Filme: Rock of Ages



Título Original: Rock of Ages

Sinopse: Sherrie (Julianne Hough) é uma jovem que chega em Los Angeles vinda de uma cidade pequena. Ela sonha se tornar uma cantora de sucesso, mas pouco após desembarcar do ônibus tem sua mala roubada. Quem a ajuda é Drew (Diego Boneta), que consegue para ela uma vaga como garçonete na famosa casa de shows Bourbon, ícone do cenário rock da cidade. Drew também trabalha no lugar e não demora muito para que eles engatem o namoro. Só que o Bourbon enfrenta problemas financeiros e seu dono, Dennis Dupree (Alec Baldwin), acredita que possa salvar o local com a renda do último show de Stacee Jaxx (Tom Cruise) com a banda Arsenal, já que ele pretende seguir carreira solo. Entretanto, a esposa do prefeito (Bryan Cranston), Patricia Whitmore (Catherine Zeta-Jones), pretende fazer o que estiver ao seu alcance para fechar o Bourbon, já que o considera um antro de perdição para os jovens.


Direção: Adam Shankman
Roteiro: Allan Loeb, Chris D'Arienzo, Jordan Roberts, Justin Theroux
Elenco: Alec Baldwin (Dennis Dupree), Bryan Cranston (O Prefeito), Catherine Zeta-Jones (A Mulher do Prefeito), Diego Boneta (Drew Boley), Julianne Hough (Sherrie Christian), Malin Akerman (Constance Sack), Paul Giamatti (Paul Gill), Russell Brand (Lonnie), Tom Cruise (Stacee Jaxx)
Produtores: Adam Shankman, Barry Habib, Garrett Grant, Jennifer Gibgot, Matt Weaver, Scott Prisand, Tobey Maguire
País de Origem: EUA
Estreia Mundial: 1 de Junho de 2012
Estreia Brasil: 24 de Agosto de 2012

(Filmow)


Uma das minha maiores preocupações quando o assunto é filme é essa super lotação de superastros em determinadas produções, porque geralmente isso é sinônimo de filmes exagerados e roteiros bem fraquinhos. Rock of Ages não fugiu muito à regra, mas por incrível que pareça eu gostei. Talvez seja porque o filme é ambientado nos anos 80 e exagero é a palavra chave, talvez porque forçar a barra tenha tudo a ver com rock 'n' roll, só sei que gostei da ideia geral e das histórias paralelas. Apesar de ser bem escrachado esse filme mostra bons valores (não ligados ao comportamento, mas sim ao caráter). É basicamente aquela coisa do "seja você mesmo", mas de uma forma bem bagunçada e estereotipada. Não digo que seja uma mega produção boa pra caramba, mas é filme divertido com uma trilha sonora maravilhosa e alguns clichês que todos adoram. Uma ótima pedida para um dia tedioso e uma 'must see' para os fãs do bom e velho rock 'n' roll.





2 comentários :

Postar um comentário

Adoramos saber o que você está achando dos posts e do blog...

Se você conhece o livro, por favor... ao comentar não diga o que acontece... isso é spoiler!

Deixe seu nome e/ou twitter.