Minhas impressões: Magia Roubada - Mary Jo Putney @bertrandbrasil

Primeiramente, quero pedir desculpas pelo atraso na postagem da resenha, mas o último final de semana foi 'pauleira'... estudo, estudo e mais estudo, deu apenas para terminar de ler o livro... mas preparar a resenha é um pouquinho mais demorado... por isso aqui estamos com atraso, mas espero que vocês gostem da resenha.




Desde que li Um Beijo do Destino já tinha gostado, muito, de Simon Falconer, mas agora em seu livro, ele é ainda mais encantador. Meg é incrivelmente perfeita para ele como diz Lady Beth:

"- Sinto que você e Meg deverão trabalhar juntos para impedir as ambições de Drayton. Independentemente disso, porém, acredito que foram feitos um para o outro." pag 118

Sinopse


Compre:
Saraiva

Minhas impressões

Simon Malmain, o Conde Falconer, é um poderoso Mago caçador, ele é o fiscal-chefe do Conselho de Guardiães na busca de outros magos, e principalmente daqueles que usam erroneamente a Magia... o livro começa com Simon invadindo a casa de campo de um mago, asqueroso, que é mal e anda cometendo várias transgressões, "usando seus poderes com ganância, egoísmo e ferindo muitos inocentes pelo caminho." pag 14 mas ao se encontrar com Lorde Drayton o mesmo se mostra mais poderoso do que Simon achava que seria e acaba sendo transformado em um Unicórnio... com muita concentração e buscando em seu cérebro animal toda o conhecimento e razão possível ele consegue se libertar e foge.

"Mas estava em uma prisão feita de magia negra. A pequena parte dele que ainda era Simon lutava contra a exaltação descuidada promovida pela velocidade. Ele precisava planejar, planejar o que fazer. No entanto, o instinto animal o incitava apenas a sentir o vento na crina e a relva sob seus cascos velozes." pag 22

O que acontece depois dessa transformação e fuga é que descobrimos que Drayton mantinha Meggie como sua prisioneira por 10 anos e roubava a sua magia para usá-la da forma como bem entendia... mas Meg é usada como 'isca' para atrair o 'Unicórnio' e a atração que ocorre... Unicórnio-Virgem é enorme, mas os homens de Drayton e nem o próprio não imaginavam que a pobre 'menina louca' seria capaz de libertar o Unicórnio e que juntos formariam uma Parceria de Amor, Amizade e poder Mágico.


Meg consegue libertar o unicórnio e juntos eles fogem das terras de Drayton e durante a perseguição por seus homens, ambos ficam machucados, o que os ajuda na reversão do Unicórnio em Simon, pelo encontro do sangue da virgem com o do unicórnio. Simon então explica a magia e várias outras coisas para Meg e descobre que Drayton usou a magia dela por mais de 10 anos e a escondia por baixo de um feitiço de 'enfeiamento'... ela ficava parecendo uma menina feia e desengonçada, mas Simon consegue aliviar parte dos feitiços e evitar a ligação por onde Drayton suga a energia/magia de Meg.

"- Sei que fui escrava daquele monstro durante muitos anos e, pelo que você diz, ele usou magia para conseguir isso. Tenho vivido como uma sombra sob o mesmo teto que ele, ignorada e negligenciada, a não ser quando ele violava minha mente.
- Violava sua mente? Como assim?
- Ele entrava em minha mente e... roubava minha alma. - Ela olhou para um ponto incerto ao longe. - Fez isso repetidas vezes, sem parar. Nas ocasiões mais marcantes e nos piores momentos, eu dormia por muitas horas depois, e tinha pesadelos." pag 59

Simon e Meg vão descobrindo o poder que ela tem, e se conhecendo e percebendo o quanto são ligados um ao outro pelo amor e magia. E acabam criando um 'casamento falso' para que possam estar sempre juntos para que Simon ensine mais e mais sobre magia para Meg, e para que ela possa ajudá-lo a descobrir mais sobre Drayton e juntos conseguirem vencer o mal.

"- Vocês dois vão ter que ficar o tempo todo juntos quando formos para Londres. Meg, você tem o poder de evitar que Simon se transforme. Simon, você tem o poder de servir de escudo para ela contra o poder de Drayton. Estou achando que a melhor solução para esse problema será vocês dois se casarem." pag 110

Apesar de estarem em um casamento de fachada eles se amam, se completam, são amigos, têm uma conexão mágica muito forte, eles se desejam, mas não podem concretizar o casamento por causa da 'maldição' que liga o Unicórnio à Virgem. A relação deles é muito mais forte que esta conexão... eles são almas gêmeas, dois feiticeiros poderosos e que juntos têm ainda mais poder e discernimento da Magia.

Meg tem muito o que aprender sobre sua magia e conta com professores importantes dentre os Guardiães e ela acaba se tornando muito amiga de Jean Macrae, a irmã de Duncan de 'Um Beijo do Destino' e também de Gwynne que a ensinam muita coisa sobre Magia e que ajudam a fortalecer-se como mulher.

Meg tem um papel fundamental para descobrir onde estão as outras pessoas que Drayton utiliza para roubar mais magia... eles descobrem mais 5 jovens e acabam os ajudando.

Neste livro temos uma parte histórica utilizada com 'licença poética' pois a autora antecipou para 1748, quando o livro é passado, o início da criação de componentes que deram início à automação industrial no mundo, mostrando um mundo de cientistas e inventores.

Simon é um mago poderoso e muito interessado nas ciências e invenções, faz parte da Real Sociedade de Cientistas e temos a presença de David White, um inventor de uma máquina a vapor que vai ser um dos grandes inventos do mundo... e tem papel importante na trama de maldade de Drayton.


O final do livro é de certa forma surpreendente, a forma como Simon e Meg concretizam o amor, como Meg encontra sua família, como eles vencem o asqueroso Drayton... mas eu tenho um problema recorrente em livros que amo muito... sempre quero pelo menos mais um capítulo, pelo menos, após a conclusão da trama... principalmente quando o casal é tão encantador e o romance deveria ter tido mais cenas calientes...


"Enquanto seus corpos físicos estremeciam de prazer, eles foram, aos poucos, ficando calmos, até que se separaram. Mas não completamente. Havia uma ligação nova entre os dois agora; um cordão de ouro tão quente e latejante de vida quanto o sol, e tão indomável quanto os grandes leões. Diferentemente do cordão de cativeiro de Drayton, essa ligação era realmente indestrutível." pag 460

Com certeza 'Magia Roubada' é mais um livro Mary Jo Putney que me conquistou... quero o próximo livro da Série 'Os Guardiães', que será a história de Jean Macrae, mas este só chegará em 2013. Fica a sugestão para a Bertrand trazer mais livros Mary Jo Putney.

0 comentários :

Postar um comentário

Adoramos saber o que você está achando dos posts e do blog...

Se você conhece o livro, por favor... ao comentar não diga o que acontece... isso é spoiler!

Deixe seu nome e/ou twitter.