Burlesque



Quando fiquei sabendo sobre o lançamento desse filme eu fiquei eufórica, adoro musicais e senti que toda a "aura cabaré" ia ser muito interessante, então quis muito ver o filme, porém não tive oportunidade até comprar o filme recentemente.



Não vou muito com a cara da Christina Aguilera, mas sei que ela tem talento, sempre achei a Cher um luxo, queria tirar a imagem que tenho de Cam Gigandet da cabeça como um vampiro mau (em muitos sentidos) e aproveitei para ver Stanley Tucci mandar bem mais uma vez, nunca me canso dele.

O filme gira em torno de Ali uma jovem de Iowa que vai para Los Angeles com o desejo de realizar seu sonho que é cantar. Uma vez lá ela descobre um clube chamado Burlesque onde dançarinas interpretam inúmeras músicas famosas. Ali se apaixona pelo lugar e com a ajuda de Jack, o barman bonitão que usa uma maquiagem carregada, ela dá o primeiro passo para seu sonho. Com muita determinação ela se torna garçonete do local, mas não desiste de mostrar à Tess, a dona do estabelecimento, que tem talento e que quer mais. Vendo como a moça é insistente e dedicada, Tess dá uma chance para Ali que aprende cada vez mais e encanta a todos, menos à Nikki uma das estrelas da casa que, preocupada em perder seu posto, arma contra Ali, mas como o feitiço vira contra o feiticeiro, a moça se sai muito bem e mostra que tem uma voz de ouro, ganhando assim um espetáculo só para ela. Mas a casa de shows pode ir à falência, o sucesso pode subir à cabeça e pessoas mal intecionadas estão sempre à espreita.


Apesar do enredo ter vários clichês, como a garota do interior que vai para a cidade grande em busca do seu sonho e faz um grande sucesso e encontra o grande amor da sua vida, achei que a ideia principal foi muito bem trabalhada, apesar de se acreditar que esse seja o núcleo da trama, percebemos que na verdade o filme fala sobre confiança e determinação. Burlesque está prestes a fechar as portas pois Tess não tem como pagar as dívidas, mas não desiste até o último minuto, a forma como ela cuida de "suas meninas" lembra muito uma mãe e sua parceria com Sean, seu melhor amigo gay, nos faz sentir inveja. Mas o casal da vez é Ali e Jack que vão morar juntos depois que a casa dela é assaltada e, apesar de toda a tensão sexual existente, é interessante perceber que ele é fiél à noiva que está longe e que pode muito bem não ser fiél a ele. As tiradas cômicas são um espetáculo à parte, ri como uma doida com as frases sutis.

Ponto extra para a produção dos espetáculos, principalmente depois que Ali começa a contar, as músicas são envolventes e dá vontade de sair dançando. O gogó de Christina Aguilera continua uma coisa de louco e ela arrepia qualquer um com seus solos.



Cher encarna a altiva Tess, uma mulher forte que lidera seu negócio com muito amor, mesmo tendo que aturar o ex-marido reclamão que é seu sócio, tão bem interpretado por Peter Gallagher. Sean é o melhor amigo de Tess, gay assumido ele é o responsável pelo figurino e produção das apresentações, Stanley Tucci se preocupou com um detalhe super importante, não deixou que seu personagem virasse motivo de piada, pois Sean é um gay discreto, nada de exageiros, mas com uma língua afiada. O charmosíssimo Eric Dane (do seriado Grey's Anatomy) surge como Marcus, um homem de negócios que é imagem da tentação. Cam Gigandet me convenceu de que é mais do que um rostinho (e corpo) bonito, apesar de ele usar muito esses seus atrativos em seu favor durante o filme todo (dica: tem uma cena em que ele está "vestindo" uma caixa de biscoito. SÓ!) ele me mostrou que pode ser muito melhor que um vampiro estranho com um rabo de cavalo horrível! (foi só um comentário). Quanto à Christina Aguilera não achei que gostaria muito da atuação dela, mas não foi de todo ruim, ela conseguiu convencer como menina inocente, apesar de sabermos que de inocente ela não tem nada, mas o contraste entre sua voz doce e baixa quando ela fala com  sua potente voz quando ela canta é algo legal de se ver.


Cher brilha, como diz minha irmã ela é mesmo uma diva, mesmo eu não sendo fã das músicas dela, digo que ela tem uma presença que te faz ver uma mulher forte e decidida. Peter Gallagher esteve sumido desde O.C., mas achei que o contraste entre esse personagem e o famoso Sandy Cohen foi bem legal. Stanley Tucci é sem comentários, ele realmente arrasa de qualquer jeito. Cam Gigandet entrou pra minha lista de bonitos e fofos e agora não tiro as músicas do filme da cabeça.

Acho que entre mortos e feridos, sobreviveram todos! rs' Me irritei com Kristen Bell na pele da egocêntrica Nikki, quase tive um piti com o piti da Diana Agron como a noiva traída (o que não é verdade), achei a Christina Aguilera muito desengonçada dançando e quase morri com as combinações de roupa e sapato que ela usava, MAS no geral é uma ótima produção.

No fim só resta uma coisa a se dizer: WELCOME TO BURLESQUE!




Ali: Com quem uma garota tem que flertar para ir daqui para lá?
Jack: Você está flertando?
Ali: Com alguém que usa mais delineador que eu? Tá bom!



Nikki: O que aquela garçonete está fazendo aqui? Eu quero essa vadia fora, já!
Sean: O que ela fez pra você?
Nikki: Ela disse que eu parecia um homem.
Sean: Não deve ter sido a primeira vez que isso acontece.



Ali: Que linda, é sua irmã?
Jack: Minha noiva.
Ali: Você é hétero?
Jack: Achou que eu fosse gay?
Ali: Achei.
Jack: Mas por quê?
Ali: O divã, o delineador...
Jack: Olha, é um visual super hétero. Funciona no clube, a Tess adora...
Ali: Tá legal. Melhor eu vestir uma calça.



Nikki: Eu não entendo porque todo mundo está assim tão fascinado. Ela é só uma fazendeira de Iowa.
Ali: E reconhecemos uma vaca de longe.



Sean: Ali gatinha você entra agora.
Ali: Ah, minha vó me chamava de Ali gatinha.
Sean: É mesmo? Que coisa fascinante.
Nikki: Por que eu não tenho um apelido?
Coco: Ah, você tem.
Nikki: Mas ele nunca usa.
Sean: Uso sim.
Nikki: Quando?
Sean: Quando você não está. Piranha.





0 comentários :

Postar um comentário

Adoramos saber o que você está achando dos posts e do blog...

Se você conhece o livro, por favor... ao comentar não diga o que acontece... isso é spoiler!

Deixe seu nome e/ou twitter.