A arte de quebrar vidro - Matthew Hall - @EditoraBertrand - Novidades - Desafio de Clássicos


Olá!
Como todas as resenhas, vou ser sincera! Preciso confessar algo não muito bonito, hahah. Esse livro que vou resenhar hoje, eu me interessei pelo título! Isso, sem nem mesmo ler a sinopse, sem nem mesmo conhecer o autor, nada. Um dia perdida na Saraiva, dando uma olhada rápida, virada com a cabeça de lado, fui passando pelos títulos, e vi esse. ‘ A arte de quebrar vidro’.

Não errei em querer adquiri-lo pelo título. Ao ler a sinopse tive a certeza que eu ia gostar e que fazia meu estilo, e que eu precisava tê-lo. Mas nada é tão fácil pra quem não é rico. O livro novinho custava 65 reais. Isso mesmo! Fui deixando pra depois, e ano passado encontrei em um sebo perto de casa pela metade do preço, e como tinha levado outros meus antigos para vender, acabou saindo muito barato!

Toda minha perseguição por ele valeu a pena! E vou contar pra vocês o porquê.





Sinopse

Bill Kaiser é um gênio da eletrônica, um expert em demolições. Um homem que não permitirá que nada o detenha em sua luta pela justiça social e sua vingança particular. O problema é que ele pode ser louco. E a enfermeira psiquiátrica Sharon Blautner é a única pessoa que pode detê-lo. Desde a palpitante cena de abertura até seu explosivo climax, este livro transporta o leitor para uma viagem de montanha-russa, onde as surpresas e os choques se sucedem em rápida sequência.

Resenha

Sharon Blautner é uma enfermeira da emergência psiquiátrica que há pouco tempo perdeu marido e filho. Mesmo sem muitas esperanças, consegue ir seguindo sua vida, e o que ela realmente gosta de fazer é ir para o trabalho. Ela escuta cada paciente que chega com suas maluquices e histórias bizarras, ela dá atenção a todos, e faz de tudo para ajuda-los.

Um paciente que parecia ser apenas mais um esquizofrênico transforma completamente sua vida. Bill Kaiser, depois de ser encontrado pelado em um prédio, com os pulsos cortados e outros lugares além, vai para a emergência psiquiátrica para se tratar.

Ele consegue chamar a atenção de Sharon, e os dois têm uma relação muito interessante. Ele se vê contando pra ela partes da sua vida que ninguém sabia, e o mesmo acontece com ela.

Na verdade, Bill tem um plano muito maior, e Sharon ter entrado na sua vida, tornou tal plano muito melhor de ser organizado e arquitetado. Ele consegue envolver em todas suas loucuras, e ao mesmo tempo prejudica, e a protege.

Ela se vê sem saída a não ser ajuda-lo, e tentar proteger as pessoas dele.

O livro é realmente eletrizante. Ainda não tinha lido nenhum thriller, e realmente, eu curti bastante. Valeu a pena eu ter perseguido.  Foi mais um dos meus achados em sebos, de alguns anos atrás, mas que mesmo assim conseguem cativar bastante!

Citações

‘O truque era não pensar. (...) O truque, ele sabia, era esvaziar a mente. Completamente. ’ – pág 11
‘O mais engraçado é que, no momento em que se cortava, tudo lhe parecia perfeitamente lógico. ‘ pág 20
‘Para Sharon, hoje, o mundo inteiro era feito de areia. E a areia pode se desintegrar a qualquer momento por qualquer motivo. ‘ – pág 24
”Ela sorriu, e Bill pensou: ‘P@#$, essa aí não é das mais burras’. ‘’ – pág 30
‘Sharon o observou e sentiu o golpe de empatia que sentia sempre quando se confrontava com alguém que estivesse experimentando dor. ‘ – pág 40
‘’- Estava pensando que já havia bundões demais neste mundo. (Bill) ‘ – pág 42
‘- Bem, então por que ele está fazendo essas coisas? (...)- Porque ele me ama – disse finalmente, pois esta era a verdade. (Sharon)’ – pág 202

‘-Bem, acho que começo a entender um pouco mais como é o amor. ’ (Bill) – pág 332

NOVIDADE !

Sei que todas aqui curtem bastante romance, Nora Roberts e Richelle Mead, e clássicos? O que acham?
Então, eu estou com vários aqui em casa e vou participar de um desafio de clássicos, criado pelo Cultivandoaleitura , com 20 tópicos, com resenhas de 15 em 15 dias! E aceito sugestões, ok? Quem quiser saber mais, clica aqui que ela explica direitinho como vai ser! Espero que gostem!



1- Qualquer clássico do séc. XVII ou anterior11- Um clássico francês
2- Qualquer clássico do séc. XVIII ou XIX12- Um clássico alemão
3- Um clássico a sua escolha.13- Um clássico russo
4- Um clássico de mistério/terror.14- Um clássico italiano
5- Um clássico da ficção científica.15- Um clássico brasileiro
6- Um clássico romance.16- Um clássico vencedor do Pullitzer.
7- Um clássico infantil.17- Um clássico vencedor do Nobel.
8- Um clássico com nome próprio de título18- Um clássico contemporâneo.
9- Um clássico americano19- Contos clássicos
10- Um clássico inglês20- Um clássico sugerido pelos leitores.