Um outro olhar #06 - Resenha de 'Terra de Sombras' Alyson Nöel by @nandamartinez

Mais 'Um outro olhar' de resenha... pela Nandinha... agora do terceiro livro da Série Imortais... de Alyson Nöel...

Com vocês, by Nanda Martinez:










“Não pode simplesmente jogar o passado fora... não pode virar as costas para as coisas que definiram você.”


  








Sinopse:


  
 Eis que então chegamos à metade da série, com o livro Terra de Sombras. Vamos a ele então... * deixa eu me acalmar e respirar mil vezes...*
  
   A primeira coisa que me passou pela cabeça ao terminar esse livro, na verdade foi uma pergunta: “Estou mesmo lendo a série Os Imortais ou peguei um livro da saga Crepúsculo sem querer?”
   Desculpem-me as pessoas que já leram ambas as sagas e discordam, mas é impossível não notar a semelhança. A Ever e o Damen infelizmente se tornaram o Edward e a Bella.

   Para começar, eu preciso dizer que esse livro não me agradou muito. Fiquei muito decepcionada com o rumo que a história parece estar levando e sinceramente, não sei por que motivo esse livro foi feito! Desculpem-me, fãs incondicionais da autora, mas esse terceiro volume parece ter feito sob pressão para fins comerciais.

   O livro mostra a nossa heroína Ever, basicamente obcecada com o fato de que por culpa dela, Damen e ela não podem trocar nenhum tipo de DNA, ou seja, nada de beijinhos, amassos... porque do contrário, Damen morrerá e será enviado diretamente para Shadowland (A terra das sombras). Na tentativa de conseguir algum tipo de antídoto para esse problema, Ever acaba sendo apresentada a mais uma vida passada sua, que eu achei muito legal.
   Um fato muito importante desse livro é a chegada do Jude (O Jacob da Ever). Jude é um surfista, com poderes mediúnicos e ainda por cima é gatíssimo * mil suspiros* Ele não entrou na vida da Ever a toa, existe um motivo muito forte para que ele apareça (de novo). Não entenderam? Pois é, * cof cof *, cenas dos Próximos capítulos...
  
   Para complicar um pouquinho mais as coisas, Damen começa a duvidar se ele e Ever deveriam realmente ficar juntos, por culpa do carma, do que ele fez ao transformá-la em imortal e das decisões que tomou pelos dois ao longo de vidas passadas. Por isso se afasta, como vocês podem ver nesse trecho aqui:


“De agora em diante, não irei interferir mais em seu destino. (...) cada movimento em direção a seu destino será seu, será uma decisão sua.” 




Roman continua sendo um vilão muito divertido e bem malvado mesmo. Tenho certeza de que ele é um parente distante da Lilith ( Vilã da Trilogia do Circulo, da Nora Roberts). Ele tem umas tiradas muito boas nesse livro, aqui vai uma delas:



“Sério, Ever. Você acha que algumas tentativas patéticas de passar das preliminares realmente podem satisfazer um cara mesquinho, narcisista e interesseiro como ele? Ainda mais por quatrocentos anos?”


Eu queria dizer que apesar da minha decepção com esse livro, eu não desisti da série! Tudo bem que parece estar cada vez mais complicado lidar com os erros e infantilidades da Ever, e o fato de que a história parece girar apenas em torno do casal principal e seus problemas. Eu ainda acredito na mensagem que autora parece estar querendo passar, e espero não estar errada sobre isso.


Até a próxima, com o volume 4: Chama Negra...

11 comentários :

Postar um comentário

Adoramos saber o que você está achando dos posts e do blog...

Se você conhece o livro, por favor... ao comentar não diga o que acontece... isso é spoiler!

Deixe seu nome e/ou twitter.