Minhas impressões (MI-01/15): Paixão ao entardecer - Lisa Kleypas #Hathaways05

Demorei muito para conseguir fazer a primeira resenha do ano, porque apesar de estar lendo, menos que o normal, mas para fazer a resenha é um pouco mais complicado, preciso de concentração e muito carinho para fazer uma boa resenha.

Então, para começar o ano, venho com a resenha do último livro da série Os Hathaways, a história de Beatrix... a caçula e mais excêntrica dos Hathaways.

A série The Hathaways:

  1. Mine Till Midnight - Desejo à meia-noite - Amélia Hathaway & Cam Rohan
  2. Seduce Me at Sunrise - Sedução ao amanhecer - Win Hathaway & Kev Merripen
  3. Tempt Me at Twilight - Tentação ao pôr do sol - Poppy Hathaway & Harry Rutledge
  4. Married by Morning - Manhã de núpcias - Leo Hathaway & Catherine Marks
  5. Love in the Afternoon - Paixão ao entardecer - Beatrix Hathaway & Christopher Phelan










Sinopse

Minhas impressões

Eu amei a família Hathaway desde o primeiro livro, eles são fofos, super unidos e que passaram por diversos momentos tensos e com a ajuda de Merripen e de Cam foram melhorando, e apesar de ainda serem discriminados pela sociedade eles são muito felizes.

"- Minha família discute política toda noite na hora do jantar, e minhas irmãs e eu participamos da conversa. - Beatrix fez uma pausa proposital, antes de acrescentar com um sorriso travesso: - Até damos nossa opinião.
Prudence arregalou os olhos.
- Meu Deus! Ora, eu não deveria ficar surpresa. Todos sabem que a sua família é... diferente.
"Diferente"era um adjetivo muito mais gentil do que os costumavam ser usados para descrever os Hathaways." posição 2%

Beatrix é a caçula e por amar acolher animais e entendê-los melhor que entende os seres humanos é talvez a mais discriminada por quem não a conhece, mas ela tem algumas amigas, além da família, e por ter lido uma carta que o capitão Christopher Phelan, que está na guerra na Criméia, escreveu para sua amiga Prudence, que não deseja responder a tal carta por achá-la deprimente (menina fútil a tal Prudence), Beatrix resolve se corresponder com o capitão Phelan, assinando como Prudence, mas por mentir para Christopher sobre quem é, e por ser muito amiga da cunhada do mesmo, acaba decidindo não mais se corresponder, além do mais ele se declarou para Prudence em carta...

"A última vez que a abracei, não sabia quem você era realmente. Ou quem era eu, para falar a verdade. Nunca olhamos sob a superfície. Talvez tenha sido melhor assim - acho que não conseguiria tê-la deixado se sentisse por você o que sinto agora." posição 11%

A amizade de Beatrix com Prudence esfria, elas deixam de ser amigas. Quando Christopher volta da guerra e Beatrix o reencontra, mas ele não sabe que era ela que escrevia as cartas, e mesmo que haja uma fagulha de 'química' entre eles, Christopher volta a Londres a procura de Prudence, onde descobre que não pode ser que aquela que escrevia para ele a menina fútil à sua frente fossem a mesma pessoa, ele quer se vingar, e acaba a pedindo em casamento, como parte desta vingança. Quando Beatrix descobre sobre o casamento, sofre, e pensa estar curada do amor que sente pelo capitão, e mesmo cuidando do cachorro de Christopher, que é traumatizado pela guerra assim como seu dono, ela não tem esperanças que ele descubra quem ela realmente é.

"Beatrix ficou muito quieta pelo restante da noite, sentindo-se infeliz ao pensar em Christopher e Prudence juntos. Noivado. Casamento. Compartilhando o mesmo sobrenome.
A mesma cama.
Nunca sentiria ciúmes antes, e era uma sensação terrível. Era como morrer envenenado lentamente. Prudence passara o verão sendo cortejada por soldado belo e heroico, enquanto ela, Beatrix, passara o verão com o cão desse soldado.
E como ele logo voltaria para levar o cão embora, nem isso ela teria mais." posição 42%

Mas quando Christopher volta de Londres, após o 'noivado' e eles se reencontram as fagulhas se acendem ainda mais e mesmo quando ele descobre que era Beatrix quem escrevia as cartas, eles se apaixonam e é ela quem começa ajudá-lo a vencer os traumas, a se abrir sobre a guerra e melhorar cada dia um pouco mais após a guerra.

"Queria que fosse eu em seu lugar, devia ter sido eu. Estava sempre me arriscando. Bennet era tão cuidadoso. Ele queria voltar para a família e para a mulher de quem gostava. Não sei por que não fui eu. Esse é o inferno em uma batalha... tudo é decidido ao acaso, nunca se sabe se você será o próximo. Você pode tentar se esconder e uma granada o encontra. Pode correr direto em direção ao inimigo, então uma bala trava no rifle e é o seu fim. Tudo depende da sorte." posição 56%

As conversas entre os Hathaways são sempre divertidas, não sei que é o que mais gosto, temos sempre o amor explícito nas palavras, nos atos, e é muito bom ver como eles se ajudam e acolhem aqueles que amam uns aos outros.

"- Sobre o quê? - quis saber Beatrix. - O que há para pensar? Por que ele está demorando tanto para tomar uma decisão?
- O capitão Phelan é homem, querida - explicou Amelia com gentileza. - Pensar demais é muito difícil para eles.
- Ao contrário das mulheres - retorquiu Leo -, que têm a incrível habilidade de tomar decisões sem pensar nem por um instante." posição 63%

ADOREI o livro, ADOREI a série e descobri mais uma autora que vou acompanhar todos os livros lançados.


A Arqueiro vai lançar, agora em 2015, uma nova série de Lisa Kleypas, que vai se chamar 'As quatro estações do amor', e como já os li em inglês, posso dizer que será mais um sucesso da Arqueiro.

1 comentários :

Postar um comentário

Adoramos saber o que você está achando dos posts e do blog...

Se você conhece o livro, por favor... ao comentar não diga o que acontece... isso é spoiler!

Deixe seu nome e/ou twitter.