Minhas impressões (MI:13/2017): Ligeiramente Perigosos - Mary Balogh #OsBedwys06

Acabou a série? Eu quero mais... mas eu quero mais de Wulfric Bedwyn... mais desta família encantadora.


A Série
  1. Slightly Married - Ligeiramente casados  - Aidan Bedwyn & Eve Morris
  2. Slightly Wicked - Ligeiramente maliciosos - Rannulf Bedwyn e Judith Law
  3. Slightly Scandalous - Ligeiramente escandalosos - Freyja Bedwyn & Joshua Moore
  4. Slightly Tempted - Ligeiramente seduzidos - Morgan Bedwyn & Gervase Ashford
  5. Slightly Sinful - Ligeiramente pecaminosos - Alleyne Bedwyn & Rachel York
  6. Slightly Dangerous - Ligeiramente perigosos - Wulfric Bedwyn & Christine Derrick


Compre na Amazon Brasil


Minhas impressões

Desde o primeiro livro da série, Ligeiramente casados, lançado em 2014, que tenho curiosidade sobre Wulfric Bedwyn, o Duque de Bewcastle, o irmão mais velho, mas que mesmo que a diferença de idade entre alguns dos irmãos seja pequena, Wulf é tão sério, tão carrrancudo, e poderoso, que emana um poder e afasta as pessoas de si. Agora, depois que todos os outros irmãos Bedwyn estão casados e felizes, Wulfric começa a se sentir meio solitário... principalmente porque a amante, que manteve por anos, morreu há pouco tempo.


"Era gratificante, pensou Wulfric enquanto pegava uma das penas e a posicionava entre os dedos para escrever, ver seus irmãos e irmãs todos casados e estabelecidos na vida. Seus deveres em relação a eles haviam sido satisfatoriamente cumpridos.
Mas a Casa Bedwyn parecia vazia sem todos eles. Mesmo quando Morgan estivera na cidade, ela obviamente não ficara hospedada ali.
Lindsey Hall, a base principal de Wulfric em Hampshire, ia parecer ainda mais vazia." posição 5%


Christine Derrick é uma viúva que após perder o marido há dois anos, voltou para a casa da mãe no campo e vive afastada da família do marido, que a rejeita por vários motivos. Mas Christine mora perto da prima do marido a baronesa Renable, que está organizando uma temporada festiva no campo e precisa que Christine complete os casais, já que vai receber um hóspede nobre e improvável: o Duque de Brewcastle.

"Tinha sido casada durante sete anos com irmão de Basil, Oscar Derrick, visconde de Elrick e primo de lady Renable. Eles se conheceram em Schofield Park, na primeira festa que Melanie organizou após seu casamento com Bertie, o barão de Renable. Foi um belo casamento para Christine, filha de um cavalheiro dotado de posses tão parcas que se vira obrigado a completar sua renda tornando-se professor da escola do vilarejo." posiçao 2%

Logo na primeira troca de olhares entre Christine e Wulfric já acontece algo que ambos não conseguem entender, tamanha a força...

"Olhos que pareceram transpassá-la e alcançar sua nuca. Não conseguir ter certeza da cor - azul-claros? Cinza-claros? -, mas estava próxima o suficiente para conseguir sentir o efeito deles.
Não era de espantar que o homem tivesse a reputação que tinha.
Por um rápido instante, Christine teve a impressão muito nítida de que o Duque de Bewcastle poderia ser um homem perigoso. O coração dela batia intensamente, como se ela tivesse acabado de ser pega espiando por um buraco de fechadura enquanto algum escandâlo se desenrolava no cômodo." posição 7%


Com o passar dos dias nas festividades que ocorrem em Schofield Park, tanto Christine quanto Wulfric não conseguem se manter afastados por muito tempo, eles são muito diferentes, ela é uma pessoa alegre, comunicativa, de riso fácil e ele, como eu já disse acima, um homem carrancudo, que ninguém nunca vê sorrindo.


"Se fosse sincera, Christine teria de admitir que o achara fascinante de um modo quase assustador. E ele sem dúvida era dono de um belo perfil... e de um físico que mais do que combinava com o rosto." posição 17%

"E no entanto, ao passo que todas as outras jovens estavam rapidamente se tornando quase indistinguíveis umas das outras aos olhos de Wulfric, ele se flagrara pensando na Sra. Derrick com uma frequência excessiva. Ela era dona de lindos olhos e de um roto belo e bem-humorado - mesmo que este rosto estivesse de certo modo comprometido pelo bronzeado e pelas sardas -, que conseguia ficar ainda mais arrasadoramente belo quando ela ria ou se envolvia em alguma atividade vigorosa." posição 21%


E quando enfim ocorre o primeiro beijo... Wulfric começa a se sentir diferente, não entende o que acontece com seu corpo, com seu coração e com seus pensamentos...

"(...) inspirou o hálito cálido dela, entorpeceu os sentidos com o cheiro dela. Wulfric manteve a mão dela entre as dele e sentiu como se algum âmago de gelo que sempre mantivera suas emoções seguramente aprisionadas estivesse se aquecendo, derretendo e se infiltrando nas veias." posição 27%


O que não é diferente para Christine, que apesar de se sentir atraída fisicamente pelo Duque Bewcastle, não quer se envolver com Wulf, por serem tão diferentes.

"Christine o odiava apaixonadamente. E esta era uma constatação alarmante. Teria preferido sentir-se indiferente a ele." posição 35%


Com tantas coisas que acontecem entre Christine e Wulfric, o Duque de Bewcastle tem que lutar muito, e se mostrar por inteiro, alma e coração, para Christine para conseguir um SIM.

"- (...) Não pretendo me casar de novo. Mas se me casasse, só poderia ser com um homem que tivesse todas as qualidades que o senhor acaba de repetir para mim. E é uma impossibilidade, entenda. Nenhum homem jamais poderia ser todas essas coisas, ou se encaixar completamente naquele sonho. Sendo assim, escolhi permanecer solteira e livre." posição 60%

A família Bedwyn vai toda, inclusive a tia Rochester, querendo que Wulf case, para Lindsey Hall passar a Páscoa.

"- E está mais do que na hora de você se casar, Bewcastle. Trinta e cinco anos é uma idade perfeita, mas ao mesmo tempo perigosa para um homem. É a idade ideal para se casar e perigosa se procrastinar. Um homem não deseja ser invalido, sofrendo de gota, antes que seu herdeiro ao menos no berçário." posição 62%

E além da família Bedwyn o Duque de Bewcastle chama os nobres parentes por casamento da Senhora Derrick, para convidá-la... e então tentar conquistar aquela que o conquistou sem que ele imaginasse ser possível.

"Ele nunca buscara a felicidade. Nunca a considerara importante. Nunca nem sequer acreditara nela. Ou talvez houvesse acreditado. Ao longo dos últimos três anos, vira cada um de seus irmãos encontrar a felicidade e vivê-la. Vira todos aqueles Bedwyns impetuosos, às vezes frios e até desprovidos de coração, permanecerem impetuosos, porém se tornarem mais satisfeitos, quase domesticados." posição 68%


Me apaixonei ainda mais por Wulfric Bedwyn... e pela série Os Bedwyns e quero reler cada um dos livros, porque está difícil me separar desta família. Espero que a Arqueiro traga para nós mais livros de Mary Balogh.


0 comentários :

Postar um comentário

Adoramos saber o que você está achando dos posts e do blog...

Se você conhece o livro, por favor... ao comentar não diga o que acontece... isso é spoiler!

Deixe seu nome e/ou twitter.