Te amo, te odeio, sinto sua falta de Elizabeth Scott

Te-amo-te-odeio-sinto-sua-falta[3]

Título: Te amo, Te odeio, Sinto sua falta
Subtítulo: -
Edição: 01
Autor: Elizabeth Scott
ISBN: 978-85-64025-12-7
Editora: Underworld
Ano: 2011
Páginas: 180

 

 

 

Sinopse:

Já se passaram 75 dias.

Amy está cansada do interesse súbito que seus pais tomaram nela. E ela está realmente cansada das pessoas perguntando por Julia. Julia se foi, e ela não quer falar sobre isso. Eles não entenderiam, de qualquer maneira. Eles não entenderiam como é ter sua melhor amiga arrancada de você. Eles não entenderiam como é saber que foi sua culpa. O terapeuta de Amy acha que ajudaria se ela escrevesse um diário. Ao invés disso, Amy começa a escrever cartas para Julia. Mas à medida que escreve as cartas, ela começa a perceber que o passado não foi tão perfeito como ela pensava - e que o presente merece uma chance também.

Resenha:

Eu não li a sinopse quando comentei com a Lica do Sobre Amores e Livros que gostaria de fazer um book tour com esse livro, achei que seria mais um daqueles romances estilo sessão da tarde, você lê em um dia e passa um mês suspirando rs. Quando comecei a ler as resenhas (quem tiver interesse de ler basta clicar aqui) das meninas que estão participando vi que estava completamente enganada e fiquei com certo medo, pois o livro fala sobre uma coisa muitas vezes difícil de ser abordada; a perda.

Amy há 75 dias perdeu sua melhor amiga Julia em um acidente de carro, no qual ela também estava. Desde então ela vem sofrendo a dor do luto e a culpa de ter convencido J. a entrar no carro e dirigir.

Durante a leitura somos apresentados a dois momentos da vida de Amy: sua vida com Julia, regada a muitas festas, bebidas e alguns drogas e ela tentando entender e superar a perda. A falta de atenção (e carinho) dos pais, a baixa estima, a facilidade em se soltar que a bebida proporciona… tudo isso resultam nas adolescentes que elas são. Sim digo elas porque Julia também tinha seus problemas, e muitas vezes levava Amy a escolher ter certas atitudes erradas.

O modo como a autora escreve cada dia de Amy sem Julia é incrível, o descobrir que cada um faz sua escolha a partir das opções que são lhe dadas e que no meio de todas as inseguranças, choros e sofrimentos tem alguém olhando, torcendo, sofrendo e esperando para abraçar e dizer que tudo pode ser amenizado.

Deixo mais que recomendada a leitura desse livro, e me arrisco em dizer que para cada leitor a mensagem final é uma. Ah! E antes de colocar algumas citações gostaria de agradecer a Lica e a Math por terem aceito e comprado o livro para o book tour e a Fer e a Gabi por também aceitarem viajar com a gente. Fiquem de olho ainda essa semana o livro estará indo para Blumenau onde termina esse primeiro book tour.

“– São coisas que … Alguma coisa que acontece e muda toda sua vida, e as pessoas dizem que sentem muito, mas, depois de um tempo, é como se você fosse o único que ainda lembra. Vai acontecer com você também.” (Pág. 73)

 

“Ah, meus pais me davam espaço. Eles me davam festas de aniversário quando eu ainda era nova o bastante para desejá-las, e iam assistir às peças da escola, e às vezes me levavam com eles nas viagens de férias.(…) Eu estava lá. Eles sabiam disso. Fim.” (Pág. 89)

 

“Ela – e a bebida- me faziam sentir mais brilhante, mais forte. Julia estava sempre ali para mim.” (Pág. 108)

 

“Eu sempre quis ser adulta. (…) Mas esse mundo não existe. Ser adulto significa apenas perceber que ninguém vai aparecer para resolver as coisas. Ninguém vai correr para salvá-lo.” (Pág. 148)

 

“Aonde quer que eu vá, sempre verei você. Você sempre estará comigo. E aqui não vai ter nenhum final feliz, não é possível que uma história que começou em uma noite que ficou gravada a fogo no meu coração termine como eu gostaria. Você realmente morreu, não houve nenhuma última palavra, e por mais que eu escreva muitas cartas para você, sei que nunca as responderá. Você nunca vai dizer adeus.” (Pág. 179)

 

 

Nathaliablog1

9 comentários :

Postar um comentário

Adoramos saber o que você está achando dos posts e do blog...

Se você conhece o livro, por favor... ao comentar não diga o que acontece... isso é spoiler!

Deixe seu nome e/ou twitter.