Minhas impressões: Coração e alma - Maeve Binchy @BertrandBrasil (ATUALIZADO)

Este é o primeiro livro que leio em prova... achei super interessante receber uma grande e linda prova, nos EUA isso se chama ARC (Advanced Reader Copy) ou seja cópia avançada para leitura... e fiquei me achando... muito importante, ler um livro antes que ele chegue às livrarias, já que 'Coração e Alma' está chegando só hoje às livrarias de todo o Brasil.



Sinopse
Leia o Prólogo

Na sinopse em inglês temos o seguinte:

Clara Casey has more than enough on her plate. Her daughters Adi and Linda were no problem during the usually turbulent teens. Now Adi is always fighting for or against something: the environment or the whale or battery farming; while Linda lurches from one unsatisfactory relationship to the next. As if this wasn’t enough, Clara, a senior cardiac specialist, has a new job to cope with and now her ex-husband wants something from her...
Clara Casey tem mais do que suficiente em seu prato. Suas filhas Adi e Linda não eram problema durante os anos geralmente turbulentos da adolescência. Agora Adi está sempre lutando a favor ou contra alguma coisa: o meio ambiente ou a criação de baleia ou a bateria, enquanto Linda sai de um relacionamento insatisfatório para o próximo. Como se isso não bastasse, Clara, uma médica sênior especialista em cardiologia, tem um novo trabalho para enfrentar e agora seu ex-marido quer algo dela ...

Declan is looking forward to joining the clinic – but what should have been a straightforward six-month posting brings him far more than he expected. Then there’s Father Brian Flynn, whose life is turned upside down when his reputation is threatened. And the beautiful, cheerful nurse Fiona, who can't leave her troubled past behind...
Declan está ansioso para se juntar a clínica - mas o que deveria ter sido uma simples residência de seis meses lhe traz muito mais do que ele esperava. E ainda há o Padre Brian Flynn, cuja vida é virada de cabeça para baixo quando sua reputação está ameaçada. E a bela, alegre enfermeira Fiona, que não pode deixar seu passado conturbado para trás ...


For Ania, meeting Clara Casey is a miracle. She never intended to leave Poland – but perhaps a new job in a new country will mend her broken heart?
Para Ania, o encontro com Clara Casey é um milagre. Ela nunca teve a intenção de deixar a Polônia - mas talvez um novo emprego em um novo país poderá consertar seu coração partido?
Gosto mais da sinopse acima, pois diz mais do que realmente é o livro...


Capas pelo mundo:
Ireland, UK,
Australia & New Zealand
USA

Fonte: Site de Maeve Binchy




Minhas impressões

'Coração e alma' é um livro que parece uma colcha de retalhos... histórias que se entrelaçam em torno da Clínica de Cardiologia do Hospital St. Brigid, em Dublin, Irlanda. Mais um livro para me fazer ficar com vontade de conhecer a Irlanda. Neste livro cujo título diz muito do que encontramos em suas páginas nos envolvemos com as vidas, os sonhos, as almas e os corações de diversos personagens... e por isso disse que prefiro a sinopse do site da autora, pois Clara Casey não é a única personagem principal.

O livro se inicia com a decisão de se criar a Clínica, decisão tomada pelo Conselho Administrativo do Hospital, contra a vontade de Frank Ennis, que se torna um 'pé na janta' de Clara, que é contratada para a formação da Clínica e para ser sua administradora. E é Clara que vai dando forma à Clínica, contratando os funcionários... escolhidos com e por seus 'corações e almas'... são contratados por Clara:

Ania Prasky -  a jovem polonesa que é muito mais que uma auxiliar direta de Clara... Ania é quase um anjo na vida de todos que a conhece... um 'Pollyanna' perfeita... nada (ou quase nada) consegue deixá-la triste, que trabalha muito, em todos os lugares possíveis e faz de tudo um pouco para juntar dinheiro para ajudar a sua 'Mamusia' na Polônia.

Lavender - a nutricionista que está sempre ensinando receitas deliciosas e saudáveis.

Johnny - o fisioterapeuta

Tim - o segurança

Bárbara - uma das enfermeiras da Clínica, que vive de dieta e é muito risonha e agradável com todos.

Fiona Ryan - a outra enfermeira, melhor amiga de Bárbara, que é como Ania uma jovem sorridente e que conquista a todos que a conhecem.

Hilary Hickey - a secretária, que era enfermeira formada, técnica em coleta e especialista em análise de sangue. Cuidava da mãe doente junto de seu filho Nick. Se torna uma grande amiga de Clara.

Declan Carroll - o médico, um jovem médico, com currículo excelente, cabelos ruivos e jeito calmo. Um dos personagens mais cativantes do livro...


Tem ainda as filhas de Clara, Adi e Linda, o ex-marido Alan e o namorado de Adi, Gerry. O farmacêutico,  dono da farmácia próxima à Clínica onde os pacientes tem maior facilidade para encontrar seus medicamentos, Peter Barry, e sua filha Amy.

Além dos pacientes da clínica. tais como Bobby e sua família que sempre o acompanham na clinica, a mulher Rosemary e filho Carl Walsh; Judy Murphy, Kitty Reilly, Lar Kelly, Aidan Dunne e sua mulher que cuida dele como um 'cão de guarda', Nora, cujas histórias vão sendo 'costuradas' nesta imensa colcha de retalhos que é o livro 'Coração e alma'.

Vamos conhecendo os personagens, suas histórias nos envolvendo e torcendo por eles e sofrendo com cada um deles. Uma história encantadora, passada em quase um ano na vida de cada um dos personagens... quando suas vidas foram transformadas para melhor e sempre por causa do amor... da bondade... da amizade...

Em determinados momentos achei que faltou um pouco mais de desenvolvimento da história, mas é difícil desenvolver com detalhes tantas histórias e percebi que a Maeve Binchy conseguiu me cativar e me prender a cada uma das vidas de seus personagens. Um livro romance, bem no estilo novela, um romance leve e encantador.

A tradução é de Renato Motta, o mesmo que traduz a minha amada Série Mortal, e gostei da tradução, como sempre.


Citações

"Os membros do Conselho Administrativo tinham sido tolamente influenciados por uma estatística que acabara de ser publicada, a qual mostrava que os irlandeses sofriam de problemas cardíacos em uma porcentagem acima da média de outros países. Fato possivelmente ligado ao modo de vida e à dieta que praticavam; além disso, a alimentação, a bebida e o cigarro certamente tinham sua parcela de culpa. De repente, todos na sala estavam discutindo as melhores maneiras de oferecer mais confiança aos doentes com insuficiência cardíaca." pag 09


"As pessoas sempre lhe contaram que filhas eram terríveis na adolescência, mas melhoravam quando passavam dos vinte anos. Como sempre, Clara devia ter entendido errado. Suas filhas estavam mais terríveis agora, uma com vinte e três e a outra com vinte e um . Quando adolescentes, não eram tão desagradáveis. Claro que o canalha do Adam estava por perto na época, e isso facilitava as coisas. Mais ou menos." pag 19

"Clara se percebeu amarga. Torceu para não parecer tão fria e dura quanto sua própria mãe. Se bem que, pensando bem, talvez ela tivesse razão para estar desapontada com Clara. Analisando de forma objetiva, o que ela havia construído na vida? Tinha duas filhas ressentidas, um casamento desfeito e não conseguira o cargo de cardiologista que todo mundo pensou que estivesse garantido. Talvez sua mãe se sentisse tão desapontada quanto ela estava com Linda..." pag 54

"Declan reparou que todo mundo tratava a diretora da clínica pelo primeiro nome. Um ambiente totalmente diferente do último lugar no qual trabalhara, onde as pessoas eram 'senhor' isto, 'doutor' aquilo, e a norma era a forte hierarquia, com diferenças marcantes entre os níveis de funcionários." pag 71

"Ali estavam os dois sentados, avó e neto, virando as páginas; sua mãe dizia coisas que faziam sentido, e Nick parecia contente em sua companhia. Por que ela se preocupava tanto? Sua mãe estava bem." pag 134

"- Ele é tão importante para esta clínica - comentou Ania baixinho, com voz solene.- Assim como você, Ania. Este lugar não poderia funcionar sem você. - Hilary transmitiu tanta sinceridade ao dizer isso que os olhos de Ania se encheram de lágrimas." pag 152

"O ônibus parou junto ao portão da clínica. Nora e Aidan sabiam que naquele terreno funcionara um galpão que servia de depósito e sabiam que o local havia virado um grande estacionamento até ser resgatado pelo hospital St. Brigid's para virar uma clínica. Do lado de fora, havia uma enorme placa em que se lia Clínica de Cardiologia. Por dentro, o lugar era cheio de luz e muito aconchegante." pag 264

"Durante o dia, perguntou a si própria por que tinha aceitado o convite. Sua resposta padrão era comentar que tinha um trabalho tão cansativo que geralmente preferia ir para a cama cedo ou então deixava subentendido que havia um homem não especificado em sua vida, e isso a impedia de aceitar convites para jantar. No entanto, Peter tinha sido muito descontraído e casual. E, afinal de contas, um jantar elegantes no Quentins era exatamente do que ela precisava numa noite agradável de primavera." pag 298

"Clara deixou-se ficar sentada à mesa depois que Frank saiu. Que ano extraordinário tinha sido aquele.(...)Acima de tudo, porém, havia a clínica, que era o que mais a impressionava. A clínica e o trabalho feito ali eram maiores do que todos os eventos marcantes do ano. Eles estavam fazendo diferença. Estavam conseguindo manter as pessoas fora do hospital. Haviam restaurado a confiança e oferecido novas esperanças a pessoas com cardiopatias, e elas agora encaravam seu problema como parte do cotidiano.Tudo aquilo valera muito a pena, e Clara não estava, nem de longe, pronta para partir." pag 512

"Não foi a primeira vez que a mãe de Fiona se viu refletindo sobre as diferentes facetas que cada um de nós exibe para diferentes pessoas." pag 548




Vejam a autora, ela tem uma 'carinha' tão simpática, falando sobre 'Coração e Alma'... este livro vale a pena ser lido:


NOTÍCIA TRISTE: Maeve Binchy faleceu no dia 30 de julho de 2012. (1940-2012)