RESENHA MEU QUERIDO GUERREIRO - JULIE GARWOOD



SINOPSE

ISBN: 978-85-7775-039-9
Número de páginas: 296 páginas
Editora: Editora Landscape

Na Inglaterra feudal, Elizabeth Montwright escapa por um triz de um massacre que destruiu sua família e a exilou de seu castelo ancestral.
Decidida a vingar-se, ela se disfarça de camponesa e consegue entrar novamente pelos portões da sua antiga fortaleza. Lá, procura  Geoffrey Berkley, o poderoso lorde que expulsou os assassinos de sua família. 
O guerreiro ouve suas súplicas, resisti a suas exigências e jura seduzi-la. Contudo, ao lutar contra as carícias desse guerreiro, o coração de Elizabeth se inflama de amor pelo homem que se tornará seu defensor.

ONDE COMPRAR:  CLIQUE AQUI


RESENHA

A resenha é de um romance histórico da Julie Garwood, eu particularmente li todos os romances históricos dela lançados no Brasil, e posso dizer que o livro que escolhi hoje é o mais fraquinho de todos, não estou falado que seja ruim, é uma leitura agradável de ler, mas com alguns clichês, e para quem já leu romance de banca sabe o que estou falando... e esse livro prova que as pessoas tem muito preconceito com romance de banca, pois se já adquiriram esse livro, posso garantir que tem muito romance de banca bem melhores.

Reafirmo o livro não é ruim, até porque eu gosto de romance de banca, e se a Ci me permitir farei resenhas  de alguns romances de bancas decentes, no meu modo de ver... Quando fala romance de banca decente, é que tenha conteúdo elaborado, personagens cativantes, e em relação a parte sexual, seja sensual e não extremamente erótica.
Que introdução né??? É que não quero fazer nenhuma crítica destrutiva do livro, então decidi explicar certos pontos, em relação Meu Querido Guerreiro, posso dizer que ele possui personagens cativantes, irão adorar o casal, tanto que diferente dos outros romances históricos da Julie o casal nesse livro é realmente o centro, praticamente o livro é a evolução do relacionamento do casal, possui alguns personagens muito interessantes, mas autora nesse trabalhou realmente na relação do casal.

Talvez se a autora colocasse o titulo de “Meu querido Homem das Cavernas”, kkkk... Porque o personagem masculino, o Lord Goeffrey “Falcão”, é como se diz aqui no sul “é mais grosso do que dedo destroncado”, o Lorde é um homem rude, e ele não pede ele manda.
Enquanto Elizabeth é teimosa, personalidade forte, e foi criada acreditando numa relação de igual entre homem e mulher.
Ou seja, esse casal é vive praticamente em uma combustão, o que realmente é uma parte deliciosa do livro, igualmente no decorrer quando eles começam a acertar as diferenças, por isso eu disse que o livro não é ruim.


Elizabeth juntamente com o Goeffrey são os pesonagens centrais, Elizabeth tem sua vida destruída, pois sua família inteira, menos o irmãozinho Thomas, viram todo o massacre que cometeram com sua família, e para fugir das pessoas que fizeram (ela inicialmente não reconhece ninguém, pois estavam mascarados), ela foge para uma casa na floresta, enquanto ela pede para enviar o seu irmão para o seu avó Eslwon.
Depois de algum tempo Lord Goeffrey que é susserano das terras do pai de Elizabeth, irá reivindicar a posse e com isso invade Montwright (antiga casa de Elizabeth), e expulsa os malfeitores que permaneciam por lá.

Nessa batalha ele se fere, e para resumir (leiam o livro) Elizabeth irá ajudar a curá-lo, obviamente ela consegue recuperar o lorde, mas se acharam que para por ai... ela vai embora e ele vai atrás (isso é só o inicio do livro, eu estou ainda pela página 40) eu te juro na hora que ele foi atrás de Elizabeth achei que ele ia pegar um pedaço de pau, bater na cabeça dela e levá-la  arrastada pelos cabelos, kkkkk... brincadeira, apesar de grosso ele é bonzinho (no bate em mulher).

Brincadeiras a parte, não podemos esquecer quem foi que invadiu Montwright e massacrou a família de Elizabeth, não é? Elizabeth desconfia do irmão de seu pai Belwain (pela descrição do livro e dos pensamentos do personagem, ele é um pavão pervertido kkkk), mas segundo Goeffrey tem outra pessoa interessada em Montwright, e isso nós descobrimos no final do livro praticamente. E sinceramente eu nunca suspeitei... O que é bem interessante no livro.

Talvez eu nunca tenha suspeitado também, até como disse no inicio da resenha, ela se concentrou do romance, e deixou um pouco esse mistério para ser solucionado, e também para o leitor pensar um pouco, mais para o final do livro...  E o casal???? Tempestuoso, enquanto ele queria fazer Elizabeth de submissa e obediente, ela queria mostrar para ele que poderia fazer parte da vida dele ao lado dele, e não como ele adorava colocá-la sempre por fora de qualquer assunto, tudo que era decido, a ultima palavra era dele.
Até quando lerem o livro irão notar que Geoffrey foi criado sem mãe e sem pai, ele foi criança aos cuidados do rei, nunca recebeu carinho e nem sabe o que é uma família, enquanto Elizabeth teve uma perfeita apesar de ter perdido (o avô de Elizabeth, Eslwen é um personagem cativante)

Mas... Elizabeth realmente conquista Geoffrey por ela ser irresponsável, intransigente, personalidade forte e implicante, pois é viviam implicando um com o outro, e fazendo duelos para obrigar um ao outro agir de acordo que ambos queriam... Como assim ambos queriam? Leiam o livro e descubram...
Acho que o personagem que mostra melhor a trama por trás é Roger, amigo de Goeffrey e com ele, Goeffrey expoem todos as suas suspeitas em relação a chacina da família de Elizabeth.
O que realmente não gostei do livro foi o excesso de páginas nas partes sexuais, achei demasiadamente longas (3 folhas do livros cada parte dessa, e isso que teve bastante...) no meu modo de ver é claro, para quem gosta o livro é maravilhoso nessa parte. Achei a trama fraca, até porque ela foi esquecida, mas por outro lado compensou o casal, para quem gosta de casal que briga, se provoca e no final descobrem o amor, o livro é indicadíssimo, mas como falei tem romances históricos melhores da Julie Garwood.

Definiria um romance para ler num domingo de tarde sem nada para fazer, pois ele não tem muitas páginas e apesar de tudo que falei, o livro te envolve e você não larga até saber o final.

6 comentários :

Postar um comentário

Adoramos saber o que você está achando dos posts e do blog...

Se você conhece o livro, por favor... ao comentar não diga o que acontece... isso é spoiler!

Deixe seu nome e/ou twitter.