Por que voto @AecioNeves #MudaBrasil #AgoraéAécio

Por que voto em Aécio Neves?
Este será o primeiro e último post sobre política e é para quem está indeciso e quer saber um pouco sobre a nossa política e o porquê de eu votar #45.



Quero começar com um texto de Arnaldo Jabor, no Jornal ‘OTempo’ de Belo Horizonte/MG 

"A hora de a onça beber água
Dilma Rousseff: seu duro passado de militância e luta lhe deixou um viés de rancor e vingança, justificáveis. Ela foi uma típica “tarefeira” da VAR-Palmares e hoje, como tarefeira do PT, ela quer realizar o sonho de sua juventude. Por isso, quer estatizar o que puder na economia, restos de sua formação... (eu ia dizer “leninista”, mas é “brizolista”).Seus olhos fuzilam certezas sobre como converter (ou subverter) a pátria amada. Petistas e brizolistas acham que democracia é “papo para enrolar as massas”, como já declarou um professor emérito da USP; ela idealiza o antigo “proletariado” e despreza a classe média “fascista”, como acha outra emérita professora.Ela desconfia dos capitalistas e empresários, ela quer se manter no poder e virar o PT num PRI mexicano; ela finge ignorar a queda do muro de Berlim, o fim da Guerra Fria, ela ama o Lula, seu operário mágico que encarnou o populismo “revolucionário”.Conheci muitas “Dilmas” na minha juventude. As Dilmas eram voluntariosas, com uma coragem irresponsável diante da muralha da ditadura. Professavam uma liberdade mais grave do que os hippies da época; era uma liberdade dolorosa, perigosa, sacrificial, suicida, sem prazer, liberdade e luta. Até respeitável.Mas, para as “Dilmas” e os “Dirceus” do passado, a democracia era uma instituição “burguesa”. Ela se considerava e se acha ainda “membro” (ou “membra”?) de uma minoria que está “por dentro” da verdade, da chamada “linha justa” que planejava um outro tipo de “liberdade” (Lênin: “É verdade que a liberdade é preciosa; tão preciosa que precisa ser racionada cuidadosamente”).Ela se julgava e se julga superior — como outros e outras que conheci (inclusive eu mesmo — oh, delícia de ser melhor que todos; oh... que dor eu senti ao perder essa certeza...). Nós éramos os fiéis de uma “fé cientifica”, uma espécie de religião da razão que salvaria o mundo pelo puro desejo político — éramos o “sal da terra”, os “sujeitos da História”. Toda a luta progressista de hoje se trava entre a esquerda que amadureceu e ficou social-democrata e a esquerda que continua na ilusão de 63. A velha esquerda brasileira existe como nostalgia de uma esquerda que desapareceu.
Dilma foi executiva da comissão de frente que organizou a aliança de Lula com a liderança sindicalista-pelega e com a direita mais vergonhosa do país, liderada por Sarney et caterva. Como ela era “trabalhadeira”, Lula se impressionava com ela (ele que odeia o batente) e transformou-a em um “poste” que se revelou persistente no erro, com a típica burrice dos teimosos.E aí ela começou a governar com um medidas e táticas pretensamente “socialistas” em um país capitalista. Dá em bolivarianismo, esse terror contra o povo da Venezuela.A “clique” sindicalista que subiu ao poder nunca desistiu de seus planos; suas mentes são programadas para repetir as mesmas táticas. A esquerda velha continua fixada na ideia de “unidade”, de “centro”, de Estado-pai, ignorando a intrincada sociedade com bilhões de desejos e contradições.Muitos riquinhos e mauricinhos hoje dizem que votam na Dilma porque ela seria “contra a pobreza”. Não sabem de nada, tinham 10 anos quando FHC fez o Plano Real contra a vontade do PT e seus aliados. Hoje, esses mauricinhos se dão ao luxo de se sentirem de “esquerda” antes de irem para a balada.São absolutamente ignorantes sobre política e acham que o PT é um partido de “esquerda”, quando é claramente de “direita”.(“É a economia, estúpidos!” — James Carville, assessor do Clinton contra Bush). O povão do Bolsa Família não pode entender isso, mas esses babacas que estudaram deviam ser menos primitivos. Os petistas dão graças a Deus que muitos de seus eleitores não sabem ler. Por exemplo, eles não têm ideia do que seja o escândalo da Petrobras e do aparelhamento do Estado cleptomaníaco que foi montado. Não entenderam nem o mensalão, pois, como disse o Lula, “povo pensa que dossiê é doce de batata”. Votarão no escuro de suas vidas. Como se explica isso?Resposta: o país tem um movimento “regressista” vocacional. O verdadeiro Brasil é boçal, salvacionista, para gáudio dos seus exploradores. E o PT aproveita.A crescente complexidade da situação mundial na economia e na política os faz desejar um simplismo voluntarista que rima bem com o fundamentalismo islâmico ou com a boçalidade totalitária dos fascistas: “complexidade é frescura, o negócio é radicalizar e unificar, controlar, furar a barreira do complexo com o milagre simplista” (Lênin: “Qualquer cozinheiro devia ser capaz de governar um país”).O Plano Real, e uma série de medidas de modernização que abriram caminho para a economia mundial favorecer-nos, é tratado como se fosse uma política do governo atual, que só fez aumentar despesas públicas e inventar delírios desenvolvimentistas virtuais. Não houve um lampejo de reconhecimento pelo país que FHC deixou pronto para decolar e que foi desfeito (Stalin: “A gratidão é um sentimento de cachorros...”).Nesta eleição, não se trata apenas de substituir um nome por outro. Não. O grave é que tramam uma mudança radical na estrutura do governo, uma mutação dentro do Estado democrático. Querem fazer um capitalismo de Estado, melhor dizendo, um “patrimonialismo de Estado”. Para isso, topam tudo: calúnias, números mentirosos, alianças com a direita mais maléfica.Não esqueçamos que o PT não assinou a Constituição de 88, combateu a Lei de Responsabilidade Fiscal, foi contra o Plano Real para depois roubá-lo como se fosse obra do Lula. Alardeiam coisas novas que “vão” fazer, se eleitos de novo mas, pergunta-se: por que não fizeram nada durante 12 anos?É isso aí, bichos... Se Dilma for eleita, teremos o início de um bolivarianismo “cordial”. "

Já fui Brizolista, já votei em Lula e acredito que o governo tem que ter ações sociais... mas como disse Jabor, eu amadureci e me tornei Social-Democrata... acho que devemos fazer o social mas pensando na economia, macro e micro, não devemos nos ater a Cuba, Venezuela e nossos países pobres, devemos pensar e aprender com os grandes que sabem pensar no todo, como os Americanos, os Ingleses e os Alemães...
“a esquerda que amadureceu e ficou social-democrata”
Vivi na época em que a inflação era horrível e não sabíamos quanto iríamos gastar, de tanto que os preços aumentavam... agora estamos revivendo, em pequena escala, um pouco disso, em um mês os preços das coisas básicas, que compramos sempre se alteram a olhos vistos... e nossa presidenta diz que a inflação está sob controle (MENTIRA!)


O plano real, criado por Itamar e FHC em 1994
E FHC e o PSDB só não fizeram mais pelo Brasil porque o PT como oposição não deixou o governo fazer mais, mas mesmo assim criaram várias coisas boas ou pelo menos iniciaram alguns dos projetos sociais que hoje o atual governo diz que não tem nada a ver com os programas de FHC, mas basta ler o início da Lei do Bolsa Família que vemos mais uma mentira da Dilma.


Já fui empresária e sei o que a carga tributária (os impostos) podem fazer com as empresas e com cada um de nós cidadãos brasileiros que pagam os impostos, que sustentam os programas sociais  e as roubalheiras do governo, é difícil se manter ativo, empresas (empregadores) e cidadãos.





Entre tantas obras prometidas, iniciadas e inacabadas em 12 anos de governo do PT a que é triste para todos os brasileiros, principalmente o povo nordestino que o governo diz ajudar, mas só dando bolsa-família... é a Transposição do Rio São Francisco... tão mal planejada que uma das nascentes do Rio São Francisco está seca, por causa da seca que assola o sudeste e porque o governo deveria ter pensado em prevenção e educação da população ribeirinha.


Quero dizer que nenhum governo é perfeito... mas posso dizer que Aécio Neves fez dois excelentes governos em Minas Gerais, tomou sim medidas ‘impopulares’ como diminuir o número de secretarias, um excesso de empregos públicos sem concursos e que oneravam os cofres mineiros. Mas fez muito em educação, em saúde e estradas e pensou e agiu na região mais pobre de Minas, o Vale do Jequitinhonha.


Um vídeo com alguns dos artistas que apoiam Aécio Neves:


Gostou do que viu aqui e quer saber mais? Vá às propostas de Aécio para mudar o Brasil.

E termino com uma citação de Abraham Lincoln um grande estadista mundial:






Vamos nos unir como Brasileiros que somos, independentemente do credo, cor, opção sexual, conta bancária, local do Brasil onde moramos, precisamos de mudança... para que não sofremos mais do que já iremos sofrer no próximo ano, independente de quem será o próximo presidente... mas para que 2016 e os próximos anos sejam melhores precisamos de um novo rumo.

Por isso sou Aécio...

Para quem quiser ir mais a fundo sobre os planos do PT/Dilma, leiam o que o grande tributarista mineiro Sasha Calmon diz em seu blog.
Não entendi como o eleitorado mineiro pôde votar em Dilma em detrimento de Aécio – ela tão ingrata para com Minas. A novidade é que o PT tornou o governo o grande coronel dos grotões (coronelismo de Estado). Aécio quer, por lei, transformar o Bolsa Família em política de Estado, e não de governo. Neves e Anastasia, por 12 anos, nos governaram com ética e competência. Se não votarmos em massa no segundo turno, não vejo como evitar a derrota da esperança no porvir da Nação que esses mineiros representam, a exemplo de São Paulo, estado desenvolvido, onde Aécio teve o dobro dos votos do PT.

Divido com vocês um vídeo que recebi, não sei a autoria, mas concordo em gênero, número e grau... gostei da brincadeira com as palavras Presidenta... e tantas outras que terminam com 'ente'.


E ainda para complementar, um trecho de um texto que recebi por email:

Por que a popularidade de Dilma caiu? Por causa de uma combinação de três fatores:
1- A economia. O país está entrando em uma recessão. O aparelho produtivo não está crescendo, e as exportações estão em queda por causa do desaquecimento da economia chinesa. Tudo era uma miragem. O Brasil não estava fazendo bem o seu trabalho; os chineses estavam. Assim que a China reduziu seu crescimento por um ou dois pontos, o crescimento do Brasil estagnou. Com um PIB anual de pouco mais de 12.100 dólares per capita, o país estava criando menos riqueza por habitante do que seis outras nações latino-americanas, incluindo a vizinha Argentina, Uruguai e Chile. É verdade, em volume, o Brasil tem oitava maior economia do mundo, mas a sua per capita ocupa a posição 105 e seu crescimento 137. A produtividade do Brasil é de 50% da do México e 18% da dos Estados Unidos. Isso é devido ao protecionismo e à enorme burocracia. O país ocupa o 100º no Índice de Liberdade Econômica, entre Gabão e Benin.
2 - Corrupção. A percepção geral é de que os governos do Partido dos Trabalhadores tem sido o mais corrupto da história recente do Brasil. Segundo a Transparência Internacional, quando Lula assumiu o Brasil estava no lugar 69 em todo o mundo. A pesquisa mais recente mostra-o no lugar 72. O mais recente escândalo envolve a (ex-) prestigiosa Petrobrás, empresa de petróleo e gás do governo. Ela é um esgoto de corrupção. De acordo com as revelações de ex-executivo da Petrobrás Paulo Roberto Costa, a empresa deu ao partido de Dilma 3% de todos os contratos celebrados.
3 - Terceiro-mundismo. Apesar da disparidade entre o sul desenvolvidos e os pobres do nordeste, a Belíndia (a combinação de Bélgica e Índia) descrito pelo economista Edmar Lisboa, os brasileiros sempre tiveram uma tendência em se aproximar dos ocidentais. O Brasil foi o único país latino-americano a lutar na Primeira Guerra Mundial contra os alemães e austríacos, embora modestamente. Assim, muitos brasileiros não gostam da relação do Partido dos Trabalhadores, hoje, com o Irã, Rússia, Cuba e Venezuela, bem como o patrocínio do Foro de São Paulo, uma espécie de internacional radical, anti-ocidental, anti-mercado e anti-EUA.
Mas há mais no campo internacional. Se Neves ganhar a eleição, sua vitória seria um sinal de alerta para os países do chamado socialismo do século 21 e um aviso claro de que a tendência ideológica estridente e neopopulista que arruinou a Venezuela, está chegando ao fim.O tsunami também atingiria a Argentina nas eleições do próximo ano, ajudando a acabar com a estrutura populista da presidente Cristina Fernández Kirchner. Idem para a Bolívia, onde o presidente Evo Morales perderia um grande aliado que não se importava que a cocaína a partir de seu país entrasse no Brasil em toneladas.

Espero que com este post eu consiga convencer pelo menos uma pessoa indecisa a votar em Aécio e fazer valer a mudança que o BRASIL NECESSITA URGENTE!

2 comentários :

Postar um comentário

Adoramos saber o que você está achando dos posts e do blog...

Se você conhece o livro, por favor... ao comentar não diga o que acontece... isso é spoiler!

Deixe seu nome e/ou twitter.