Cartas para Julieta


*Aumente o som para ler o post*

Estou sendo sincera quando digo que nunca fui uma pessoa muito romântica, acho que nunca tive muitos motivos para acreditar nisso, mas há pouco tempo tenho sentido aquela velha esperança de que os príncipes encantados possam existir e um dia nos encontrem. Tomada pela curiosidade eu assisti ao filme "Cartas para Julieta" e não me arrependi, esse foi, de longe, o filme com a história de amor que eu mais gostei. Até porque, eu não vejo motivos para um verdadeiro amor morrer!



Sophie (Amanda Seyfried) é checadora de matérias em um jornal de NY, mas sonha em poder publicar uma matéria sua. Numa viagem para a Itália com o noivo Victor (Gael Garcia Bernal) ela conhece as Secretárias de Julieta, mulheres de todo país vão a Verona para conhecer o famoso balcão onde Romeu e Julieta declaravam seu amor, lá as jovens enamoras ou desiludidas deixam mensagens e pedidos de ajuda para Julieta e suas "secretárias" respondem com a intenção de ajudar. Como Victor está mais interessado em conhecer os prazeres da mesa italiana, Sophie fica sozinha e decide ajudar a responder as cartas. Um dia ela encontra uma carta escrita há 50 anos por Claire (Vanessa Redgrave), uma jovem inglesa que diz ter se acovardado e desistido de seu grande amor, Lorenzo. Encantada com a história, Sophie responde a carta e poucos dias depois Claire volta para a Itália com a intenção de ver mais uma vez seu eterno amor. Quem não gosta muito da decisão é Charlie (Chritopher Egan), neto de Claire, um jovem chato e arrogante. Juntos, os três embarcam numa jornada para encontrar Lorenzo, mas o que encontram é o auto-conhecimento.


Sim, quase chorei no fim do filme, não poderia ser mais romântico ao estilo século XXI, algo real e possível! Sou fã de Amanda Seyfried, ela é uma "jóia de menina", tão talentosa que nos faz simpatizar com seus personagens, meninas com força e coragem. Simplesmente me apaixonei pelo mimado Charlie, Christopher Egan estava uma graça, não tem como não se derreter! rs'


Uma produção de certa forma simples, mas com um enredo forte o bastante para nos emocionar, paisagens lindas, um elenco que atua de forma limpa e clara e um carinho todo especial por parte do diretor Gary Winick em contar sobre um amor, sendo ele sob qualquer forma.

Filmes como esse sempre me fazem pensar: será que um dia darei sorte? Será que um dia viverei um amor como esse? Será que existe mesmo alguém que me completa por aí? Essas perguntas só poderei responder com o tempo, mas fico grata por não ser a única a pensar assim, sei que existem milhares de pessoas que sonham, assim como eu, viver um grande amor.

Minha torcida é para que nós, um dia, encontremos nossos Romeus ou nossas Julietas, mas que o fim dessa história seja feliz!


" Para o amor verdadeiro, não tem data de validade! "
__

"Duvide que as estrelas sejam fogo
Duvide que o sol se mova
Duvide que a verdade seja mentirosa
Mas nunca duvide que eu te amo"
__

''Presta atenção, presta atenção, presta bastante atenção...
Eu moro em Londres uma cidade histórica, linda e vibrante na qual eu amo viver.
Você mora em New York que é super estimada.
Como o atlântico é largo demais para atravessar todos os dias a nado, de barco ou de avião, vamos decidir isso na moeda. Mas se você não quiser aceitar isso eu deixo Londres com todo prazer se você estiver me esperando do outro lado, porque a verdade é que eu te amo, loucamente, profundamente, verdadeiramente e apaixonadamente!"






















12 comentários :

Postar um comentário

Adoramos saber o que você está achando dos posts e do blog...

Se você conhece o livro, por favor... ao comentar não diga o que acontece... isso é spoiler!

Deixe seu nome e/ou twitter.