Cruzando o Caminho do Sol - Corban Addison - @Novo_Conceito - By @BeetaRodrigues


E ai, galerinha, tudo bom com vocês?

Antes de começar minha semana de provas, resolvi ler o livro que a parceria da Novo Conceito mandou para o blog resenhar. Quando vi a sinopse antes de lançar já tinha tido certo interesse. Mas realmente, esse livro me surpreendeu e me emocionou de uma maneira única.

Vou contar pra vocês o porquê. Espero que gostem!






Sinopse

Sita e Ahalya são duas adolescentes de classe média alta que vivem tranquilamente junto de seus familiares, na Índia. Suas vidas tranquilas mudam completamente quando um tsunami destrói a costa leste de seu país, levando com suas ondas a vida dos pais e da avó das meninas. Sozinhas, elas tentam encontrar um modo de recomeçar a vida. Mas elas não devem confiar em qualquer um... Enquanto isso, do outro lado do mundo, em Washington, D. C., o advogado Thomas Clarke enfrenta uma crise em sua vida pessoal e profissional e decide mudar radicalmente: viaja à Índia para trabalhar em uma ONG que denuncia o tráfico de pessoas e tenta reatar com sua esposa, que o abandonou. Suas vidas se cruzarão em um cenário exótico, envolto por uma terrível rede internacional de criminosos. Abrangendo três continentes e duas culturas, Cruzando o Caminho do Sol nos leva a uma inesquecível jornada pelo submundo da escravidão moderna e para dentro dos cantos mais escuros e fortes do coração humano.

Resenha

Sita e Ahalya, duas meninas da Índia, vêm sua vida virar de cabeça pra baixo em algumas horas. Quando um tsunami destrói a casa de verão de sua família, e leva também seus pais e familiares, elas percebem que só tem uma a outra, e precisam buscar um lugar para ficarem seguras. Mas a Índia não é um lugar onde se pode confiar em todos, e acabam parando em mãos erradas, e levadas para prostíbulos.

Enquanto isso, nos Estados Unidos, o advogado Thomas Clarke vive um dos piores momentos da sua vida. Prya, sua esposa acaba de voltar para Índia e o deixou sozinho, após a morte da filha, Mohini. E para completar, o caso de um milionário em que estava trabalhando, acaba tomando outro rumo, fazendo com que seu escritório perca o caso.

O pai de Thomas foi um influente juiz em Washington, e devido a sua grande importância, o chefe de Thomas, resolve não demiti-lo, e sim oferecer a ele um ano sabático, em que ele poderia ou tirar férias, ou fazer um intercâmbio em outro país, bancado pelo próprio escritório. Ele resolve então, ir para Índia, conhecer mais sobre o tráfico de meninas, e convenientemente, ir atrás da sua mulher.

O livro então começa a traçar a trajetórias das duas irmãs, por meio de lugares que elas nunca imaginavam que existiam, onde homens pagam qualquer valor para uma noite de prazer com mulheres, ou até meninas. Ao mesmo tempo em que traça o caminho de Thomas, até essas três vidas se entrelaçarem de uma forma mágica e emocionante.

É uma ficção, mas não deixa de realçar um mundo em que meninas e adolescentes deixam de ser crianças, deixam de aproveitar a infância, para viverem sem sonhos, sem esperança no amanhã. E como a justiça trabalha com esses acontecimentos. Será que na Índia, os policiais são confiáveis, ou até mesmo os julgamentos? Nesse ambiente, quem pode ter esperança?

Com uma mensagem linda, uma trama impactante e uma história marcante que não deixam a gente largar o livro até terminar! Um lançamento que ainda tem muito sucesso pela frente!

Citações

‘’Eram duas irmãs: Ahalya, a mais velha, tinha 17 anos e Sita, 15 anos.’’ P.11
‘’Assim que percebeu que toda a esperança estava perdida, Sita veio até ela e segurou sua mão. A sensação repentina do toque fez Ahalya entrar em ação novamente.’’ P.20
‘’Ahalya olhou uma última vez o seu quarto e se despediu com um inclinar da cabeça. Tudo seria deixado para trás.” P.22
‘’Faria o sacrifício que fosse necessário para que Sita encontrasse uma nova vida depois que findassem aqueles dias de horror. A existência de sua irmã lhe dava energia. Ela não podia falhar. ‘’ p.29
‘’ – Seja forte, florzinha – Ahalya respondeu usando o apelido favorito de Sita – Se mamãe estivesse aqui, diria a mesma coisa. ‘’ p.59
‘’O trabalho de um advogado é defender os interesses de seu cliente e deixar nas mãos de outras pessoas a decisão sobre o que é certo e o que é errado. ‘’ p.69
‘’O comércio de seres humanos constituía uma tragédia global, porém, do mesmo modo que o trabalho infantil e a epidemia de aids, era um assunto sem relevância no seu mundo.” P.78
‘’Ele queria sentir o aconchego de um corpo junto ao outro, sentir a unidade do amor transfigurada em paixão. Mas a mulher com quem sonhava não era ela. Era Prya. ‘’ p.81
‘’-Uma vez, alguém perguntou à Madre Teresa como ela lidava com a pobreza mundial. Sabe o que ela respondeu? ‘’Você lida com o que está na sua frente’’. Isso se aplica aqui também. Os acadêmicos falam em estatísticas. Nós contamos histórias. O que desperta maior interesse?’’ p.115
‘’ -Às vezes, eu não consigo entender os caminhos traçados por Deus. - Então, somos dois. ‘’ p.349

Buscando alguns vídeos no youtube, eu me deparei com esse, que o autor explica um pouco de como surgiu a ideia, a sua opinião, e algumas imagens da Índia pra ilustrar a resenha. E eu sempre acho válido ter algumas imagens ou vídeos pra ilustrar. E como foi um livro que eu gostei tanto, resolvi caprichar mais ainda nessa resenha!





Vejam o book trailer e quem puder, leia o livro, vale muuuuuuito a pena!