Minhas impressões - Resenha tripla Gregor - Suzanne Collins @galerarecord #3vezesGregor

Desta vez vou fazer uma resenha diferente, uma resenha tripla, sim, tripla, falarei dos 3 livros já lançados no Brasil… #3vezesGregor por isso vai ser uma resenha diferente, espero que vocês gostem.


Suzanne Collins, é a autora de Jogos Vorazes, criou esta série antes de Jogos Vorazes, e ela foi escrita para um público mais jovem... mas como em Jogos Vorazes existe muita ação e aventura... aventuras eletrizantes, em inglês a série se chama 'The Underland Chronicles' (As Crônicas do Subterrâneo).



 O primeiro livro da série Gregor foi lançado originalmente em inglês em 2003… a série conta a história de um menino de 11 anos, Gregor, que vive em Nova York com sua mãe, avó e duas irmãs, Lizzie e Boots, que na realidade se chama Margareth, seu pai sumiu há 2 anos, sete meses e alguns dias… e agora Gregor tem que ajudar a mãe…


"Mas desde a noite em que o pai dele desapareceu, o papel de Gregor na família havia mudado. Ele era o mais velho, então tinha que cumprir várias tarefas. Cuidar das irmãs mais novas era uma grande parte delas." pag 11 (Gregor - O Guerreiro da Superfície)



Bartholomew de Sandwich foi um humano que liderou outros ao subterrâneo, abaixo de Nova York e fundou Regália, a cidade de pedra onde vivem os humanos subterrâneos, de olhos violetas e peles tão branca que são quase translúcidas, onde existe uma sala.
"quando morreu deixara para trás uma sala de pedra cujas paredes estavam completamente entalhadas com profecias, suas visões do futuro. E não apenas os humanos, mas todas as criaturas do Subterrâneo acreditavam que Sandwich tinha sido capaz de prever o que estava por vir." pag 30 (Gregor - A Profecia de Sangue)


Em cada um dos livros Gregor tem que lutar, viver e vencer as profecias:

  1. Profecia cinzenta
  2. Profecia da Perdição ou de Bane
  3. Profecia de sangue


No subterrâneo existem os humanos/regalianos, dentre os regalianos os mais cativantes são Vikus, Luxa, Henry, Nerissa, Howard, Mareth, Solovel, Dulcet, apenas para citar alguns… e além deles existem os morcegos (voadores) que são amigos/aliados dos humanos, alguns deles inclusive são vinculados, são tão amigos que formam uma parceria que chega a ser quase uma simbiose… os morcegos tem nomes gregos: Aurora, Ares, Pandora, Andrômeda, Athena, Nike, Eurípedes entres outros.

Além dos humanos e morcegos há os ratejantes, que são baratas enormes ('bichos gandes' como diz Boots), que são meio que a escória do subterrâneo, ninguém quer os rastejantes como amigos… mas eles adoram Boots, a chamam de princesa... e a protegem por onde quer que ela esteja... temos Temp e Tick.

Há ainda os Ratos, também gigantes, que são os inimigos dos humanos. Mas a cada profecia (livro) Gregor está com pelo menos um rato ao lado (meio que como aliado) em sua trajetória para conseguir vencer a profecia. Temos Ripred, Twitchtip, Mange e Lapblood que nos cativam e irritam… pelo menos nestes três primeiros livros...



"Se as baratas falavam e os morcegos jogavam bola, então provavelmente havia uma vaca pulando uma lua em algum lugar também. Ele suspirou ao imaginar o velho livro de contos infantis dentro da caixa que ficava ao lado do berço de Boots, em casa." pag 53 (Gregor - O Guerreiro da Superfície)


Há outros seres grandes que são coadjuvantes na longa aventura que é a série Gregor… como as aranhas, as formigas, camundongos e outros.



 No primeiro livro... Gregor se descobre o Guerreiro da Profecia cinzenta e com Boots e mais algumas criaturas e humanos partem em busca do seu pai, que está preso há tanto tempo no Subterrâneo, e vivem aventuras e desventuras que faz sofrer e crescer...

"-É bom que nós tenhamos nos entendido. Necessidade mútua é um vínculo forte. Mais forte que a amizade, mais forte que o amor." pag 213 (Gregor - O Guerreiro da Superfície)







O segundo livro foi lançado em 2004, em inglês, e é o retorno de Gregor e Boots ao Subterrâneo, desta vez para descobrir a Profecia de Bane ou da Perdição... nesta aventura ele reencontra alguns amigos e faz novos amigos... e como em todas as Profecias de Sandwich só entende a realidade no final...


"No breve momento em que ele se distraiu com seus pensamentos, Boots tinha desaparecido." pag 21 (Gregor e a Segunda Profecia)

As aventuras de Gregor e seus amigos os fazem fortes e os amadurecem de uma forma que por vezes nem lembramos que eles são crianças...

"Cada dia lá embaixo era mais um dia que a família dele passava sofrendo em casa. A cabeça do menino começou a se encher com imagens daquele sofrimentos; a doença do pai piorando, as noites sem dormir da mãe, a confusão de sua doce avó e o medo de Lizzie. O que estava acontecendo?" pag 157 (Gregor e a Segunda Profecia)


Apesar de Gregor sempre querer sair do Subterrâneo ele se preocupa com os novos amigos e acaba acreditando que é o Guerreiro e sabe que terá que voltar outras vezes.

"(... ) E você se lembra do presente que você queria me dar? Na última vez que estive aqui?- Esperança - Vikus sussurrou.- É. Não desista disso ainda, está bem? - Gregor aconselhou." pag 277 (Gregor e a Segunda Profecia)



 


O Terceiro livro foi lançado, nos países de língua inglesa, em 2005 e mostra mais um retorno de Gregor e Boots ao Subterrâneo, dessa vez para encontrar muita dor e sacrifícios... e buscar em mais uma jornada, desta vez, a cura para uma peste que assola os humanos, morcegos e ratos (os de sangue quente).

"-Você precisa descer de volta para aquele lugar - afirmou ela. Não era uma pergunta.
- Estou em mais uma profecia, vó - explicou Gregor e lhe mostrou o pergaminho.
- Então você precisa ir. Você pode até fugir, mas a profecia sempre o encontrará, de alguma forma - disse a avó." pag 61 (Gregor e a Profecia de Sangue)




Neste terceiro livro Gregor tem surpresas curiosas, felizes e tristes... ele e Boots descem levando mais um membro da família e na jornada ele encontra novos amigos...  e vai amadurecendo com todas as dificuldades.

" Enquanto seguia Ripred pela selva, Gregor se tocou de como o rato tinha sido legal. Geralmente ele ficava provocando o menino ou colocando-o para baixo. Mas Ripred parecia saber quando poderia forçar a barra e quando Gregor precisava mesmo de ajuda." pag 178 (Gregor e a Profecia de Sangue)

Os livros são envolventes e nos prendem na aventura… em momentos tensos, tristes, felizes… a minha emoção estravazou, principalmente no terceiro livro que chorei em diversas partes…


"Durante todo o tempo que passava no Subterrâneo, tudo o que Gregor queria era voltar para casa e para a família são e salvo." pag 238 (Gregor e a Profecia de Sangue)

Vou confessar algo, que talvez os fãs mais afoitos de  Jogos Vorazes não entendam… mas gosto mais da série Gregor, por não existir a distopia, a ditadura, existe a guerra entre humanos (Regalianos) e os ratos, mas não há a opressão entre os iguais, como hã em Jogos Vorazes… estou real e definitivamente assinando a carteirinha de fã de Suzanne Collins, é incrível sua criatividade, sua inspiração e a forma como nos cativa.

Já estou ansiosa pelo quarto volume da série... que chegará em agosto, na Bienal de São Paulo.