Hunger Games a filosofia por trás dos Jogos Vorazes - Lois H. Gresh @luadepapel_BRA #DominaçãoDistópica






Este livro faz parte da Dominação Distópica... é uma dos livros recebidos pela parceira/patrocinadora Lua de Papel... e é SIMPLESMENTE MARAVILHOSO.


o brilho do papel, em chamas, é MARAVILHOSO!



Sinopse by Skoob

Hunger Games: A Filosofia Por Trás dos Jogos Vorazes inclui fatos fascinantes sobre a ação em todos os três livros, uma reveladora biografia da autora e maravilhosas observações dentro dos temas principais e secundários da série – desde a natureza do mal, passando pelos armamentos e rebeliões, até sobreviver ao fim do mundo. É tudo que os fãs estavam esperando desde o primeiro livro!

No catálogo Leya/Lua de Papel


Minhas impressões


RESENHA SEM SPOILERS DOS LIVROS JOGOS VORAZES.


Como já disse anteriormente, aqui, eu li a Trilogia Jogos Vorazes em inglês. E ler 'Hunger Games - A filosofia por trás dos Jogos Vorazes' foi muito legal... por tantos motivos... quero esclarecer um ponto: quem não leu os livros Jogos Vorazes, os três, não leia ainda este livro, ele tem muitos spoilers de toda a série.

A autora faz uma revisitada não apenas na Trilogia de Suzanne Collins como de tantas outros livros distópicos, que Suzanne deve ter usado como inspiração, tais como: 1984 - George Orwell; Admirável Mundo Novo - Aldoux Huxley e Fahrenheit 451 - Ray Bradbury, clássicos distópicos, que preciso ler urgente. Lois vai fazendo no 2º capítulo - 'Regimes Repressores e Rebeliões' uma comparação entre a trilogia e esses clássicos.

"Em geral, a ficção distópica retrata um mundo sombrio em que basicamente não há esperança para nada. A distopia não é um lugar divertido para viver: as pessoas são oprimidas, desumanizadas e aterrorizadas. Normalmente o governo é altamente centralizado e totalitário. A trilogia Jogos Vorazes é um exemplo de ficção distópica que se encaixa em tudo isso." pag 27


Em cada capítulo Lois fala, descreve historicamente não apenas a literatura como cientificamente determinados assuntos... como a 'Fome' no 3º Capítulo... e ela fala sobre a importância do 'pão' de Peeta na vida de Katniss e na vida de Peeta e Katniss...

"A fome assola as pessoas do Distrito 12. Assim como quase todos os que não vivem na Capital de Panem. A fome é um tema constante nos três livros da série Jogos Vorazes" pag45


"Infelizmente, crianças com fome estão entre nós desde sempre. É horrível quando adolescentes e adultos morrem de fome. Quando são bebês e crianças pequenas, é quase insuportável de pensar." pag 49

Depois no Capítulo 4 'Tributos' ela fala sobre a semelhança das arenas romanas com a Arena dos Jogos Vorazes, e também em como Roma serve de inspiração para Suzanne Collins na Trilogia.

"A maioria dos fãs da série Jogos Vorazes deve saber que ao usar a frase 'Panem et Circenses' a autora faz referência a 'Pão e Circo' da Roma antiga. (...) Em uma entrevista para a Scholastic Books, Suzanne Collins explica que mandou 'os tributos para uma versão atualizada dos jogos de gradiadores romanos, o que mostra um governo implacável que lança as pessoas à morte como forma de entretenimento. O mundo de Panem, especialmente a Capital, está cheio de referências a Roma." pag 49

A descrever sobre a Roma antiga Lois conta a história da época...

No capítulo 5 'Armas' a autora descreve cada tipo de arma que existiam na arena dos Jogos Vorazes... e conta detalhes históricos mesclando com os livros sobre cada um dos tipos. Claro que para mim a melhor descrição foi a do 'Arco e flecha' que é a arma de escolha de Katniss.

"Arcos e flechas... os combates, a caçada, e a escolha prazerosa de Katniss Everdeen. Se não fosse por sua destreza com arcos e flechas, a família dela não sobreviveria à fome, ela não escaparia com vida dos Jogos e a maioria dos seus amigos estaria morta." pag 88

Em 'Tortura e execução' o 6º capítulo vemos como a maldade de governos ditatoriais é enorme e a autora vai descrevendo todas as formas de torturas, a fim de manter um controle na população, o governo de Panem (Capital) faz com seus habitantes... em todos os livros da série.

Para esta parte nem vou postar citações...

No 7º Capítulo a maldade continua... 'A Natureza do Mal' aqui mais uma vez a autora mescla ciência e história e as coisas que acontecem nos livros...

"A noção do mal tem suas raízes nas antigas fontes religiosas. Por exemplo, o fato de o Antigo e o Novo Testamento usarem essa palavra centenas de vezes, mas incluírem sob a egíde do mal todos os tipos de comportamentos imorais e más ações." pag 121

"Um psicopata é bem diferente de um psicótico' pag 127


'Crianças Assassinas' é o 7º Capítulo há uma reflexão da autora sobre o quanto a crianças podem ser ou se transformar em assassinas...

"Tem algo profundamente perturbador na ideia de crianças assassinas, seja nas arenas de Jogos Vorazes, nas antigas lutas de gladiadores ou em guerras de adultos. O humanitários dizem que deveria ser um crime de guerra os adultos alistarem crianças argumentando que crianças inocentes e vulneráveis são manipuladas e enganadas a se alistarem, recebendo armas leves que se transformam em máquinas de matar." pag 133


Em 'O Hype em relação ao conteúdo' o 9º capítulo vamos percebendo o que o Hype - aquilo que está moda, que está sendo comentado por todos - são 'máscaras' que as pessoas acreditam, como a imprensa, ou no caso da série Jogos Vorazes, o governo... podem levar as massas a acreditarem em falsas realidades...

"Quantas pessoas assistem a reality shows? É a vida como ela é de verdade ou tem um pouco de ficção ali?" pag 143
É o que vemos acontecendo com Katniss e Peeta ao longo da série Jogos Vorazes, eles devem 'passar a imagem' que a população e o governo quer... e na vida... ao assistirmos tantos reality shows de grande audiência mundial, será que o que acompanhamos na mídia e nos programas é real ou falso?


No capítulo 10 a autora fala da inspiração de Suzanne Collins na mitologia grega... em como a história de 'Teseu e o Minotauro' a influenciaram para criar Jogos Vorazes. E conta a história de Teseu.

"Numa famosa entrevista, Suzanne Collins nos diz que o antigo mito de Teseu e o Minotauro serviu como uma 'influência significante' para a série Jogos Vorazes. Ela disse que via Katniss como um Teseu do futuro." pag 155

Em 'Instintos de sobrevivência e estratégia' o 11º capítulo Lois vai descrevendo as técnicas de sobrevivência conhecidas na humanidade e fazendo um paralelo de como elas foram usadas por Suzanne Collins na série Jogos Vorazes, em como Katniss tem instintos de sobrevivência e estratégias para se defender e defender aqueles que ama.

"Temos a sensação de que Katniss está vivendo em tempos medievais, mas ao mesmo tempo temos certeza de que não estamos nessa época. As pessoas são executadas pelos Pacificadores por qualquer razão. Todos passam fome o tempo todo, até mesmo as pessoas do governo." pag 160
E fala sobre a sobrevivência durante os Jogos Vorazes e também nas dificuldades fora dos Jogos... na vida de cada um dos cidadãos de Panem.


No 12º capítulo 'Remédios e venenos' vamos recordando a mãe de Katniss, que é uma especialista em ervas, e é no Distrito 12 a curandeira... e também em como as ervas e venenos podem ser parecidos e como isso ajudou Katniss durante a série Jogos Vorazes.

"A mãe de Katniss é uma especialista em medicina herbal, basicamente a curandeira do Distrito 12. A sorte deles é que ela sabe o que está fazendo ao usar as plantas e que seu métodos não estão ligados a Deus, deuses ou espíritos." pag 177

O 13º capítulo é sobre 'Mutações e outros híbridos' a autora faz uma análise das mutações que Katniss só vai conhecer durante os Jogos Vorazes, inclusive a autora se pergunta como ninguém sabia da existência das mutações apenas assistindo aos Jogos pela TV... vejam as manipulações que são feitas para o público, durante as edições... E também fala dos pássaros híbridos, como os tordos 'Monckingjay' que são uns dos símbolos mais importantes da trilogia Jogos Vorazes.

"Os tordos são conhecidos por repetir músicas. Eles copiam os sons de vários outros pássaros e podem passar de um som para outro." pag 185

No 14º Lois H. Gresh descreve 'Mais ciências diferentes' toda a ficção científica e também as ciências já possíveis de existir... em um futuro até mesmo próximo...

"A série Jogos Vorazes contém bastante ciência especulativa, que é algo tradicional em ficção científica, e alguma das coisas mais óbvias são as mutações. Mas os livros também incluem formas de ciência que já existem ou existirão em um futuro bem próximo." pag 189

No último capítulo 'Mapa e curiosidades' a autora, acho que não foi a autora, e sim a edição brasileira, mostra ou dá pistas de como poderia ser o mapa de Panem e fala sobre as traduções da série, na realidade sobre a tradução no Brasil... comentando sobre as alterações nas traduções.


No meio do livro há imagens de cenas do filme Jogos Vorazes... eu acho que a Editora deveria ter imprimido em papel couchê para que elas ficassem mais bonitas. Mas a edição do livro é maravilhosa... as imagens tanto as coloridas quanto as em PB são muito boas... um livro que deve ser lido e guardado com muito carinho por todos os fãs da Série Jogos Mortais.


Vejam aqui uma entrevista da autora, Lois H. Gresh, falando sobre Jogos Vorazes e este livro.

PROMO

E agora, como na Dominação Distópica sempre tem promoção para todos... participe para concorrer a uma exemplar do livro... e como neste mês de abril o Distrito 1 - Literalmente Falando é quem 'manda'... vc ganha mais pontos ao seguí-lo no Twitter.

A promoção começa hoje e vai até o dia 02 de maio.

a Rafflecopter giveaway