocando em uma pequena situação que vai mudar e marcar a sua vida para sempre. Não posso contar muito sobre a situação, mas vou dizer que envolvem anos de glória e artistas realmente impressionantes, como Salvador Dali. O filme também recebeu 4 indicações, sendo elas para: Melhor filme, Melhor Diretor, Melhor roteiro original e Melhor direção de arte. Meu palpite é que ganhe somente em roteiro, já que a idéia de Allen para esse filme, foi realmente muito boa e diferente. Dei 5 estrelas para esse também e peço que as pessoas deem uma chance ao filme, pois o Woody Allen acertou e muito nesse ;D 

Curiosidades: A primeira dama francesa, Carla Bruni, faz participação nesse filme.



  • Moneyball ( O Homem que mudou o jogo) -> Esse filme está indicado em 6 categorias, sendo as principais: Melhor filme, Melhor ator para Brad Pitt * pausa para suspiros* e a surpresa, Jonah Hill, para Melhor ator Coadjuvante. O filme conta a história de Billy ( Pitt) que é como se fosse um chefe do departamento de futebol de um clube, mas só de que de Baseball, dos Oklahoma A´s que esta lutando contra a falta de recursos do clube para pagar bons profissionais e assim conseguir ganhar títulos. Quando está prestes a desistir, conhece Peter Brand, um economista que trabalha com baseball e tem idéias de como montar um time campeão dentro dos orçamentos de Billy. O problema, é que a maioria dos dirigentes tem a mente muito fechada para os jogadores que Peter e Billy indicam, pois pensam que jogador bom é aquele famoso e que acerta todas * o que nós bem sabemos que não é verdade*. Não vou contar se os métodos dessa dupla vão dar certo ou não, mas digo que esse não é mais um filme sobre esportes. O roteiro engloba assuntos como família, confiança e como uma pessoa pode mudar o rumo da vida de outras. Super recomendo. 4 estrelas ^^

  • The Artist ( O Artista) e Hugo ( A invenção de Hugo Cabret) -> Esses dois filmes eu ainda não tive o prazer de ver, porém, como foram os dois filmes com mais indicações, 10 e 11 respectivamente eu tinha que fazer uns comentários rápidos sobre eles.



O Artista é um filme francês e mudo. É, isso mesmo, ele é um filme mudo. A história gira em torno de um artista famosíssimo do cinema mudo, George Valentim ( interpratado por Jean Dujardin) que está sofrendo muito com a chegada do cinema falado, pois assim, irá cair no esquecimento do público. Em contrapartida a sua amiga, Peppy Miller ( Bérénice Bejo ) está fazendo muito sucesso com essa nova forma de cinema. Uma curiosidade muito interessante sobre o filme é que além de ser mudo, ele é em preto e branco * eu AMO filmes em preto e branco <3 *

A minha única preocupação é que parece que nenhuma empresa brasileira o comprou para exibição ainda e isso me deixa muito triste. Quem sabe com o reconhecimento que as indicações trazem, o filme não ganha data e locais de exibição em terrinhas brasileiras. Afinal de contas, ele é o favorito para ganhar melhor filme...



A Invenção de Hugo Cabret é o mais novo filme de um dos meus diretores favoritos, Martin Scorsese. Neste filme ficamos conhecendo a história de Hugo, um menino órfão que desde a morte da sua mãe tem como moradia as paredes de uma estação de trem em Paris e acaba se envolvido em um mistério sobre seu pai e outras cositas mááás...


  • Melhor atriz -> Eu decidi falar sobre essa categoria pois é a única em que tenho realmente uma previsão concreta do vencedor ( a). Nessa categoria concorrem: Rooney Mara ( Os homens que não amavam as mulheres), Glenn Close ( Albert Nobbs) Viola Davis ( The Help), Michelle Williams ( My week with Marilyn) e Meryl Streep ( A dama de ferro). Sou muito suspeita, mas o meu palpite vai para a diva mor de todas as divas, Meryl Streep. Ela é sem dúvidas uma atriz que vai transcender gerações e se vocês tiverem a chance de vê-la interpretando a Margaret Thatcher vão entender o porque esse Oscar merece ser dela. Vale lembrar que ela tem o record de 17 indicações de 2 vitórias por Kramer vs Kramer e A Escolha de Sophia. Ela não é demais ? <3 
Trailer do site http://xcine.com.br/ 

Entãão é isso gente!!! Eu não posso falar mais porque só consegui ver esses filmes que comentei. Agora que a lista oficial saiu eu vou correr para ver todos nas suas respectivas estréias. 

Para quem quiser a lista de todos os indicados para todas as categorias, pode ir em: http://wp.clicrbs.com.br/cameraan/2012/01/24/lista-dos-indicados-ao-oscar-2012/?topo=84,2,18,,,84 

Espero que tenham gostado desse especial cinematográfico aqui no Fotos e Livros. A cerimônia vai ao ar no domingo, 26 de fevereiro na TNT e na Rede Globo. 

Até a próxima... 

11 comentários :

Postar um comentário

Adoramos saber o que você está achando dos posts e do blog...

Se você conhece o livro, por favor... ao comentar não diga o que acontece... isso é spoiler!

Deixe seu nome e/ou twitter.