Minhas impressões: A outra Rainha - Philippa Gregory @Editora_record


A outra Rainha é um livro diferente do que eu imaginava que era, mas mesmo sendo diferente, gostei muito. A autora Philippa Gregory é especialista em Romances Históricos, e seus livros, ao menos este único que li, são basicamente História, Historia romanceada, parte ficção, parte realidade, o que realmente aconteceu.

"(...) o romance se baseia pesadamente em registros históricos. Mas também, como sempre, quando havia questões controversas, decidi de acordo com a minha própria opinião sobre a evidência, e quando há uma lacuna nos registros históricos, invento, como qualquer romancista, uma ficção que explica os fatos conhecidos." Explicação da autora (pag 418)

Sinopse

Leia um trecho

Minhas impressões

O livro narra uma parte da História Inglesa (1568 a 1587) quando a Rainha Mary Stuart, prima da Rainha Elizabeth, perdeu seu trono na Escócia, e fugiu para a Inglaterra, mas não encontrou o apoio que achou que encontraria, por parte da prima. Elizabeth era orientada, 'pau mandado', por William Cecil, um homem de origem humilde, um não nobre, com um poder desmedido dentro da Corte Elizabetana, mas um homem atormentado pela desconfiança, e que fez grande feitos, mas grande maldades na Era Elizabetana. No período em questão houveram várias crises que a Rainha Elizabeth I teve que viver, principalmente relacionada às dificuldades da população inglesa aceitar a imposição da religião protestante, 'criada' por seu pai o Rei Henrique VIII, e deixar o catolicismo. Principalmente o povo do norte da Inglaterra, mais próximo da Escócia, onde a Rainha Maria I, que é católica e que em determinado momento se alia a alguns lordes ingleses e criam uma 'rebelião' contra a Elizabeth I, em favor de Maria I e sua restituição ao trono escocês. 


Cada capítulo é narrado sob o ponto de vista de um personagem, ora é Bess de Hardwick, a Condessa de Shrewsbury.. , ora é George Talbot, o próprio Conde de Shrewsbury e ora a Rainha Maria I, da Escócia.

"A história dessas personagens é uma tragédia bem no centro de uma época dramática. Suas esperanças e decepções mútuas têm como cenário a grande insurreição do norte que visava libertar Maria I da Escócia, restituí-la a seu trono escocês, garantir a sua herança do trono da Inglaterra e prover liberdade de religião para os católicos. Se tivessem triunfado - como parecia certo que aconteceria -, a Inglaterra elisabetana teria sido um lugar diferente." Explicação da autora (pag 418)


Estes três personagens/narradores tem suas vidas entrelaçadas quando George e Bess, recém casados, apesar de viúvos e mais velhos, recebem a importante tarefa da Rainha Elizabeth I, de hospedar e proteger a Rainha dos Escoceses - Maria I - e posteriormente, levarem até a Escócia... mas esta hospedagem se prolonga por anos... e cada um deles tem que lidar com suas dificuldades.  E através de suas narrações vamos conhecendo sentimentos, desejos, raivas, armações, felicidades, tristezas, decepções de cada um deles.

"Abomino pensar nessa guerra. Achei que Deus me chamaria para defender minha terra dos espanhóis ou dos franceses, mas nunca sonhei que acabaria lutando contra ingleses como eu. Ameaçar um compatriota, um homem que foi meu amigo durante toda a minha vida irá partir meu coração." pag 200


Várias vezes sofri com Maria I e a forma como uma jovem criada para ser a Rainha de três países (França, Inglaterra e Escócia) por sangue ou casamento, se vê sem nenhum dos tronos, prisioneira de sua própria prima, que por sua vez armou para conseguir estar no trono pertencente ao seu pai Henrique VIII, visto que ela (Elizabeth) era filha bastarda do mesmo com Ana Bolena (uma história de livros anteriores da autora e que já virou filme A outra com Natalie Portman no papel de Ana e Eric Bana no papel do Rei Henrique VII). Maria tem seu filho arrancado de sua vida, pelo irmão que rouba o filho e o trono da Escócia, tem que viver entre fofocas, desonra e presa por causa da inveja (à sua beleza) e medo (de perder o trono) da rainha Elizabeth e seu homem de confiança Cecil.

"De súbito, estamos todos ameaçados pelo novo impulso de Elizabeth, pela nova maquinação desse astuto conspirador Cecil. De modo geral, este verão, que parecia tão lânguido e agradável, revela-se, de repente, cheio de perigo e urgência." pag 307

Em outras vezes fiquei com raiva de Bess e a importância que dava ao dinheiro, seus bens e seu coração endurecido pela vida. Mas até Bess às vezes, poucas vezes na verdade, sofria por Maria. 

"Incomodada, não digo nada. Estou dividida. Ela tem o direito de ser mandada de volta à Escócia, Deus sabe que ela tem o direito de ser nomeada herdeira do trono da Inglaterra. É uma mulher jovem com poucos amigos, e não consigo deixar de sentir pena dela." pag 139

Mas o mais interessante da história é a forma como George o Procurador Real, um nobre cujo maior orgulho é servir com honra e sinceridade aos Reis Ingleses, se vê encantado e apaixonado pela Rainha Maria, e mesmo que este amor não se concretize, pelo menos durante o livro, é apenas uma amor platônico, ele passa todo o livro entre a lealdade à sua Rainha Elizabeth, da Inglaterra e sua Rainha, do coração, Maria da Escócia. 

"Eu não o condeno. Como poderia? Ela me seduziu, como seduziu a ele. Eu a desejei, como ele a desejou. (...) Fui muito mais tolo do que ele. Eu simplesmente quis servir a ela. Nunca nem mesmo quis uma recompensa. Não me importei com o custo. Eu só quis servir a ela." pag 371

Adorei conhecer mais sobre a História Inglesa e principalmente sobre este período que eu nem sabia que existiu. Um livro com muita história e sentimento. ENCANTADOR!!!!


Além deste livro... que na realidade é o 6º em ordem cronológica na Série 'A Corte dos Tudor':


A Princesa Leal  
The Constant Princess sobre Catarina de Aragão, a primeira esposa de Henrique VIII


The Other Boleyn Girl sobre Maria Bolena, a irmã de Ana Bolena, que foi uma das amantes de Henrique VIII. (Inspiração para o filme A outra, citado acima).


The Boleyn Inheritance - sobre Jane Bolena, a cunhada de Ana Bolena.


The Queens Fool - sobre Mary Tudor, a filha de Catarina de Aragão e Henrique VIII.


The Virgin's Lover - sobre o início do reinado de Elizabeth I, a filha de Henrique VIII e Ana Bolena.


The Other Queen  Este livro... as capas nacionais são muito mais lindas que as originais...
capa original



No Brasil a Editora Record já lançou todos e mais dois de outras séries. Veja aqui os livros de Philippa Gregory lançados no Brasil

0 comentários :

Postar um comentário

Adoramos saber o que você está achando dos posts e do blog...

Se você conhece o livro, por favor... ao comentar não diga o que acontece... isso é spoiler!

Deixe seu nome e/ou twitter.