Minhas impressões: Julgamento Mortal (#11) - J. D. Robb (Nora Roberts) @EditoraBertrand

Eu já disse aqui... e vou repetir... a Série Mortal é altamente viciante... eu estava carente dela... desde junho (Testemunha Mortal) que eu estava sem ler um dos livros... e ainda faltam 6... dentre os já lançados no Brasil... e com muitas saudades de Roarke e Eve... então... após finalizar a leitura de outro livro de uma das outras séries favoritas... peguei este livro envolvente... impossível largar o livro...






Sinopse

A justiceira Destemida, a tenente Eve Dallas enfrenta um assassino e tenta pôr fim na corrupção de Nova York.


Ela chega e, a partir desse instante, a vítima lhe pertence.

Um assassino de policiais ataca em uma boate chamada Purgatório. A tenente Eve Dallas desce ao inferno do submundo do crime, a fim de descobrir quem está matando seus colegas de farda.

Em uma boate de striptease, na parte norte da cidade, um tira é encontrado morto, cruelmente massacrado por um taco de beisebol. O crime? Um mistério, um surpreendente assassinato, que coloca Dallas em uma corrida desenfreada rumo à justiça e à ordem.

Eve comanda uma eletrizante investigação que revela um fato assustador: o clube privê onde ocorreu o crime é mais do que um lugar da moda. A boate Purgatório representa a última oportunidade de redenção – ali todos passam pelo julgamento final.

O destino dos considerados culpados tem conexão direta com seus pecados mais íntimos, e os segredos dos corruptos lançam almas inocentes em uma condenação regada a vícios e poder.




Compre na Leitura



Minhas impressões


A sinopse, acima, que está no site da Editora Bertrand não diz tudo o que acontece no livro... e nem é tão interessante quanto o livro...

Neste 11º livro da série Mortal, Eve Dallas a tenente mais temida e respeitada da Polícia de Nova York enfrenta assassinatos de colegas de profissão... o primeiro assassinado é um detetive da 128 DP que estava fazendo um trabalho extra como barteender em uma boate de striptease chamada 'Purgatório'... e como sempre... a boate é mais um dos negócios do multibilionário... lindo... perfeito... Roarke... o marido todo poderoso de Eve Dallas.

Eve se envolve com alma e coração para descobrir o assassino do rapaz... um marido e pai carinhoso... um detetive sem máculas na ficha... e acaba descobrindo que tudo pode estar relacionado com um antigo sócio e atualmente inimigo de Roarke... um homem todo poderoso, mas do mal... Ricker... um bandido que conseguiu se safar da prisão... por uma série de 'erros' cometidos pela polícia de NY...

Quando começa a investigar a fundo o primeiro assassinato... acontece mais um assassinato... e depois outro... e parece que eles estão relacionados... à corrupção na Polícia... todos os corpos são encontrados com sangue sobre o distintivo e com 30 moedas de prata próximo ao corpo (remetendo à traição de Judas a Jesus... que recebeu 30 moedas de prata ao entregar Jesus aos Romanos)...

Por causa da maldade de Ricker que Roarke conhece muito bem... Eve e Roarke se desentendem... porque ambos não querem ver o outro envolvido com este ser vil e desprezível... mas eles acabam trabalhando juntos mais uma vez ... e conseguem armar uma armadilha para prender Ricker e toda a sua corja...

O livro tem cenas calientes, hot... briguinhas e brigonas... mas muito... muito amor... companheirismo... carinho entre Eve e Roarke... adoro a forma como eles se relacionam... ambos são cabeça-dura... inteligentes... sofreram muito nas infâncias... e por isso e por outras coisas se conhecem muito e são capazes de conversar abertamente sobre todos os assuntos.

Mais uma vez Nora Roberts cria um universo de crimes e suspense dos bons... esta semana eu li no 'Romances in Pink' que o nome do meio de Nora deveria ser versatilidade... ou quem sabe criatividade... eu fico encantada com todos os livros de Nora Roberts que leio... ela já escreveu mais de 200 livros e nunca se repete... consegue criar novos enredos e personagens... inéditos e maravilhosos a cada livro... eu ainda não li nenhum livro de Nora que eu não tenha amado... é incrível... para mim... ela é a DIVA mor... a maior... uma Deusa da Literatura romântica... seus casais são tão lindos e seus amores encantadores...

Ainda não conhece Nora Roberts? Gosta de romances... de amor? Então... corre e busque um de seus diversos livros... você vai se viciar... Gosta de romances com suspense... policiais? Compre o primeiro livro da Série Mortal - Nudez Mortal... vc vai se viciar!

A série é MAIS QUE DEMAIS!!! Como diz Mavis uma das amigas, a mais antiga amiga, de Eve.


Acho as capas nacionais muito mais interessantes e bonitas que as originais:




Citações


Adoro como Eve percebe como o crime ocorreu apenas ao analisar a cena:

"- Talvez eles tenham discutido - continuou ela. - Provavelmente o nosso assassino já estava com uma bronca da vítima ao chegar.... - O primeiro golpe fez com que ele fosse lançado de cara contra um espelho da parede atrás do balcão. Observe os cortes em seu rosto. Não são arranhões superficiais feitos por vidro que veio voando. São longos e muito profundos. O morto conseguiu se virar para trás, e foi aí que o assassino lhe aplicou o segundo golpe aqui, perto da mandíbula. Isso o fez girar mais uma vez. Ele agarrou as prateleiras, fazendo-as despencar. Garrafas se quebraram. Foi aí que ele recebeu o golpe mortal. O golpe que rachou seu crânio como um ovo." pag 10



"Ele estava com a mesma cara de duas horas antes, quando eles haviam se separado, indo cada qual para o seu trabalho. Era um homem elegante e vistoso. ... A mesma brisa que lhe embaraçava suavemente os cabelos muito pretos que emolduravam um rosto poeticamente pecaminoso. Os óculos escuros que usava para se proteger do sol acrescentavam mais charme ao seu porte elegante.....- Bom dia, tenente.- Tive um mau pressentimento assim que coloquei os pés aqui dentro. Esse lugar tem mesmo a sua cara, não é? Por que você precisa ser dono de todos os lugares do mundo?" pag 13






Adoro Roarke e a forma como lida com o mau humor de Eve... ele tem sempre uma piadinha...

" - Você estaria interessada em um chalé de verão em Juno, no Alasca? - Roarke olhou para Eve e notou que ela estreitara os olhos. - Não, estou vendo que não. Acho que eu também não estou interessado. Olha só! Já chegamos. - Ele guardou no bolso o computador de mão. - Parece que fomos os primeiros a chegar.- Roarke, nada de gracinhas.- Não há perigo. Deixei meu nariz de palhaço no escritório. - Ele saltou do carro. - Quer que eu abra a boate para você, querida? - ofereceu.- Não me provoque! Lutando para não entrar na pilha dele, Eve parou diante da porta e digitou um código para liberar o lacre eletrônico. - Se você me aprontar alguma, juro que chamo dois guardas grandalhões para expulsar você daqui.- Mas, querida, é muito mais excitante quando a brutalidade policial vem de você." pag 65




" - Muito cuidado, tenente. Quem me ameaça sempre acaba de forma desagradável.- Dê mais uma olhada no meu histórico, sr. Ricker, e verá que coisas desagradáveis não me intimidam." pag 95


"- Você espera, honestamente, que eu não tome providência nenhuma?- Eve pousou o cálice na mesinha. Não era hora de vinho.- Sim - respondeu ela, com firmeza.- Não se faça de burra. Os seus instintos e o seu intelecto são duas das coisas que eu mais admiro em você.- Não faça assim, Roarke. Não leve isso para o terreno pessoal.- Mas é pessoal. - Seus olhos relampejaram como uma lança de aço.- Não, não é. - Ela conseguiria lidar com isso, tinha que conseguir. Inclinando-se na direção dele, explicou: - Não é pessoal, a não ser que você deixe que ele atinja você. Ele quer que isso aconteça, quer que a coisa se torne pessoal para ele poder atacar. Roarke, você também não é burro. Seus instintos e o seu intelecto são duas das coisas que eu mais admiro em você.- Bela rebatida, Eve. - Pela primeira vez em mais de uma hora, os lábios dele exibiram um esboço de sorriso." pag 121

"McNab estendeu a mão e ofereceu um chiclete de uva para Roarke, que olhou com atenção e resolveu aceitar.Mastigando com ar pensativo, os dois se puseram a observar suas respectivas mulheres em pleno trabalho." pag 128 

"Ele não é tão esperto quanto era antes - murmurou Roarke. - Nem tão cuidadoso. Antigamente eu teria levado o dobro do tempo para rastrear esse dinheiro até ele.- Talvez você é que seja mais esperto do que era antes. - Eve foi até o console principal e analisou a tela, apoiando a mão no ombro de Roarke." pag 297

"Não havia dúvida alguma sobre quem estava no comando ali, avaliou Roarke, pensativo, enquanto observava. Eve tinha controle total de tudo. Não deixou nenhum angulo sem explorar, nenhum canto sem varrer. Caminhava com determinação de um lado para outro e sua voz era firme e objetiva." pag 373

"Eve partiu em direção à porta, mas lançou um último olhar para trás antes de sair. Roarke continuava olhando para ela fixamente, com um sorriso quase imperceptível em sua boca maravilhosa e um brilho especial nos selvagens olhos azuis.- Nossa, esse homem me dá água na boca! - exclamou Eve quase para si mesma.- Como, senhora?- Nada. - Arrependida, ela saiu a passos largos. - Nadinha. Minha viatura já foi consertada ou substiuída?" pag 373/374 


"Ele se ajoelhou diante dela e, para diverti-la, levantou a ponta da calça e enfiou a arma no coldre do seu tornozelo, com todo o cuidado. - Essa é a nossa versão pessoal de Cinderela.A gargalhada que Eve soltou ajudou muito a diminuir o aperto que sentia no peito.- Pois bem, meu príncipe encantado. Eu bem que gostaria de uma carona até o baile, mas você vai ter que me levar é para o trabalho mesmo.- Será um prazer." pag 431




Já estou com água na boca para ler o próximo livro... mas tenho outros vários para ler também... espero em breve resenhar:


TRAIÇÃO MORTAL




E ontem... como se já não bastasse os outros 5 livros da Série Mortal que já tenho que ler... a Bertrand postou no seu facebook a capa e sinopse do 17º livro da série:
Verão de 2059. Um homem usando capa preta, bengala e cartola se aproxima de uma prostituta em uma rua escura de Nova York. Minutos depois, a mulher está morta. Um bilhete é deixado na cena do crime, endereçado à tenente Eve Dallas, convidando-a a participar de um jogo de gato e rato a fim de descobrir a identidade do assassino. A assinatura no bilhete é, simplesmente, “Jack”.




É ou não é de matar os viciados nesta maravilhosa série? EU QUERO!!!! Será lançado na Bienal do Livro do Rio de Janeiro em setembro/2011 (eu daria tudo para ir nesta Bienal)...







 PARTE Published with Blogger-droid v1.7.4

6 comentários :

Postar um comentário

Adoramos saber o que você está achando dos posts e do blog...

Se você conhece o livro, por favor... ao comentar não diga o que acontece... isso é spoiler!

Deixe seu nome e/ou twitter.