Minhas impressões Dupla (MI-14 e 15 de 2016): Profundo e Intenso - Robin York

Hoje vou fazer um resenha dupla, resenha de dois livros que a Editora Arqueiro nos deu de presente... lançando os dois ao mesmo tempo e isso é maravilhoso porque podemos ler um em seguida do outro, sem aquela ansiedade de aguardar o próximo livro.

Eu li os dois livros em 3 dias e meio (o segundo livro eu li durante a madrugada de sexta para sábado).

Sinopses
Profundo


 Intenso

Compre na Amazon Brasil



Minhas impressões

Apesar da resenha ser dupla vou falar dos dois livros como um todo... porque a história de Caroline e West é uma só... e o que acontece é: em Profundo quem é ajudado é Caroline e em Intenso é a vez de Caroline retribuir e demonstrar todo o amor que tem por West o ajudando a vencer seus traumas e ajudando para que ele veja que é possível ser feliz, e ter o que ELE quer.

Caroline Piasecki e West Leavitt estudam na Faculdade Putnam, se conheceram em seus primeiros dia na faculdade, a atração é imediata, mas Caroline tem um namorado, Nate, e Caroline e West são muito diferentes, ela é toda certinha, bem criada pelo pai que ficou viúvo e criou as três filhas sozinho, e ele vem de uma família completamente desestruturada no Oregon, e vende maconha na faculdade, apesar de ser trabalhador e estudioso.

Mas no princípio do livro PROFUNDO ficamos sabendo que fotos de Caroline, em diversas posições comprometedoras, tiradas pelo ex-namorado Nate, estão por toda a internet e agora seu mundo está caindo...

"Sei que pode parecer melodramático falar assim, mas não consigo pensar em outra forma de descrever a sensação. Em um minuto eu estava com os pés no chão - uma garota bem-sucedida de 19 anos louca por política, a caminho da faculdade de direito e de ganhar o mundo - e, no instante seguinte, me encontrava em queda livre." posição 1% PROFUNDO

E quem acaba ajudando de uma forma meio diferente do que ela imaginaria é West, por quem ela sente uma atração irresistível e de quem não consegue se afastar, principalmente depois que ela o viu quebrando a cara de Nate...

"Mas, por outro lado, encontrei provas dos ensinamentos de West em todos os aspectos da minha vida. Prova de que o que Nate fez comigo não é o único assunto relacionado a mim digno de conversa. Prova de que, da mesma forma que fui capaz de entrar na padaria em uma noite qualquer, também posso entrar em uma festa ou em um campo de rúgbi." posição 36% PROFUNDO

Ao longo do primeiro livro vamos acompanhando a 'não amizade' de Caroline e West... a luta dela para se livrar de suas fotos da internet, a luta dela para voltar a andar pela faculdade com a cabeça erguida e principalmente o quanto West é encantador e cativante e um homem maravilhoso.

"Estou bravo pelo fato de o munto ser tão injusto, por isso ter acontecido com ela, por ela se sentir mal.
Estou bravo pelo fato de sexo não poder ser apenas sexo e precisar estar atrelado a todo o resto também - dinheiro, poder, infelicidade e prazer, tudo misturado. Porque eu a quero, sou louco por ela, e é uma estupidez do caralho.
A situação toda. Uma estupidez." posição 41% PROFUNDO

Os dois livros são narrados pelos POV de Caroline e West... nós sabemos parte do passado dele, mas ele não contou tudo para Caroline... e isso pode afastá-los e no final de Profundo, o passado e a família de West no Oregon, os afasta.

Em INTENSO Caroline e West estão separados, ela em Iowa e ele no Oregon, ela tentando continuar a faculdade sem ele... e ele, tentando ser um bom irmão, um bom filho, depois que uma, mais uma, coisa ruim acontece,  ou seria boa? Mas Caroline acaba pegando um avião indo se encontrar com ele, para tentar ajudá-lo, e ao chegar lá percebe o quanto a vida dele pode ficar ainda pior se ela não o ajudar e tirá-lo de perto da familia.

"-Todo mundo faz tudo sozinho, West. Todo mundo. Mas as pessoas fazem as coisas porque têm um motivo. Você foi o meu motivo. Você me disse que eu estava bem, que eu não estava estragada, que eu não estava errada. E eu acreditei em você. Você fez uma diferença.
(...) Sua família... bem, ninguém quer ouvir nada de ruim sobre a própria família, mas, West, eles nunca vão parar de tirar coisas de você. Nunca. Você nunca vai olhar para a sua mãe, a sua irmã e a sua avó e pensar que pode seguir com a sua vida. Isso não vai acontecer, assim como eu não vou conseguir tirar as minhas fotos da internet. Você precisa encontrar uma forma de sair dessa." posição 21% INTENSO

Mas ainda é difícil eles ficarem juntos... Caroline tem uma força, uma determinação que todas as mulheres deveriam ter, ela sabe o que quer e é isso que faz a diferença na vida dela... e também na de West.

"Eu não quero ninguém além de West.
Vou descobrir um jeito de tê-lo de volta. Podem alegar que sou louca, que é má ideia ou que vou me arrepender. Talvez até estejam certos. Não me importo. Vou fazer isso de qualquer maneira." posição 32% INTENSO

Quando eles voltam a se relacionar, a se ajudarem e enfim se entregam ao sonho e ao amor... tudo fica mais lindo, mais intenso e verdadeiro.

"Caroline está indo atrás do que ela quer.
Eu preciso ser do mesmo jeito. Nós dois precisamos. É o único jeito de viver: lutando por aquilo que vale a pena e aceitando que a vida vai ser dura. Não nos colocando entre a vida que temos e a que queremos." posição 85% INTENSO

4.5**** para ambos os livros

As capas apesar de serem bem interessantes quando juntas não são condizentes com o casal, a descrição deles é outra e não gosto muito da cara deste modelo.
"West Leavitt é alto - 1,80 metro, talvez um pouco mais -, tem cabelos castanhos que estão sempre desalinhados, olhos azul-esverdeados e um bronzeado lindo." posição 3% PROFUNDO



Os livros são muito bons, uma história de redenção para Caroline e West, uma história de amor que vence barreiras e um ensinamento sobre as coisas que a internet pode causar, os problemas, que podem advir da exposição excessiva às quais estamos, todos, suscetíveis e mostra aos jovens o quão perigoso pode ser isso. Aqui no Brasil ainda temos leis contra a pornografia, infantil e a divulgações de imagens sem consentimento ou conhecimento do fotografado na internet, sejam crianças, adolescentes ou adultos. Pelo menos ainda existem coisas boas no Brasil... segundo uma nota da autora no final de PROFUNDO, nos EUA ainda não existem leis sobre este assunto, exceto em New Jersey e California, e é por isso que estes livros servem como educativo para tantos jovens que sofrem ou podem vir a sofrer 'PORNOGRAFIA NÃO CONSENSUAL'.

End Revenge Porn (site americano que faz uma campanha sobre o assunto)
http://new.safernet.org.br (site brasileiro sobre internet segura)
"Logo que foi criada, a SaferNet Brasil se consolidou como entidade referência nacional no enfrentamento aos crimes e violações aos Direitos Humanos na Internet, e tem se fortalecido institucionalmente no plano nacional e internacional pela capacidade de mobilização e articulação, produção de conteúdos e tecnologias de enfrentamento aos crimes cibernéticos e pelos acordos de cooperação firmados com instituições governamentais, a exemplo do Ministério Público Federal." Fonte: Safernet

0 comentários :

Postar um comentário

Adoramos saber o que você está achando dos posts e do blog...

Se você conhece o livro, por favor... ao comentar não diga o que acontece... isso é spoiler!

Deixe seu nome e/ou twitter.