Minhas impressões (MI-05/14): A Redenção de Gabriel - @SylvainReynard @editoraarqueiro

Eu já fiz uma pré-resenha deste livro quando li em inglês, ainda em dezembro, Gabriel's Redemption, e disse que falaria novamente sobre este maravilhoso livro quando fosse lançado em português, aqui no Brasil... e aqui estou, mas creio que será necessário ler as duas 'resenhas' já que não vou ficar me repetindo.. claro, irei falar nesta de hoje coisas repetidas, mas vou tentar não me extender...




Sinopse


Minhas impressões

De todos os livros ditos eróticos que foram lançados nos últimos tempos, a Trilogia Gabriel é para mim a melhor de todas, apesar de eu não os considerar eróticos, e sim uma série romântica para adultos, com sexo, mas sem o excesso de cenas 'chulas' e atos e posições desnecessariamente descritas... e além disso, a Trilogia Gabriel nos traz muita cultura, Dante (em primeiro lugar, com o seu mais famoso texto: A Divina Comédia), outros livros, museus (suas obras e 'corredores'), conhecimentos sobre o mundo acadêmico, já que Gabriel O. Emerson é um professor, especialista em Dante e Juliane Mitchel Emerson (depois de 'O Julgamento de Gabriel') é uma estudante de Mestrado e no terceiro livro estudante de Doutorado, em Dante, na melhor e maior Universidade americana: Harvard (a mesma faculdade onde Gabriel, também fez seu doutorado).

"- Você nunca foi apenas minha namorada, Julianne. Você era o meu amor. E continuamos sendo um o amor do outro." posição 46%

A história de Gabriel e Juliane (Julia) é linda, com seus encontros e desencontros, desde quando ela ainda era uma adolescente, até o reencontro em Toronto - O Inferno de Gabriel -, o encontro do verdadeiro AMOR, os desencontros e o reencontro final e maravilhoso - O Julgamento de Gabriel - e enfim a vida de casados, a primeira briga séria entre os dois, as dificuldades que passam um casal em seu primeiro ano de vida juntos, mesmo que no caso de Gabriel e Julia, os problemas nem sejam tão complicados, porque Gabriel é já um homem maduro e que passou por um grande amadurecimento, principalmente por causa de Julia, e por eles não terem problemas financeiros... mas neste livro vamos acompanhando ainda mais um pouco de amadurecimento e principalmente a 'Redenção' de Gabriel, se aceitando, e aceitando o merecimento do amor de Julia de sua família...

"Se Gabriel tinha de fato entrado em contato com um poder superior em Assis, no ano passado, Julianne era seu anjo da guarda. Ela o amava, o inspirava, tornava sua casa um lar. Mas ele não conseguia se livrar do medo de que o Céu lhe havia sorrido apenas para ganhar tempo antes de tirá-la dele.
Gabriel mudara em vários sentidos desde a época em que Julianne era sua aluna. Porém ainda não conseguira abandonar a crença de que não era digno de uma felicidade duradoura." posição 3%

Em 'A Redenção de Gabriel' por querer começar uma família com Julia, mesmo que não seja logo, já que ela quer finalizar ou pelo menos estar mais adiantada no doutorado antes de terem o primeiro filho, Gabriel, que foi adotado, após perder a mãe aos 9 anos, pela família Clark - Grace e Richard -, vai á procura da história de seus pais biológicos, e encontra uma irmã, uma família, de primos e um avô (já falecido também) do qual Gabriel se sente feliz e até mesmo orgulhoso.

"- Você é nosso filho. - A voz de Richard ficou rouca. - Sempre foi nosso filho.
As mãos de Gabriel apertaram o diário com mais força.
- Você vai ficar... ofendido se eu tentar descobrir mais a respeito dos meus pais biológicos?
- É claro que não. São suas origens e você tem todo o direito de conhecê-las.
- Você é meu pai - disse Gabriel baixinho.
- E sempre serei - falou Richard. - Aconteça o que acontecer.
- Coloquei você e Grace em perigo. Vocês hipotecaram a casa em que viviam para me salvar.
- O amor de um pai é incondicional. Independentemente do que fez ou deixou de fazer, você nunca deixou de ser nosso filho. Eu apenas rezei para que um dia você voltasse para nós. E foi o fez.
Gabriel começou a balançar os joelhos, agitado.
Os olhos acinzentados de Richard ficaram mais intensos, observando-o.
- Não trouxemos você ao mundo, mas você é nosso filho. Seu lugar era conosco." posição 59%

Neste livro temos um narrador 'onisciente' que nos mostra não apenas o que está acontecendo com o nosso casal protagonista, mas com vários personagens coadjuvantes (Christa, Paul, Simon e Natalie) e isso dá um ritmo bem interessante ao livro. E assim podemos ver os finais, felizes ou não de alguns dos personagens.

"Ela fez menção de sair da sala, mas Paul a puxou pela mão.
- Rosas - sussurrou Paul, deslizando seus dedos endurecidos pelo trabalho por sobre os nós dos dedos dela.
- Hein?
- Na nossa primeira vez. Você cheirava a rosas.
Duas manchas avermelhadas surgiram no rosto de Allison.
- Achei que não se lembrasse.
Paul a fitou com intensidade.
- Como eu poderia me esquecer? Até hoje, todas as vezes que sinto cheiro de rosas, penso em você." posição 93%


São tantas coisas que amo nesta Trilogia, não apenas a linda história de amor de Gabriel e Julianne, mas a redenção de Gabriel e até de Julianne... e principalmente a fé, os ensinamentos sobre a caridade, a esperança e o perdão.

"- O perdão é libertador. Ele serve tanto para você quanto para eles.
Gabriel se afastou dela.
- Não posso perdoá-los. Ele não merecem.
- Quem merece perdão, Gabriel? Você? Eu?
- Você, com certeza.
- Além de Deus, as únicas pessoas que podem me perdoar são as que fiz sofrer. Esse é o poder que nós temos. Podemos usá-lo para o bem, para perdoar quem nos fez mal. Ou podemos usá-lo para nos agarrarmos a velhas mágoas e feridas, que dessa forma nunca se fecharão." posição 69%

O final do livro é tenso, mas MARAVILHOSO, e a verdadeira REDENÇÃO de Gabriel dá um final à série que me fez amar ainda mais... e como já disse antes vale uma classificação alta... ainda maior que cinco, na minha humilde opinião.


Agora vou transcrever a citação, a única que escrevi na resenha do livro em inglês, agora como ficou na tradução oficial... e porque é uma das mais tocantes de toda a Trilogia.

"- Eu falei a ele que a maior das virtudes não é a caridade, é a esperança. Conheci a caridade com Richard e Grace, mas também com você. E ela me ajudou a atravessar dias muito sombrios. E também descobri a fé, quando estive em Assis. Mas, sem esperança, não estaria aqui. Eu teria dado um fim à minha vida. Sem a intervenção divina na forma de uma adolescente em um pomar na Pensilvânia, eu estaria no Inferno (...)
- Gabriel - sussurrou ela, as lágrimas correndo." posição 97%

11 comentários :

Postar um comentário

Adoramos saber o que você está achando dos posts e do blog...

Se você conhece o livro, por favor... ao comentar não diga o que acontece... isso é spoiler!

Deixe seu nome e/ou twitter.