Minhas impressões (MI-06/2017): Uma noite como esta - Julia Quinn - Quarteto Smythe-Smith 02

Como eu previ na resenha do primeiro livro... com um box inteiro (em ebook) é impossível não sair lendo todos os livros logo... estou me segurando, e a falta de tempo tem me ajudado, mas não li mais nada a não ser este livro, 'Uma noite como esta', desde que terminei 'Simplesmente o Paraíso', exceto que reli partes importantes de 'Os Segredos de Colin Bridgerton', que se passa ao mesmo tempo que a história de Honoria e Marcus, e no momento que estou escrevendo esta resenha já estou lendo 'A Soma de todos os beijos'.

Adoro as notas musicais, uma musica, ao fundo dos títulos da série.

O Quarteto:


  1. Simplesmente o Paraíso - Honória Smythe-Smith & Marcus Holroyd
  2. Uma noite como esta - Daniel Smythe-Smith & Anne Wynter
  3. A Soma de Todos os beijos - Sarah (Smythe-Smith) Pleinsworth & Hugh Prentice
  4. Os Mistérios de Sir Richard - Iris Smythe-Smith & Richard Kenworth


Minhas impressões

Eu já falei um pouco sobre nosso herói, Daniel Smythe-Smith, na resenha anterior. Ele é o irmão de Lady Honoria, melhor amigo de Marcus, o futuro marido de Honoria... quando Daniel retorna de seu exílio de 3 anos, ele chega exatamente no dia do Recital Smythe-Smith, e fica escondido para não atrapalhar o dia da irmã e primas, mas não resisti a uma olhadinha furtiva durante a apresentação... só que ele se depara com a mais linda mulher, uma que ele nunca vira, sentada, tocando, o piano, no lugar de uma das primas, seria Sarah quem deveria estar tocando... quem é esta mulher?

"Então, finalmente, a jovem ergueu o dedos das teclas, enquanto Daisy começava o penoso solo de violino. Daniel observou a moça deixar o ar escapar, alongar os dedos e...
Ela levantou os olhos.
O tempo parou. Simplesmente parou. Era o modo mais piegas e clichê de descrever, mas aqueles poucos segundos em que o rosto dela se ergueu na direção dele... pareceram se esticar e se estender, dissolvendo-se na eternidade.
Ela era linda. Mas isso não explicava a reação dele. Já tinha visto mulheres lindas. Já havia dormido com uma grande quantidade delas. Mas aquela... Ela...
Até mesmo os pensamentos de Daniel pareciam ter emudecido." posição 26% (do box em ebook)

Anne Wynter, é na verdade Annelise Sophronia Shawcross, uma jovem linda que cometeu um erro de julgamento e se apaixonou por um homem, que parecia ser um cavalheiro, mas a desonrou e acabou com seu futuro, Anne foi expulsa de casa, foi trabalhar como dama de companhia e agora após 8 anos, é a governanta das meninas Pleinsworth, Harriet, Elizabeth e Frances, e não pode perder seu emprego... mas no primeiro encontro com Daniel Smythe-Smith, ele foi tão insistente que ela já caiu em tentação.

"Ah, Deus, agora ela estava encrencada. Beijara o infame Daniel Smythe-Smith. Anne sabia tudo sobre ele - todo mundo sabia. Daniel participara de um duelo vários anos antes e fora caçado até no exterior pelo pai do oponente. Mas, ao que parecia, eles haviam chegado a alguma trégua. Lady Pleinsworth mencionara que o conde enfim voltaria para casa, e Harriet contara todas as fofocas a respeito do caso a Anne." posição 26%

Depois do primeiro encontro, do primeiro beijo, Daniel, e nem mesmo Anne, não consegue tirar o encontro da cabeça...e ele vai visitar as primas, uma desculpa para reencontrar a governanta. A interação de Daniel e Anne com as meninas é sempre muito interessante, alegre e é onde o humor de Julia Quinn fica mais latente... todas as cenas são hilárias, a cena das primas convencendo Daniel a atuar em uma peça escrita por Harriet é daquelas que me fez gargalhar alto.

"- Harriet - falou à prima, olhando-a nos olhos como faria com um adulto -, preciso lhe dizer que nunca tive qualquer talento dramático.
A menina descartou o comentário com um aceno da mão, como faria para espantar um mosquito.
- É isso que é tão maravilhoso em minhas peças. Qualquer um pode se divertir.
- Não sei - disse Frances. - Não gostei de fazer aquele sapo. Minhas pernas ficaram doendo no dia seguinte." posição 35%

Mas Daniel faz de tudo para tentar ficar próximo de Anne, seja com as primas ou sozinho, em todas as oportunidades, e sempre tenta beijá-la... e conquistá-la

"- Esse beijo - continuou Daniel, a voz ardendo de desejo contido. - Esse beijo... Eu o desejo com um fervor que abala a minha alma. Não tenho ideia de por que o desejo, mas foi o que senti no instante em que a vi ao piano, e isso só aumentou desde então." posição 33%

Anne é uma governanta ciente de seus deveres, e mesmo cedendo aos desejos de Daniel e aos dela, ela tenta afastá-lo, e até mesmo a tia (a patroa de Anne) o aconselha a se afastar

"-Se você se importa um pouco que seja com a Srta Wynter - continuou Lady Pleinsworth, altivamente -, vai deixá-la em paz. Ela é uma dama sensata, e só a mantive trabalhando para mim porque tenho certeza absoluta de que foi você quem a importunou, e não o contrário." posição 41%


Mas desde que Daniel e Anne se encontraram começam acontecer acidentes estranhos, que podem tanto ser por causa de Daniel, quanto ser o passado de Anne voltando para assombrá-la, o que faz com que Anne fuja ao descobrir que é ela a culpada por trazer problemas e sofrimentos para as Pleinsworth, Smythe-Smith.

"Mas a ironia da situação era que Daniel já era dono de seu coração. Ela acabara cometendo a maior de todas as tolices. Se apaixonara por um homem que nunca poderia ter.
Daniel Smythe-Smith, conde de Winstead, visconde de Streathermore, barão de Touchton de Stoke. Anne não queria pensar nele, mas isso acontecia toda vez que fechava os olhos. O sorriso dele, sua risada, o ardor em seus olhos quando a fitava.
Anne não achava que Daniel a amava, mas o que ele sentia devia chegar perto. Ele se importava com ela, pelo menos. E talvez, se Anne fosse outra pessoa, uma mulher com um bom nome, uma boa posição social, que não tivesse atrás de si de um louco querendo matá-la..." posição 42%

E quando o passado de Anne a sequestra e pode fazer coisas más com ela... Daniel e sua família e amigos vão resgatá-la, em busca do final feliz.

"Era um estranho grupo de resgate, claro, mas quando a carruagem ganhou velocidade, com quatro criados armados servindo como batedores, Daniel não pode deixar de pensar na família incrível que tinha. A única coisa que a tornaria ainda melhor seria Anne ao seu lado, com o sobrenome dele." posição 46%


Daniel e Anne formam um casal maravilhoso, sua história de amor é rápida e intensa, e vai contra vários padrões da sociedade inglesa de 1824, um Conde e uma governanta? Mas a família Smythe-Smith, principalmente a mãe de Daniel, assim como sua irmã e seus amigos, não parecem se importar. Os amigos, Marcus, melhor amigo e futuro cunhado, está sempre ao seu lado, mas Lorde Hugh Prentice, que foi o causador dos infortúnios de Daniel, após o fatídico duelo, é uma aliado importante para o final feliz de Daniel e Anne.



Mais um livro delicioso e encantador de Julia Quinn, que estará visitando o Brasil no mês de março, conforme imagem abaixo. Infelizmente, apesar de ela vir a Belo Horizonte, não acho que será possível eu ir... escolheram um shopping muito longe, para mim, em plena segunda-feira 😔😔😔😞😞😞😞😞

Uma foto publicada por Editora Arqueiro (@editoraarqueiro) em


Compre na Amazon BRasil





0 comentários :

Postar um comentário

Adoramos saber o que você está achando dos posts e do blog...

Se você conhece o livro, por favor... ao comentar não diga o que acontece... isso é spoiler!

Deixe seu nome e/ou twitter.