Um outro olhar #12: Resenha by @BeetaRodrigues e @BrunoVarela 'O preço de uma lição' @Novo_Conceito

O 'Um outro olhar' de hoje, conforme informei para vocês na semana passada é especial... pois a resenha de hoje será diferente... dupla... feita por dois leitores e que já participam do nosso blog... a  Beeta  e o Bruno... o livro 'O preço de uma lição' da Editora Novo Conceito, lançado recentemente... e escrito por Federico Devito e Gutti Mendonça, me foi enviando... e como minha 'pilha' anda enorme... resolvi enviar para os dois fazerem resenha... então... teremos um olhar feminino (da Beeta) e um olhar masculino (do Bruno)... espero que gostem tanto quanto eu...


Sinopse

Vou postar primeiro a resenha da Beeta - OLHAR FEMININO


Como minha primeira resenha, vou ser sincera. Olhei com olhos desconfiados na primeira vez que soube desse livro, fui um pouco preconceituosa em saber que foi escrito por um dos colírios da capricho. Mas calma, mudei completamente de ideia e vou explicar por que.

‘O preço de uma lição’ conta a história de um garoto (que não tem um nome, pensei que fosse amnésia minha, mas não era, ele realmente não tem nome) que se apaixonou por uma menina 5 anos mais nova, a Juliana, que tinha 15 anos e ele 20.

‘’ O pequeno menino julga que tem uma vida comum, exceto por uma coisa. Ele acredita que cruzou o caminho de pessoas incrivelmente maravilhosas e que, dificilmente, existe alguém com a mesma sorte que ele teve.
Anos depois, já maior de idade, esse menino encontrava-se longe de onde estava acostumado.’’

Ele começa contando um acontecimento da sua infância, e depois vai contando os seus  relacionamentos amoroso até conhecer a Juliana, e então narra o namoro dos dois. Mostram bem alguns momentos de um namoro, as fases boas, as ruins, as declarações, as brigas. E também conta como é um namoro nos dias de hoje, com tantas tecnologias. O nervosismo da espera de alguém responder no msn, a confusão e os ciúmes que podem causar algumas simples mudanças de fotos no Orkut, depoimentos ficam no lugar das cartas, e que a primeira coisa a fazer quando se termina o namoro é mudar o status do Orkut, facebook ou o que seja.

Ele na maioria do tempo é o garoto perfeito que todas procuram. O tipo do garoto que conquista apenas em uma conversa, e deixa todas as meninas apaixonadas.
‘Fiel, romântico, modelo, nerd.. Você é uma pessoa com características bem distintas. É uma pessoa cheia de surpresas. (...)’

A primeira palavra que me vem na cabeça quando penso nesse livro é ‘diferente’. Sim, porque eu pelo menos, nunca li um livro que fale sobre amor com a perspectiva de um garoto. E convenhamos, não é toda autora que consegue reproduzir fielmente uma suposta conversa entre homens. E o Federico Devito e o Gutti Mendonça conseguem fazer de um jeito natural, já que são homens e adolescentes, e assim nós meninas podemos entender um pouco do que se passa na cabeça dos meninos que sempre pareceu tão indecifrável.

Ao longo da leitura, apesar de achar ele perfeito como namorado (fiquei querendo um pra mim) achei ele muito imaturo em algumas atitudes, porém, ele vai evoluindo, graças a Deus. E o livro narra exatamente essa mudança dele. A transformação que ele teve com o relacionamento. Meio clichê, mas é a história do garoto se tornando um homem de verdade depois de conhecer o amor.
‘Sei que deveria me importa com o sentimento das outras pessoas e, racionalmente, diria que me importava, mas na verdade, sentia que não era assim. Eu só queria saber da Juliana, o que me interessava de verdade era saber se ela estava gostando ou não. O resto era detalhe’
‘Ali, descobri o significado da palavra amor. Soube finalmente porque existem tantas explicações de tantos poetas diferentes para uma mesma palavra. É impossível explicar, é algo que só pode ser entendido por quem sente. É uma alegria que não se imagina que possa ser sentida com tanta intensidade. ’

O livro tem uma leitura rápida, mesmo tendo quase 400 páginas. Acho que existem alguns defeitos na escrita, mas compreensivos já que eles são novos e inexperientes. A leitura me prendeu e a todo tempo queria saber o que vinha em seguida, e gostei do final. Não vou contar, leiam e descubram vocês mesmos qual foi o preço da lição aprendida pelo personagem sem nome.



E agora o olhar do Bruno... VISÃO MASCULINO

O Preço de uma Lição é um livro interessante, podemos dizer assim. Os dois autores Federico Devito e Gutti Mendonça são jovens e nem por isso, o livro seja ruim ou chato, como a maioria das pessoas pensa de autores jovens, principalmente aqui no Brasil, o livro passa uma mensagem bonita sobre o amor e as conquistas e derrotas na vida. Por dizer que estava com um pouco de receio para lê-lo, não me perguntem o motivo, pois não sei hahaha, esse também é o primeiro livro de romance que leio.

“Ninguém é igual a ninguém. Por isso existem pessoas que marcam e pessoas que são inesquecíveis.”

Deixando de enrolar um pouco vamos para a história, o livro é narrado em primeira pessoa, mas o primeiro capítulo é em terceira, acho que foi meio que os autores colocaram para introduzir o personagem principal, que não tem nome e é o narrador da história, que passa por várias coisas importantes, durante a sua adolescência até a vida adulta, e uma delas é um grande amor, desde a descoberta desse grande amor, até as conquistas da vida, o primeiro emprego, mudança de cidade, novos e velhos amigos aparecendo na sua vida, ora para complicá-la, ora para ajudá-lo. Antes de terminar o livro (digo de chegar a uma parte importante dele), eu o achei muito detalhista, com datas e outras, e descobri o porquê disso, e gostei de como os autores colocaram dessa forma. Eu li algumas resenhas e vi que a maioria das pessoas, concordou comigo que a história teve um pouco a mais de drama, onde não deveria.

“Ali, descobri o significado da palavra amor. Soube finalmente porque existem tantas explicações de tantos poetas diferentes para a mesma palavra. É impossível explicar, é algo que só pode ser entendido por quem sente. É uma alegria que não se imagina que possa ser sentida com tanta intensidade. Você deseja tudo de melhor para aquela pessoa, você quer se entregar e fazer tudo por ela e, mesmo que aquilo te custe o maior sofrimento do mundo, acha que é um preço justo para ver a pessoa sorrir, mesmo que por um instante. A impressão que dá é não caber tanto sentimento assim em você.” “Naquele momento, percebi que era preciso muita coragem para amar uma pessoa, coragem que não vem de si mesmo, mas é transmitida por quem amamos. Quanto mais correspondido é o seu sentimento, mais valente nos sentimos. Porém, se não conseguimos perceber esse sentimento retornar, mais amedrontados ficamos e menos vontade de cultivá-lo. É muito mais difícil dizer “eu amo você” quando se ama de verdade.”

Em algumas partes eu amava alguns personagens e em outras eu queria que eles se explodissem hahaha. Não sei, por ser homem, acho que em algumas partes concordava com o protagonista, mas não em todas, o livro pode ser visto pelos homens de um jeito e pelas mulheres de outro, sei lá, estava comentando com a minha irmã, que leu também, em algumas partes concordávamos e outras discordávamos, então eu acho que para algumas mulheres algumas partes podem parecer um pouco machista.

“Minha mãe fala que amigo nem sempre é o que faz a vontade da gente. E disse que tem amigos, mas não são amigos, porque só ficam com a gente nas horas boas, como jogar video game, mas nas horas ruins não”

Pode parecer que não gostei do livro, mas gostei sim e muito, queria poder contar mais coisas, mas se fizesse isso colocaria muitos spoilers e não faria isso com vocês, caros leitores =D e o final é muito legal mesmo (queria dizer o porquê). Mas gostei bastante mesmo.
                      
“As pessoas amam outras por vários motivos. Alguns amam porque são amigos, outros porque admiram, alguns porque confiam seus segredos, outros porque compartilham bons e maus momentos juntos, amam porque são confidentes, amam simplesmente porque a pessoa é muito bonita e há também aqueles que amam porque se encantam, bem como aqueles que amam porque estão juntos sempre que possível ou que amam porque simplesmente amam..,” “ – Você pode perfeitamente ser altruísta e ter amor-próprio. Acontece que às vezes ser altruísta é abrir mão do amor-próprio e outras vezes para ter amor-próprio temos que ceder um pouco de nós, sendo altruístas. Nem sempre que se cede, se perde.”

O acabamento do livro é bem legal, sempre existem aqueles pequenos erros de diagramação, mas nada que faça a impeça o andamento da história, e a capa é muito bonita, gostei bastante da capa, e como ganhei um kit, veio com uma sacolinha e colar (que é importante para a história) muito lindos, enfim a Novo Conceito está de parabéns pelo livro.




11 comentários :

Postar um comentário

Adoramos saber o que você está achando dos posts e do blog...

Se você conhece o livro, por favor... ao comentar não diga o que acontece... isso é spoiler!

Deixe seu nome e/ou twitter.