Minhas impressões: Noites de Tormenta @SparksNicholas @Novo_Conceito

Noites de Tormenta, tem todos os itens existentes em todos os livros de Nicholas Sparks... mas é diferente...

neste livro tem um pai forte e amoroso, mas também tem um pai ou dois ausentes e nem tão bons pais assim... tem alguém que morre de câncer... mas também tem duas outras perdas que não são por cancer... além de separações traumáticas... tem um amor, uma paixão tão intensa quanto de impressionante rapidez... mas devo dizer que é mais um livro Maravilhoso de Nicholas Sparks....


Noites de Tormenta

2

Com o sucesso de Querido John e A Última Música, a Editora Novo Conceito relança o Best-seller Noites de Tormenta que narra uma história comovente de esperança e alegria, de sacrifício e perdão — uma lembrança tocante de que o amor é possível em qualquer idade, em qualquer época, e normalmente acontece quando menos se espera.
Aos 45 anos, Adrienne Willis repensa toda a sua vida quando o marido a abandona por uma mulher mais jovem. Com o coração partido e em busca de descanso, ela segue para a pequena cidade de Rodanthe, na Carolina do Norte, para cuidar da pousada de uma amiga. Quando uma tempestade terrível se aproxima, Adrienne começa a achar que sua fuga perfeita está arruinada — isso até a chegada de um novo hóspede, o Dr. Paul Flanner. Aos 54 anos, o médico chega a Rodanthe para repensar sua profissão e sua relação com a família. Agora, em meio à tempestade que os cerca, os dois seres feridos procurarão conforto um nos braços do outro — e esse único fim de semana despertará sentimentos que irão acompanhá-los pelo resto de suas vidas.
Ficha Técnica
Autor: Sparks, Nicholas
Título: Noites de Tormenta
Subtítulo: Apaixonante e memorável
Área Principal: Literatura
Assunto Principal: Ficção
Assunto: Romance
Páginas: 176
Formato: 16×23 cm
Ano: 2008
Edição: 1
Peso: 0,295
Selo: Novo Conceito
Acabamento: PAPERBACK
Status: Disponível
ISBN: 978-85-99560-51-8
EAN: 9788599560518
Preço: R$ 29,90

Minhas impressões:

Esta história é sobre um amor maduro... digo um amor, uma paixão entre um casal de pessoas mais velhas... Adrienne tem 45 anos e Paul tem 54 anos, quando se conhecem e vivem um final de semana (na realidade três dias) de muito amor, cumplicidade, amizade e de uma infinita beleza...


A história começa com Adrienne, então com 60 anos contando para sua filha Amanda, que está sofrendo muito a perda do marido Brent, a história que aconteceu com ela e Paul em um final de semana em Rondanthe, Carolina do Norte... num final de semana que teve uma tempestade na região, enquanto Adrienne tomava conta da Pousada de sua amiga... e o único hóspede era Paul... mas eles ficaram juntos neste final de semana apenas porque Paul está com viagem marcada para o Equador aonde vai se encontrar com o único filho, com quem não tem um bom relacionamento...


O livro é intercalado com presente e passado... mostra o final de semana... e as reações de Amanda à história que sua mãe está contando para ela...

É incrível como Nicholas Sparks desenvolve o tema de amor maduro, muitas vezes percebi que é o que acontece com muitas pessoas depois ou próximo dos 40 anos... mais uma história comovente... e repleta de verdades... como só Nicholas Sparks sabe contar...

Detalhe do interior do livro:
a foto não fez juz ao que é a impressão... tem o mar de um lado e a casa no início do capítulo, mais uma vez a Novo Conceito faz um lindo trabalho de impressão e diagramação de seus livros.

Citações:

"Apesar de tudo que acontecera nos anos que se passaram desde então, Adrienne ainda acreditava firmemente que o amor era a essência de uma vida plean e maravilhosa.
... Adrienne não tinha a menor vontade de voltar a ser jovem." pag 12

" - Eu posso mudar - ele falou.
Martha sorriu.
- Sei  que pode. E deveria. Mas deveria fazer isso porque quer, não porque acha que eu quero. pag 31

"Uma vez, ele imaginara que tinha tudo. Havia corrido tanto, tinha chegado ao topo do sucesso; mas agora, percebia que nunca seguira o conselho de seu pai. Passara toda a sua vida correndo de alguma coisa, não em direção a alguma coisa, e no seu coração, ele sabia, tudo havia sido em vão." pag 31
 
"Paul desviou o olhar, mas seus olhos logo voltaram para ela. Embora estivesse chorando, ele podia ver que era bonita, mas havia algo na maneira triste como ela se mexeu que o fez perceber que ela não tinha consciência disso. E ele sempre pensaria, ao recordar aquele momento, que era exatamente isso o que a havia tornado ainda mais atraente." pag 35

"Relembrando agora, ela sabia que aquilo deveria têpla alertado para o fato de que nem tudo era o que parecia, mas com três crianças e um marido que havia deixado a criação dos filhos por sua conta, estava muito ocupada para refletir sobre o assunto. .... Aos 41 anos, estava preocupada com relacionamento deles e tinha começado a examinar a seção de livros de auto ajuda da livraria em busca de títulos que pudessem contribuir para melhorar seu casamento, e às vezes se pegava esperando pelo futuro, quando as coisas talvez andassem mais devagar." pag 40

"Eles faziam o que ela achava que a maioria dos casais fazia: ela perguntaria como tinha sido o trabalho, ele perguntaria sobre as crianças, e eles conversariam sobre alguma bobagem que havia feito um ou outro membro da família ou sobre o que estava acontecendo na cidade." pag 42


"Muitas pessoas pareciam acreditar que o silêncio era um vazio que precisava ser preenchido, mesmo que nada importante fosse dito." pag 74

"Eles caminharam envolvidos por um silêncio amistoso; a cada passo, ia crescendo em Adrienne a certeza que gostaria de passar mais tempo com ele. Mas isso não parecia algo tão estranho, parecia? Ele estava sozinho e ela também, viajantes solitários apreciando uma faixa deserta de areia em uma cidade litorânea chamada Rodanthe." pag 75

"Jovens e velhos, homens ou mulheres, quase todas as pessoas que ela conhecia queriam as mesmas coisas: queriam sentir paz em seus corações, queriam uma vida sem sobressaltos, queriam ser felizes." pag 137

"Dizer adeus para você hoje é a coisa mais difícil que poderia fazer, e posso garantir que, quando voltar, nunca mais vou fazer isso de novo. Eu te amo agora pelo que já compartilhamos, e te amo agora esperando por tudo o que virá. Você é a melhor coisa que já aconteceu em minha vida. Já sinto saudade, mas no meu coração eu tenho certeza de que você estará sempre comigo. Nos poucos dias que passei com você, você se tornou meu sonho." pag 147

4 comentários :

Postar um comentário

Adoramos saber o que você está achando dos posts e do blog...

Se você conhece o livro, por favor... ao comentar não diga o que acontece... isso é spoiler!

Deixe seu nome e/ou twitter.