Minhas impressões (MI-12/15): Ligeiramente Maliciosos - Mary Balogh #OsBedwyns02 @editoraarqueiro

Oi pessoal, ausência pouca e bobagem quando se trata do meu amado blog, mas está difícil sentar, pensar e escrever uma resenha à altura dos livros que leio e já terminei de ler 'Ligeiramente Maliciosos' há quase duas semanas, mas semanas corridas que não me deixaram nem sentar direito. Me desculpem (a quem ainda se interessar pelo blog e minhas resenhas).


Mais um livro da Editora Arqueiro e mais um romance de época, ah como amo! Mary Balogh me cativou com Ligeiramente casados e não me decepcionou nada nada com Ligeiramente Maliciosos...


A série 'Os Bedwyns', no site da autora:

  1. Slightly Married - Ligeiramente casados  - Aidan 
  2. Slightly Wicked - Ligeiramente maliciosos - Rannulf
  3. Slightly Scandalous - Ligeiramente escandalosos - Freyja (ainda a ser lançado)
  4. Slightly Tempted - Morgan
  5. Slightly Sinful - Alleyne
  6. Slightly Dangerous - Wulfric


Sinopse


Minhas impressões


Neste livro vamos conhecer mais um Bedwyn, desta vez Rannulf, que não é herdeiror do de título, mas será herdeiro da avó materna deles, que tem uma preferência descarada por Rannulf e está preocupada com a falta de casamento do rapaz...

Conheceremos Judith que por causa do irmão, que anda despedaçando o pouco dinheiro do pai, um pastor que cria as filhas com dificuldade e rigor com pouco recursos, e acaba tendo que mandar uma das filhas para ser acompanhante (quase uma empregada) na casa da irmã que se casou com um homem rico...

"Judith bloqueou tudo de ruim – o ressentimento opressivo que sentia, a terrível saudade de casa, o tempo lúgubre, as condições desconfortáveis da viagem, a desagradável perspectiva do que a aguardava – e deixou a mente devanear, inventando uma aventura extraordinária, com direito a um herói fantástico e ela mesma como a improvável mocinha. Isso lhe garantiu uma distração bem-vinda até momentos antes do acidente." posição 2%


Rannulf está indo à casa da avó e acaba encontrando um acidente no caminho e também uma moça que mexeu com sua cabeça e seu coração...
  
"Mais uma vez, a avó anunciara que havia encontrado uma noiva adequada para ele. Era sempre necessária uma combinação de tato, humor e firmeza para dissuadi-la da ideia de organizar a vida pessoal de Rannulf. Ele não tinha a menor intenção de se casar. Acabara de completar 28 anos. Quando estivesse pronto, ele escolheria a própria noiva." posição 3%


Judith e Rannuf se encontram e acabam fingindo serem outras pessoas e vivem dois dias de uma aventura, principalmente para ela, que pode afetar todo o seu futuro.

"Judith apresentou seu sorriso de Claire Campbell e sabia muito bem que não era necessária outra resposta. Podia se abster de tomar qualquer decisão real. Mesmo assim, estava consciente de que tomara uma decisão. Caso contrário, Claire Campbell não teria sorrido. Apenas uma vez na vida, precisava fazer algo ousado, chocante, ultrajante e… atípico." posição 7%


Quando Rannuf e Judith se reencontram cientes de quem realmente são, eles se desentendem e se entendem, e acabam sofrendo por algumas coisas que a sociedade espera de cada um...

"O casamento era o objetivo principal da vida de qualquer mulher, a esperança de segurança, filhos, conforto e companhia. Ao longo dos últimos anos, Judith esperara encontrar um homem que o pai aceitasse e ela mesma tolerasse. Sempre fora sensata o bastante para não esperar que seus sonhos de romance se tornassem realidade. Mas naquele dia mesmo, pouco mais de uma hora antes, havia recusado lorde Rannulf Bedwyn. Estava louca?" posição 32%


O destino acaba dando uma forcinha para o casal e eles acabam na casa do duque de Bewcastle e a família Bedwyn a acolhe, mas os traumas da infância de Judith podem atrapalhar o futuro...

"Judith fechou os olhos por um instante. O silêncio se estendeu por algum tempo na carruagem.
–Muitas mulheres fariam de tudo para serem olhadas por um homem do modo como Ralf a olhava naquele quarto, enquanto esperávamos." posição 85%


Mas Rannulf não deixa que Judith escolha separá-los e procura de todas as formas fazê-la feliz.

"(...) - Nunca poderia haver nada além disso entre nós. Não consegue ver? Você realmente não enxerga? Até mesmo os criados da Bedwyn House eram mais distintos do que eu. Todos lá foram muito corteses comigo e Lady Freyja e o duque de Bewcastle foram incrivelmente gentis em seus esforços para me ajudar. Mas eles devem ter ficado horrorizados quando apareci.
– Seria preciso muito mais do que isso para chocar qualquer um dos Bedwyns – afirmou Rannulf. – Além do mais, Judith, não estou pedindo para viver na Bedwyn House, ou com qualquer um dos meus irmãos. Estou pedindo para morar comigo, provavelmente em Grandmaison, como minha mulher. Não acredito que minha avó permitiria que eu a levasse para lá como amante. Ela é um pouco rigorosa nessas questões..." posição 90%


Adoro livros com finais felizes e que até algumas coisas do passado se resolvem...

"Judith mal conseguia acreditar nos próprios ouvidos. O pai sempre a achara bela? Por que não lhe dissera isso ao menos uma vez ao longo da vida, até agora? Por que não explicara… Mas os pais, ela supunha, não eram os pináculos da perfeição que os filhos esperavam que fossem. Eram seres humanos que costumavam fazer o melhor que podiam, mas que, com frequência, faziam escolhas erradas.
– Obrigada, papai." posição 93%

Mais um excelente livro Arqueiro, mais um maravilhoso Romance de época.


Próximo livro da série: Ligeiramente escandalosos

0 comentários :

Postar um comentário

Adoramos saber o que você está achando dos posts e do blog...

Se você conhece o livro, por favor... ao comentar não diga o que acontece... isso é spoiler!

Deixe seu nome e/ou twitter.