Resenha by @beetarodrigues - O Morro dos Ventos Uivantes - Emily Brontë - @luadepapel_BRA



Olá galera!


O livro que venho resenhar hoje é um clássico, e está dentro do desafio que aos poucos eu vou contribuindo. Provavelmente é conhecido por muitos, e não sei se foi lido por muitos.

Eu vou admitir logo, só fui comprar pra ler, depois de ler Crepúsculo (sim, podem me julgar). Eu já tinha ouvido falar da história, já sabia do filme e tudo mais, mas nunca tinha tido curiosidade para ler. Mas depois de ler Crepúsculo, eu precisava entender o que a Bella e o que o Edward falavam, e porque de algumas comparações e tudo mais. E a edição que eu comprei foi justamente a capa especial que fizeram depois do sucesso de Crepúsculo.



Enfim, vamos falar sobre o livro logo.

Sinopse

Na fazenda chamada Morro dos Ventos Uivantes nasce uma paixão devastadora entre Heathcliff e Catherine, amigos de infância e cruelmente separados pelo destino. Mas a união do casal é mais forte do que qualquer tormenta: um amor proibido que deixará rastros de ira e vingança. "Meu amor por Heathcliff é como uma rocha eterna. Eu sou Heathcliff", diz a apaixonada Cathy. O único romance escrito por Emily Brontë e uma das histórias de amor mais belas de todos os tempos, O morro dos ventos uivantes é um clássico da literatura inglesa e tornou-se o livro favorito de milhares de pessoas.

Resenha

Então, é difícil começar a falar sobre esse livro. Primeiro, porque é muito controverso. Eu li algumas resenhas pelo mundo dos blogs, e não tinha um consenso. Uma coisa é certa, ou amam ou odeiam. Vou contar um pouco da história e dizer minha opinião.

Mr. Earnshaw, pai de Hindley e Catherine, em uma de suas viagens a negócios, traz uma criança cigana para casa, no Morro dos Ventos Uivantes , e se tornou seu ‘filho’ preferido, a quem mimou enquanto viveu. Tudo muda quando o patriarca morre, e Hindley se torna o chefe de família. Totalmente enciumado pela preferência que o pai tinha por Heathcliff, resolve tratá-lo como escravo e com total desprezo. Catherine e ele, crescem muito apegados, porém este, por causa de todo o desprezo e sofrimento que Hindley lhe causa, com o tempo se torna um selvagem, com maus modos, afastando Cathy.

Ela então se casa com Edgar Linton, um vizinho deles. Heathcliff, com ciúme e raivoso resolve sair de casa e desaparece por algum tempo. 

Anos depois, completamente mudado, Heathcliff volta, com sede de vingança contra todos que maltrataram ele, e fizeram que com que Catherine se separasse dele. E o livro vai contar exatamente o que ele vai fazer para conseguir a vingança dele, e como vai ficar o relacionamento dele com a Cathy, depois de tanto tempo separados.

Realmente, não é uma história de amor fofa e linda, felizes para sempre. Não, não é. Por isso, é ponto de divergência. Muitos querem ler um conto de fadas, e se depara com um livro, em que mostra o que o rancor pode fazer com alguém, e como amor pode se tornar tão obsessivo.

Primeiramente, preciso dizer que encarei o amor deles uma coisa muito forte, e que fatores exteriores acabaram transformando todo o destino dos dois.

Eu adorei e me emocionei em muitas partes. Recomendo a todos que quiserem ler um pouco de clássico, um pouco de romance sem clichês e que formem a sua opinião e me digam depois.

Vou botar um videozinho com cenas do filme, pra vocês entenderem um pouco mais. Já fizeram várias edições, mas eu só vi a de 1992, e adorei, gostei de como adaptaram e dos atores.



0 comentários :

Postar um comentário

Adoramos saber o que você está achando dos posts e do blog...

Se você conhece o livro, por favor... ao comentar não diga o que acontece... isso é spoiler!

Deixe seu nome e/ou twitter.