Minhas impressões: Tamanho 44 também não é gorda - Meg Cabot @galerarecord

Adoro Meg Cabot... e a forma como ela escreve... divertida... leve... faz melhorar qualquer ânimo... em 'Tamanho 44 também não é gorda'... ela continua as aventuras de Heather Wells nesta série 'chick-lit policial'...





Sinopse

Minhas impressões


As aventuras de Heather continuam... ela continua sendo uma diretora assistente do Alojamento (ops, Conjunto Estudantil) Fischer, que após os acontecimentos de Tamanho 42... está recebendo o 'apelido' de Alojamento da morte... mas... como conseguir desfazer este apelido... se acontece mais um crime... agora dentro do refeitório do Conjunto Fischer... e o que é ainda mais difícil... como Heather irá conseguir não se envolver na investigação do tal crime... se ela é uma pessoa que se preocupa com todos com quem convive e gosta...

Agora Heather lida com um frio em NY muito grande... um aumento de peso... 'irrisório'...

"Eu com certeza passei rímel e base hoje de manhã (diferentemente do Carinha do Café, eu gosto de disfarçar as minhas olheiras). E, com a minha parca, não dá para ver os dois (tudo bem, cinco) quilos que eu ganhei nas férias de fim de ano. Afinal, quem conta calorias no Natal? Ou no Ano Novo? Ou depois do Ano Novo, quando todos os doces de Natal estão em liquidação? Há tempo de sobra para voltar à forma antes da temporada dos biquínis." pag 06

e continua convivendo com seus amigos Magda, Paty, Frank, Pete, e fazendo novos amigos... como Reggie, o 'traficante' que está sempre na praça em frente a sua casa... e também com Cooper... que é bonzinho, mas não entendo porque ele não toma atitude com Heather... não sei, até agora, se ele tem algum interesse amoroso por ela, ou se a vê apenas como uma amiga/irmã...  e além de todos os amigos... neste livro... Heather reencontra o pai... e inicia com ele uma relação muito fofa...e tem também novos personagens como o novo chefe dela Tom... e o professor de 'recuperação de matemática'...   não posso contar mais... e além de todos os amigos... ela ainda tem que lidar com Jordan (o ex-noivo) que parece estar sempre atrás dela... para tentar ser perdoado... ou sei lá o que... mas todas as cenas são super divertidas.


Como já disse, Meg consegue nos divertir, nos envolvendo com a história, enquanto tentamos desvendar os crimes com Heather... nos divertimos com as coisas que acontecem com ela... e com seus amigos... a forma como ela lida com a comida, com o peso, com as pessoas, com seus sentimentos... é muito interessante... é muito divertido como Meg descreve os sentimentos dos 'gordos'... será que ela já foi gorda???


Eu 'brinquei' na resenha de 'Tamanho 42 não é gorda' que Heather deve ser fã de Nora Roberts... e agora ela inclusive cita sua 'tietagem'... descobri... ela também é Noraholic... rsrsrs

"O vento do parque nos açoita, fazendo com que eu repense esta aventura e deseje estar na minha banheira com o mais novo livro de Nora Roberts em vez de estar em uma esquina entre ruas com meu ex." pag 275


Bom, dá pra perceber que eu me diverti e gostei muito do livro... e por isso... super indico... já estou ansiosa por 'Tamanho não importa'... e acabei de descobrir no site da Meg, sobre a série... que a série terá não apenas 4, mas 5 livros.... OMG!!!! E o quarto livro só será lançado nos EUA em junlho/2012...


Citações

"Mas pelo menos eu moro em um apartamento de arrasar, no último andar de um predinho de tijolinhos sem pagar aluguel, a dois quarteirões do meu trabalho, na cidade mais bacana do mundo." pag 13



"Agora que eu quero, claro que não encontro nenhum táxi, de modo que preciso caminhar cinco ou seis quarteirões (daqueles bem grandes, entre avenidas, não os pequenos, entre ruas) até o hospital. Mas, tudo bem: de acordo com o governo, todo mundo precisa fazer meia hora de exercícios por dia. Ou será que é uma hora? Bom, seja lá o que for, cinco quarteirões em um frio de rachar me parece mais que suficiente." pag 57


"A polícia vai cuidar de tudo, Heather. - Os dedos dele se apertam mais no meu ombro. O olhar dele está bem fixo no meu. Parece que eu poderia mergulhar naqueles olhos azuis e simplesmente nadar lá dentro, e nadar e nadar sem nunca alcançar o horizonte." pag 72


"Fico envergonhada demais para contar a verdade a ele... que eu espero que, quando eu estiver formada em justiça criminal, Cooper possa me convidar para ser sócia na agência dele, e nós dois possamos investigar crimes juntos. Igual a Remington Steele. Ou o Casal 20.É um pouco triste que minhas fantasias tenham raízes em seriados de televisão dos anos 1980." pag 111

"Você parece não se dar conta de que a família é a coisa mais importante do mundo... Não aquele violão que eu escuto você arranhando tarde da noite e nem seu trabalho. Família, Heather. Ouça o conselho de alguém que perdeu isso... A família é o que importa.Solto meu garfo e digo em um tom bem suave:- Existem muitos tipos diferentes de família hoje em dia, pai. Nem todas são formadas por marido, mulher e filhos. Algumas são formadas por uma mulher, um cachorro, um detetive particular,o pai dela, a melhor amiga dela e as várias pessoas com quem ela trabalha. Isso sem falar no traficante de drogas da rua. Para mim, se você gosta de alguém, essa pessoa já se torna automaticamente parte da sua família, não?" pag 358


5 comentários :

Postar um comentário

Adoramos saber o que você está achando dos posts e do blog...

Se você conhece o livro, por favor... ao comentar não diga o que acontece... isso é spoiler!

Deixe seu nome e/ou twitter.