Minhas impressões (MI-09/15): A transformação de Raven - @SylvainReynard #NoitesemFlorença01

Como disse anteriormente, na resenha de O Príncipe das sombras, eu parei de ler livros paranormais, com seres fantásticos e noturnos, mas como Sylvain Reynard é um (a) autor (a) que escreve histórias que me encantam, principalmente pela mescla de arte (pinturas, esculturas, museus, literatura e música) e romance e fé e misericórdia e rendenções, não resisti a ler essa nova Série 'Noites em Florença', digo série porque apesar de que serão três livros com o amor de Raven e o Príncipe, temo a o primeiro livro, O príncipe que nos apresenta ao príncipe de Florença ou do mundo das trevas de Florença.
 



Sinopse

Minhas impressões

Antes de começar a resenha, quero dizer que só apenas depois de ler 'A transformação de Raven' e fazer uma 'pesquisa' no Twitter e Facebook do (a) autor (a) foi que consegui visualizar um ator como 'O principe'... e apesar de Michael Fassbender ser mais velho do que a descrição do príncipe eu acho que ele é um rosto ideal para William York...

"Florença era sua havia quase setecentos anos. Quando estava em casa, passava os instantes antes do pôr do sol sempre naquele lugar, observando seu reino com um orgulho digno de Lúcifer. Aquilo era obra de suas mãos, fruto de seu trabalho, e ele exercia seu poder sem misericórdia." posição 1%


Raven Wood é uma mulher com um trauma de infância, tanto emocional quanto fisico, já que ela ficou com uma cicatriz e defeito na perna, mas que ama arte e é restauradora, após graduação e pós graduações, na Galeria Uffizi em Florença. Quem ja leu a Trilogia Gabriel sabe que é em Uffizi que estão várias das obras de Botticelli e é lá que estão expostas as ilustrações que Botticelli fez sobre a obra de Dante,  A Divina Comedia, e que Gabriel comprou há alguns anos e que Julia o convenceu a mostrar ao mundo.

Mas as ilustrações foram roubadas, e coincidentemente no dia em que Raven sofreu um ataque que quase a levou à morte, mas do qual ela nao se lembra. Quando ela acordou uma semana depois, completamente diferente e sem memória as coisas ficaram seriamente preocupantes pra ela... e para o Príncipe.

"Algo terrível tinha acontecido. As famosas ilustrações de Botticelli, cópias dos desenhos feitos pelo artista para A divina comédia de Dante, tinham desaparecido." posição 7%

" –Diga a verdade. –Batelli a encarou com um olhar duro. –A senhora vai a uma festa. Falta ao trabalho uma semana. Não se sabe como, durante a sua ausência a Uffizi sofre um roubo. Que tal facilitar as coisas e nos contar o que realmente aconteceu?
–Eu já disse. Não me lembro.
–As coisas podem ficar bem desagradáveis se a senhora mentir para mim. –O tom dele se fez incisivo." posição 10%

O príncipe não conseguiu resistir à potência da fragrância de Raven e a salvou da morte, mas não imaginava que ao fazer isso ia acabar tendo que lidar com outros perigos a que Raven e seu império estão expostos e principalmente à tentação de se envolver ou se apaixonar por uma humana.


"–Esta relíquia oferece proteção contra aqueles capazes de matá-la. Ou coisa pior.
–E vai me proteger de você? Ela desejou retirar o que tinha dito assim que as palavras saíram de sua boca. Ele largou o cordão.
–A relíquia não tem efeito sobre mim. É melhor não esquecer isso se ficar tentada a falar com os carabinieri sobre o Palazzo ou sobre a nossa conversa. –Seu tom se fez incisivo. –Você não me quer como seu inimigo." posição 20% 

O que eu amo nos livros de Sylvain Reynard é a presença de Deus, da fé, da esperança, da caridade e de tantas passagens que nos faz crer em humanos melhores. E neste livro temos os opostos entre bem e mal lutando há séculos no corpo, na cabeça, na alma e no coração de William York, o Príncipe de Florença, que foi transformado em 1274 e era um noviço dominicano, hoje um vampiro que cita a Bíblia e que apesar da maldade e vingança arraigados em sua espécie, faz um reinado justo, tentando poupar os bons humanos.

"–Desculpe. Ele se virou e levou a mão até debaixo do queixo dela. –Você é o único raio de esperança que vejo desde 1274. É a única que fez meu coração recomeçar a bater. Por alguns instantes, Raven notou nos olhos dele algo muito mais profundo do que desejo físico. Nem sequer sabia o que era, mas pôde ver e sentir aquilo vibrar no ar entre os dois." posição 57%


William se virou para os jardins. –O mundo era diferente naquela época. Eu era diferente naquela época. Quando fui transformado, era noviço da ordem dominicana.
–Você era padre? –indagou Raven, quase gritando. Ele a pregou na cama com um olhar escuro e irado.
–Estava estudando para virar padre. Os noviços fazem os mesmos votos." posição 78%

Quando Raven e William se encontram cada um deles sente a atração e aceita os defeitos do outro , e tenta ajudar a encontrar a bondade nas coisas... Raven perdeu a fé em Deus mas tem um coração misericordioso e bom... William acredita em Deus mas tem sede de vingança e não acredita em amor ou bondade e eles acabam se apaixonando e vivendo momentos fortes de romance e estresse de atentados contra suas vidas...


"Fazia muito tempo que não se preocupava com os sentimentos de um humano. Devido à natureza da transformação dos vampiros, muitas de suas emoções e lembranças humanas tinham desaparecido. Mas ele se lembrava da perda. Lembrava-se da dor que vinha junto com a preocupação por alguém que se amava, mesmo que não amasse ninguém há séculos. Na realidade, julgava a si próprio e os da sua espécie incapazes de amar." posição 51%


Mais uma coisa maravilhosa deste livro é que Raven nao tem um corpo perfeito, tem formas redondas e cheinhas... diferente dos padrões estéticos atuais o que a deixa insegura sobre o desejo de William, mas ele mostra pra ela que os padrões estéticos que ele gosta são o da época em que era humano, na época renascentista, e mostra pelas 'Três Graças' do quadro A Primavera de Botticelli.

"–Não entendo dessas coisas nem vou fingir que entendo. Tudo que posso dizer é que acho que ninguém é perfeito, humano ou não humano. Se a perfeição for o padrão da normalidade, todos nós somos um fracasso.
–Gostei. –Ela empinou o queixo. –Sempre pensei que todos os seres humanos têm alguma forma de deficiência. A diferença é que a minha é visível. Nunca me ocorreu pensar em outros seres como deficientes também." posição 81%

Como estamos falando de uma série o livro termina de forma a ficarmos ansiosos pelo próximo, que já está finalizado mas ainda sem data para lançamento. O (A) autor (a) me disse pelo Twitter que deve ter, em breve, uma data provável. Posso dizer que quem gostou de Gabriel ou quem ainda não leu e gosta de paranormais, pode ler que vai encontrar um ótimo romance e muita aventura.

Essa nota é só por ser um romance 'vampírico' com muitas lutas e mortes sangrentas.


2 comentários :

Postar um comentário

Adoramos saber o que você está achando dos posts e do blog...

Se você conhece o livro, por favor... ao comentar não diga o que acontece... isso é spoiler!

Deixe seu nome e/ou twitter.